Tamanho do texto

SUV compacto de luxo também tem o fato de ter versões mais em conta que principais rivais como aliado para conseguir destaque no mercado

Audi Q3 1.4 TFSI Flex tem o mesmo desenho das versões movidas apenas a gasolina, exceto pelo logo
Divulgação
Audi Q3 1.4 TFSI Flex tem o mesmo desenho das versões movidas apenas a gasolina, exceto pelo logo "flex" na traseira

Com motor flex, o Audi Q3 ganha apelo de vendas para continuar sendo o modelo da marca mais vendido no Brasil. Depois que passou também a aceitar etanol no tanque, o carro continua mostrando um conjunto muito bem acertado, além de manter seu rodar silencioso e confortável, como a reportagem de iG Carros comprovou durante o teste drive entre São Paulo e Santos (SP), pela Rodovia dos Imigrantes.

LEIA MAIS: Audi Q2 volta a ter chances de ser vendido no Brasil, já no ano que vem

O preço menor que o dos rivais no terreno dos SUVs compactos premium também deve ajudar o Audi Q3  as vendas. No caso da versão mais em conta Attraction, o carro parte de R$ 143.900, enquanto que o BMW X1 tem preço sugerido que parte de R$ 168.950 e o Volvo XC60 não sai por menos de R$ 170.950. Equipado até os dentes, o que inclui o chamado Pacote Tech, que inclui câmera de ré, som Bose de 465 Watts, além do sistema que ajuda a estacionar o carro sozinho e o que dispensa a chave para abrir as portas e dar a partida, o Q3 chega a R$ 180.990.

A relação entre custo e benefício é outro aliado do Q3 Flex, que desde a versão mais em conta vem com faróis com lâmpadas de xenônio, lanternas traseiras com LEDs, bancos revestidos de couro, sensores e acionam faróis e limpador de para-brisa automaticamente e rodas de aro 17 polegadas. No caso da versão intermediária Ambiente (R$ 154.190), o carro vem também com espelho interno eletrocrômico, retrovisores externos rebatíveis eletricamente e sensores nos para-choques. E na topo de linha Ambition (R$ 170.190) há apliques de alumínio escovado no painel, computador de bordo colorido, teto solar panorâmico, tampa do porta-malas com acionamento elétrico, GPS 3D e rodas de aro 18. Mas como, exceto pelo motor, o carro é exatamente igual ao movido apenas a gasolina, continua faltando a entrada USB. Existem apenas duas para cartão SD e a MMI, que tem pouca utilidade.

Mecânica refinada

Portanto, o grande destaque do carro acaba sendo mesmo o motor 1.4 Flex, com bloco de alumínio e que funciona com injeção direta de combustível e dispensa o famigerado tanquinho de partida a frio porque trabalha com altíssima pressão (de até 200 bar). Isso acaba aquecendo o etanol na hora de ser injetado na câmara de combustão na temperatura ideal. Outras duas características interessantes ficam por conta do variador de fase  nos comandos de válvulas tanto na admissão quanto no escape e o coletor de escapamento integrado ao cabeçote, o que torna mais eficiente o fucionamento do catalisador e reduz as emissão de gases poluentes.

LEIA MAIS:  Audi A3 renovado ganha apelo na briga com Corolla, Civic, Cruze e companhia

Audi Q3 1.4 TFSI Flex
Divulgação
Audi Q3 1.4 TFSI Flex

Com câmbio de dupla embreagem S-Tronic, o Q3 mostra sempre trocas de marchas rápidas e precisas, além de relações bem escalonadas. Vindo a 120 km/h, em sexta, o motor 1.4 turbo flex, fica abaixo dos 3.000 rpm, funcionando com bastante silêncio. Para uma tocada mais animada, basta selecionar o modo sequencial do câmbio e fazer as trocas pelas hastes atrás do volante. Mas vale lembrar que, com  motor 1.4 flex, a tração é apenas dianteira. Quem quiser a integral terá que optar pelas versões com motor 2.0, disponíveis com 180 cv, ou 220 cv. Ambas representam em torno de 10% do mix de vendas, de acordo com Rodrigo Carvalho, do departamento de Marketing da Audi do Brasil. Com motor 2.0 menos potente, o Q3 2.0 quattro sai por R$ 176.990, preço que sobe para R$ 203.990 na opção mais forte.

LEIA MAIS:  Audi mostra protótipo do Q8 com detalhes da versão que será feita em série

O acerto da suspensão também é outro destaque, que consegue absorver bem as irregularidades do piso e manter boa estabilidade nas curvas. Itens como direção com assistência elétrica e freios bem dimensionados e equalizados transmitem segurança em qualquer situação.  Conforme os números da Audi , o carro faz de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e atinge 204 km/h.

 O Audi Q3 agrada pelo bom nível de acabamento e pelo espaço interno, tanto para os cinco ocupantes quanto para suas bagagens, já que o porta-malas carrega bons 460 litros. Ponto positivo também para a ergonomia, com comandos de fácil acesso e para o nível de acabamento, com peças bem encaixadas e de bom gosto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.