Tamanho do texto

Feito no Paraná, novo SUV virá para disputar com os bem-sucedidos Honda HR-V, Nissan Kicks e Hyundai Creta. Veja mais informações

O presidente da VW, Pablo Di Si (ao centro) revela a silhueta do novo SUV T-Cross ao lado de executivos e autoridades
Carlos Guimarães/iG Carros
O presidente da VW, Pablo Di Si (ao centro) revela a silhueta do novo SUV T-Cross ao lado de executivos e autoridades

A Volkswagen confirma o lançamento de seu novo SUV T-Cross, que chega às lojas no primeiro trimestre de 2019. O utilitário esportivo feito com base no Polo é fruto de um investimento de R$ 2 bilhões na fábrica da marca em São José dos Pinhais (PR), onde também é feito o Golf, duas versões do Fox e a perua SpaceFox. O montante faz parte dos R$ 7 bilhões que a marca investirá no Brasil até 2020, mostrando que a VW está de olho no sucesso de Honda HR-V, Nissan Kicks e Hyundai Creta no segmento de utilitários esportivos compactos.

LEIA MAIS: Gol e Voyage terão novas versões automáticas no segundo semestre

Além do novo SUV, a marca confirma 20 novos lançamentos até 2020, sendo que 13 serão feitos no Brasil, 2 na Argentina e outros 5 importados. Entre eles, 5 serão SUVs. O investimento em utilitários esportivos faz parte da estratégia da marca de retomar a liderança no mercado brasileiro. A exemplo disso, o Volkswagen Tiguan Allspace começará a chegar nas concessionárias até o fim do mês. No segundo semestre será a vez do Touareg, enquanto aguardamos pelo Tarek, novo rival do Jeep Compass, que chegará ao Brasil em 2020.

Volkswagen T-Cross: conceito antecipa o visual que será utilizado no SUV feito com base no Novo Polo
Divulgação
Volkswagen T-Cross: conceito antecipa o visual que será utilizado no SUV feito com base no Novo Polo

Para a fabricação do T-Cross, a estamparia do Complexo Industrial de Pinhais terá 158 novas ferramentas. Serão instalados 239 robôs com equipamento de solda a laser e a ala de pintura será reprogramada para receber novas cores. A Volkswagen também anuncia a inserção de proteção de cera nas cavidades para proteger contra a corrosão, aumentando a durabilidade de seus produtos. Com o aporte para fabricar o T-Cross, vai envolver 600 empregos diretos (a maioria de pessoal que estava em lay-off) e aproximadamente 4 mil indiretos. Outros modelos podem acabar sendo feitos em São José dos Pinhais (PR) no futuro.

LEIA MAIS: Ford revela imagens oficiais do novo Focus 2019

Brigando com os grandes

Volkswagen T-Cross: a marca não mostra o SUV, mas antecipa sua visão lateral. Destaque para a semelhança com o Polo
Divulgação
Volkswagen T-Cross: a marca não mostra o SUV, mas antecipa sua visão lateral. Destaque para a semelhança com o Polo

A marca revela números otimistas para 2018. Conforme o pronunciamento feito pelo presidente Pablo Di Si, a marca cresceu 31,7% em um mercado que evoluiu 14,7% no primeiro trimestre. A título de comparação, a Chevrolet se mantém líder de vendas do Brasil, garantindo 15,6% de participação. A Volkswagen se aproxima rapidamente, em segundo lugar, com 14,8% do mercado, enquanto a Fiat fica com o terceiro lugar, com 12,8%, de acordo com o balanço do mês de março. Ainda conforme  Di Si, a Volkswagen disputa por 70% da parcela de mercado com produtos atuais. Com os 20 lançamentos até 2020, a marca brigará por 90% .

LEIA MAIS: Volkswagen Jetta é flagrado em testes. Confira mais informações sobre ele

A Volkswagen é a marca que mais reserva lançamentos para 2018. Depois da chegada do novo Tiguan Allspace, poderemos ter a versão reestilizada do Golf, que continua sem data para lançamento.Além da perua Variant, a marca também optou por trazer as versões híbrida e elétrica do hatch. Vale lembrar que a Volkswagen já lançou a Amarok V6 e o  Passat com novo cluster nos primeiros meses de 2018. Junto do Touareg, podemos esperar pela nova geração do Jetta ao longo do segundo semestre de 2018. Há grandes chances de ambos serem atrações da marca durante o Salão do Automóvel, no São Paulo Expo, entre 8 de 18 de novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.