Tamanho do texto

Supercarro tem 721 cv, vai de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos e chega a 340 km/h. Perdeu 90 kg e recebeu acertos na suspensão, freios e aerodinâmica

Ferrari 488 Pista: o visual agressivo é só um detalhe, entre todas as modificações que visam puramente o desempenho
Divulgação
Ferrari 488 Pista: o visual agressivo é só um detalhe, entre todas as modificações que visam puramente o desempenho

A Ferrari 488 Pista, versão mais potente, leve e com desempenho de tirar o fôlego da linha 488 está prestes a ser apresentada oficialmente. Após um flagra, com fotos que chegaram a ser postadas no Instagram, o nome de sua versão ainda era desconhecido.  Agora, pelas imagens oficiais que acabaram vazando na internet, fica claro que o visual ficou bem agressivo e, agora, conta com recalibragem dos freios, suspensão e aerodinâmica. Parece que o Porsche 911 GT2 RS terá companhia.

LEIA MAIS: Com quase 600 cv, Ferrari apresenta nova Portofino, a sucessora da California T

O belíssimo interior lembra o felizardo atrás do volante de que o carro não está para brincadeira
Divulgação
O belíssimo interior lembra o felizardo atrás do volante de que o carro não está para brincadeira

Segundo o site Autocar Japão, a Ferrari 488 Pista é equipada com o mesmo motor V8 3.9 biturbo da versão convencional, mas com modificações para gerar insanos 721 cv e 78,5 kgfm, um abismo se comparado com os 669 cv iniciais. Além disso, até onde se sabe, a “Pista” perdeu 90 kg, pesando 1.280 kg sem os fluídos, enquanto a 488 GTB tinha um peso de 1.370 kg. A melhoria na relação peso-potência fez com que a aceleração de 0 a 100 km/h caísse para 2,8 segundos, ou dois décimos de segundo a menos do que antes, e a velocidade máxima subisse para 340 km/h, 10 km/h a mais.

LEIA MAIS: Carro mais caro do Brasil, Lamborghini Aventador SV,  desfila na estrada

Tecnologia e conhecimento das pistas

Para muitos, a traseira é a parte da Ferrari que mais a representa.  Cada detalhe remete à esportividade da marca italiana
Divulgação
Para muitos, a traseira é a parte da Ferrari que mais a representa. Cada detalhe remete à esportividade da marca italiana

Já o downforce , a pressão que o ar exerce sobre os acessórios aerodinâmicos - como o aerofólio, defletor de ar dianteiro, difusor traseiro, emntre outros itens- melhorou em 20%, depois de coletar dados da equipe de Fórmula 1 e da divisão GTE do World Endurance Championship (WEC). Outras alterações são uma atualização para o controle do diferencial e o chamado "Dynamic Enhancer", responsável pela otimização do esforço gerado pelo sistema de freios, estes feitos em fibra de cerâmica, a mesma tecnologia do atual topo de linha LaFerrari.

LEIA MAIS: Emerson Fittipaldi e Pininfarina revelam o supercarro de 600 cv

Ainda não se tem mais detalhes da Ferrari 488 pista, uma vez que ainda não foi revelada oficialmente. Entretanto, não é esperado que venha ao Brasil, ao contrário da versão convencional, vendida aqui a partir de R$ 2.8 milhões, na versão cupê GTB.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.