Tamanho do texto

Substituído pelo Tiggo 2, Chery Tiggo deixa de ser importado do Uruguai. Saiba mais sobre o novo modelo, previsto para junho ou julho

 Importado do Uruguai, o Chery Tiggo dá adeus ao Brasil. Em seu lugar, virá o Tiggo 2, feito em Jacareí (SP)
Divulgação/Chery
Importado do Uruguai, o Chery Tiggo dá adeus ao Brasil. Em seu lugar, virá o Tiggo 2, feito em Jacareí (SP)

O Chery Tiggo já foi retirado do site da fabricante chinesa, em um movimento que mostra que a marca irá cumprir a promessa e lançar o Tiggo 2 ainda no primeiro semestre deste ano. Apresentado ao público no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro passado, o novo SUV será produzido em Jacareí (SP), substituindo o modelo atual, importado do Uruguai, chegando às lojas entre junho e julho.

LEIA MAIS: Chery Tiggo 2 chega em 2017 para salvar a marca chinesa no Brasil

Lançado no Brasil no final de 2009, o Chery Tiggo chegou com a proposta de ser uma alternativa ao Ford EcoSport, apoiado no custo-benefício de todos os carros chineses no Brasil – mais barato e com muitos equipamentos. Era vendido apenas com o motor 2.0 a gasolina de 135 cv e 18,5 kgfm de torque, combinado ao câmbio manual de cinco marchas. Em 2014, ganhou uma reestilização, junto com o motor 2.0 flex e a transmissão automática de quatro marchas.

A retirada do Tiggo do site da Chery é mais do que natural. O SUV compacto despencou em emplacamentos, contabilizando apenas 20 unidades desde janeiro, sendo que 12 delas justamente no primeiro mês do ano.  Sua idade atrapalhava, principalmente contra os rivais conterrâneos. O Lifan X60 emplacou 357 unidades até agora, enquanto o JAC T5, o mais vendido entre os chineses, vendeu 773 veículos.

LEIA MAIS: Marcas chinesas prepararam nova leva de SUVs compactos para o Brasil

Tiggo 2

Apresentado ao público pela primeira vez no Salão do Automóvel do ano passado, o Tiggo 2 mostra ser um produto bem mais atraente do que o Tiggo atual. Seu design é mais bonito e alinhado à nova linguagem visual da marca. Irá conquistar pelo pacote de equipamentos, contando com quatro airbags (frontais e laterais) de série. Além disso, terá controle eletrônico de estabilidade, ar-condicionado, rodas de liga leve diamantadas, sensor de estacionamento, luz de iluminação diurna em LED e central multimídia I-Connect.

LEIA MAIS:  JAC T40 será a nova aposta da marca chinesa no Brasil. Saiba mais detalhes

Menor do que o Chery Tiggo, o Tiggo 2 contará com um motor menor, o 1.5 de 113 cv e 15,5 kgfm de torque, o mesmo utilizado no Celer – ambos utilizam a mesma plataforma. No primeiro momento, virá apenas com a transmissão manual de cinco marchas, deixando o câmbio CVT para um segundo momento. Para quem quiser um modelo maior, a fabricante prepara o lançamento do Tiggo 7, este sim um substituto do Tiggo atual, previsto apenas 2018.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.