Tamanho do texto

Fabricante vai esperar a situação do mercado melhorar e a reestilização do modelo mostrado no início do ano passsado, no Salão de Genebra (Suíça)

Audi Q2 será reestilizado em 2019, quando deverá chegar ao Brasil como SUV compacto de luxo
Newspress
Audi Q2 será reestilizado em 2019, quando deverá chegar ao Brasil como SUV compacto de luxo

Bem que a Audi está querendo vender o pequeno SUV Q2 no Brasil desde o início do ano, mas os planos tiveram que ser adiados, conforme apurou a reportagem de iG Carros. Chegou-se a dizer que havia interesse de fabricar o carro em São José dos Pinhais (PR), mas essa ideia acabou sendo descartada pela situação difícil do mercado automotivo no Brasil. Agora, a informação mais recente é que a fabricante vai esperar, pelo menos, mais dois anos para tomar uma decisão, esperando, inclusive, a reestilização do modelo. Portanto, só a partir de 2019 é que o Audi Q2 poderá aparecer por aqui. 

LEIA MAIS: Audi Q3 nacional ganha motor 1.4 turbo flex e fica com mais apelo

Não é à toa o interesse da fabricante pelo Audi Q2 no Brasil. Primeiro, porque o mercado de SUVs ainda tem mostrado que está em evidência, com vendas em alta. Em segundo lugar, pela oportunidade de ter um compacto que tenha mais sucesso nas vendas que um hatch médio, segmento que está em queda livre no Brasil. Ainda conforme apuramos, para se ter uma idéia, a previsão da fabricante é de vender apenas 350 unidades do A3 hatch renovado no País até o fim de 2017, ante as 1.568 do A3 Sedan que foram vendidas nos sete primeiros meses do ano. 

Outra razão que poderia estar influindo no interesse da marca em trazer o Q2 ao Brasil é o fato da fábrica em São José dos Pinhais (PR) estar trabalhando em ritmo bastante lento. Atualmente, os trabalhadores estão em férias coletivas e atuando em apenas um turno. Lá é montado o A3 Sedan e o Golf, da Volkswagen, modelo que poderá deixar a linha de montagem paranaense se suas vendas continuarem abaixo do patamar que justifica sua produção no País. Se o Golf vier a ser apenas importado e o mercado nacional estiver em condições mais favoráveis, a produção do Q2 no Brasil passaria a ser um assunto que voltaria à tona.

Detalhes sobre o pequeno Q2

 O SUV compacto foi lançado no Salão de Genebra (Suíça), em marco de 2016. Já é vendido em alguns países da América Latina, inclusive na vizinha Argentina, onde é oferecido a partir de US$ 45 mil, algo em torno de R$ 141 mil, com motor 1.4 TSI. Pode vir também com o 1.0 turbo, que equipa Golf, Up! e que estará no Polo nacional, a partir de novembro, quando o carro chegará às lojas, conforme a própria Volkswagen.

LEIA MAIS: Audi RS7 Performance: Aceleramos o supercarro do Neymar

 Se chegar a ser vendido no Brasil, o Q2 brigaria com as versões mais caras de Honda HR-V, Jeep Renegade, Hyundai Creta e companhia, seguindo o que o A3 Sedan faz com Toyota Corolla, Honda Civic e Chevrolet nas versões topo de linha.

 Compacto, o Q2 tem apenas 4,19 metros de comprimento por 1,79 m de largura e 1,51 de altura e nada desprezíveis 2,6 m de entre-eixos. Suas linhas lembram as do novo Polo, mas o carro tem aspecto mais arejado, com o mínimo de botões possível. Entre os equipamentos que traz de série, destacam-se itens como multimídia com GPS que pode ser comandado por voz, controle de velocidade de cruzeiro adaptativo (mantém certa distância do carro da frente programada pelo motorista) e alerta sobre mudança indevida de faixa.

LEIA MAIS: Audi A4 Avant: perua prova que é melhor que qualquer SUV com mesmo preço

Além dos motores 1.4 e 1.0 (de três cilindros), o Audi Q2 também pode contar com o 2.0 turbo, quando a tração passa a ser integral e não apenas dianteira. No sistema de transmissão, o câmbio pode ser de sete marchas, com dupla embreagem S-Tronic. 

*Viagem feita a convite da Audi do Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.