Tamanho do texto

Imagens do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) mostram como vai ficar o hatch da marca francesa depois de receber novidades

Traseira do Renault Sandero terá nova lanterna como principal mudança estética. Rodas e outros detalhes também mudam
Reprodução/INPI
Traseira do Renault Sandero terá nova lanterna como principal mudança estética. Rodas e outros detalhes também mudam

A Renault já prepara suas novidades para 2018. Uma delas deverá ficar por conta da versão renovada do hatch Sandero, cujas imagens da traseira apareceram no site do INPI (Instituto da Propriedade Industrial). Pelo visto, a marca francesa decidiu adotar uma traseira  exclusiva no modelo que será vendido no Brasil, diferente da que é adotada em outros mercados, inclusive o europeu, onde o carro é vendido com a marca romena Dacia.

LEIA MAIS: Renault Sandero evolui com o novo motor 1.0 SCe, de três cilindros

As fotos de patente do Sandero renovado mostram que as lanternas traseiras ficarão maiores que as atuais, chegando a ocupar uma parte da tampa do porta-malas. Mas será a principal mudança, uma vez que o para-choque permanece com o mesmo formato do hatch atual. Além disso, a frente vai passar a ter LED nos faróis, item que será obrigatório em todos os carros feitos no Brasil a partir de 2021 ou antes disso, uma vez que na Argentina (onde o carro também é vendido) estão antecipando a obrigatoriedade.

Outra imagem do INPI mostra a frente a a traseira do Sandero renovado para enfrentar os fortes rivais no mercado
Reprodução/INPI
Outra imagem do INPI mostra a frente a a traseira do Sandero renovado para enfrentar os fortes rivais no mercado

Os retoques no desenho do Sandero não serão as únicas novidades do modelo, que ficará um pouco mais refinado por dentro. Uma das mudanças será o novo volante, que será multufuncional, com os principais comandos do sistema de som, agora instalados na coluna de direção. Bom também é que o acabamento será um pouco mais caprichado e a central multimídia mais moderna, compatível com Android Auto e Apple Car Play.

LEIA MAIS: Renault Sandero RS Racing é série limitada do esportivo por R$ 66.400

O que mudará além da aparência

O bom motor 1.0 SCe vai continuar sendo usado na linha renovada do Sandero que a Renault prepara para o ano que vem
divulgação/Renault
O bom motor 1.0 SCe vai continuar sendo usado na linha renovada do Sandero que a Renault prepara para o ano que vem

Outro ponto que vai marcar o maior nível de refinamento do Sandero será a opção de câmbio automático CVT, o mesmo que equipa atualmente o SUV Duster e logo também será oferecido na picape Oroch. A nova caixa entrará no lugar da automatizada Easy-R, que não foi bem aceita pelo público e deixou de ser oferecida desde outubro último. Para completar as mudanças, a Renault deverá adotar reforços estruturais no carro para que fique mais bem cotado nos testes de colisão do Latin NCAP, que deu apenas uma estrela para adultos e duas para crianças quando foi avaliado, em 2012.

LEIA MAIS: Renault Sandero deixa de ser oferecido com câmbio automatizado

No entanto, a parte mecânica vai continuar como está. Ou seja, com os atuais (e eficientes) motores da família SCe, tanto o 1.0, de três cilindros, que gera 82 cv e 10,5 kgfm de torque, quanto o 1.6, de 118 cv e 16 kgfm. Com as novidades, o carro deverá mais apelo na briga com rivais de peso e que capricharam mais no conjunto, como  VW Polo, Ford Fiesta, Fiat Argo o Toyota Yaris que chega em 2018.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.