Tamanho do texto

Praticidade e economia são os principais tópicos para quem está procurando um hatch e não quer gastar muito

Os seminovos 1.0 são uma boa escapatória para quem quer praticidade para ir ao trabalho, ajudar nos afazeres cotidianos com uma certa economia de combustível no fim do mês. Mas para que um carro cumpra todas essas tarefas com louvor, não dá pra errar na hora da escolha. Um compacto precisa ser ágil, econômico e também deve estar em dia com todas as novas tendências de conectividade.

LEIA MAIS: Veja 5 SUVs que você nem lembrava que são vendidos no Brasil

Para dar aquela forcinha, a reportagem de iG Carros lista os cinco seminovos 1.0, até R$ 40 mil que você precisa conhecer antes de rodar pelas concessionárias da sua cidade, considerando sempre o melhor custo-benefício entre economia de combustível, conjunto mecânico e diversão. Lembre de dar preferência por modelos menos rodados, com todas as revisões feitas.

1 - Volkswagen High Up! 1.0 MPI 2015/16 - entre R$ 36 mil e R$ 42 mil

Volkswagen Up! não se destaca nas vendas, mas pode ser uma boa opção entre os seminovos 1.0
Divulgação
Volkswagen Up! não se destaca nas vendas, mas pode ser uma boa opção entre os seminovos 1.0

O Up! nunca empolgou nas vendas, mas isso não faz com que o subcompacto da Volkswagen deixe de ser uma boa alternativa. Infelizmente, o modelo equipado com o apimentado 1.0 TSI ainda ultrapassa os R$ 40 mil, portanto, escolhemos a versão convencional com a unidade MPI de três cilindros.

Em compensação, esta é a versão mais equipada do Up!. Já vem com ar-condicionado, computador de bordo, bancos de couro com a versão bordada no encosto, vidros traseiros elétricos e rádio convencional com todas as conectividades Bluetooth, USB e auxiliar. A Volkswagen também se preocupou em instalar um suporte para celular acima do painel, para facilitar a vida de quem gosta de dirigir com o Waze.

LEIA MAIS: Camaro e Mustang travam disputa acirrada, pela primeira vez no Brasil

O motor 1.0 MPI entrega 82 cv e 10,4 kgfm de torque, força que puxa bem o carrinho, de apenas 920 kg. O consumo também é um dos destaques, aferindo 9,6 km/l na cidade e 10,6 km/l na estrada com etanol, bem como 14,2 km/l na cidade e 15,3 km/l na cidade na gasolina, conforme o Inmetro. Em uma pesquisa simples nos classificados online, encontramos o High Up! com preços entre R$ 36 mil e R$ 42 mil. Para quem quer economizar, é um prato cheio.

2 - Chevrolet Onix LT 1.0 Seleção 2015 - entre R$ 37 mil e R$ 41 mil

O Chevrolet Onix 1.0 Seleção é o único modelo de nossa lista que saia com central multimídia de fábrica
Divulgação
O Chevrolet Onix 1.0 Seleção é o único modelo de nossa lista que saia com central multimídia de fábrica

Essa versão do Onix marca a parceria entre a Chevrolet e a Confederação Brasileira de Futebol. E há um motivo estratégico para ela aparecer em nossa lista: o sistema de conectividade MyLink. Naquela época, o modelo 1.0 LT não vinha equipado com a central multimídia, de sete polegadas, que encantou os brasileiros e é um dos fatores de compra. Para que ele entre em nossa lista com MyLink, motor 1.0, e por menos de R$ 40 mil, apostamos na versão especial Seleção.

Vale a pena garimpar para encontrar um Onix Seleção, principalmente por conta da central multimídia. Ela foi a primeira a surgir nos modelos compactos, quebrando paradigmas de que a conectividade seria exclusiva de modelos mais caros. Tanto é que Sandero, Gol e HB20 precisaram se armar contra a investida da GM, instalando centrais multimídia em seus modelos alguns anos depois. Ar-condicionado, vidros elétricos nas quatro portas e sensor de estacionamento são outros itens que justificam o Onix Seleção como uma boa compra.

O conjunto mecânico pode não ser dos melhores em nossa lista, mas também não trará qualquer dor de cabeça ou surpresas desagradáveis na hora de fazer a manutenção. Entrega 80 cv e 9,8 kgfm derivados de um confiável 1.0, de quatro cilindros. O consumo fica na casa dos 7,8 km/l na cidade e 9,2 km/l na estrada com etanol, bem como 11,5 km/l na cidade e 12,5 km/l na estrada com gasolina, de acordo com o Inmetro. A versão sairá por algo entre R$ 37 mil e R$ 41 mil

3 - Renault Sandero 1.0 Expression 2015/16 - entre R$ 30 mil e R$ 35 mil

Renault Sandero Expression 1.0 traz apenas o básico, mas se destaca pelo espaço interno
divulgação/Renault
Renault Sandero Expression 1.0 traz apenas o básico, mas se destaca pelo espaço interno

O Sandero tem o melhor espaço interno de sua categoria. É uma compra que recomendamos, principalmente, para famílias que já tenham filhos crescidos. Afinal, ninguém merece andar com aperto no banco traseiro. Por outro lado, o Sandero 1.0 dispensa central multimídia.No lugar dela, o rádio convencional que conta com todas as conectividades Bluetooth, USB e auxiliar.

Este também é um modelo para pessoas que não são apressadas. Os 14 segundos que ele leva para atingir 100 km/h não deixam mentir. Seu motor é 1.0, de 80 cv e 10,5 kgfm, aliado ao câmbio manual, de cinco marchas, que fica devendo uma trambulação mais bem acertada. 

O consumo de combustível consegue ser melhor que o do Onix, entregando 8,7 km/l e 9,6 km/l com etanol. Abastecido com gasolina, os números vão para 12,6 km/l e 14 km/l, conforme o Inmetro. Na versão Expression, o Sandero poderá ser encontrado por algo entre R$ 30 mil e R$ 35 mil.

4 - Ford Ka SEL 1.0 2015 - entre R$ 33 mil e R$ 37 mil

Ford Ka justifica seu bom custo-benefício na economia de combustível, por causa do eficiente motor de três cilindros
Divulgação
Ford Ka justifica seu bom custo-benefício na economia de combustível, por causa do eficiente motor de três cilindros

Foram raras as ocasiões em que o Ka deixou de aparecer entre os três carros mais vendidos do Brasil. Ele nunca esteve à frente de HB20 e Onix, mas também não deixou de trazer um sorriso aos executivos da Ford. O fato do Ka ser um dos modelos de destaque no País já é um bom motivo para aparecer em nossa lista.

Na versão SEL, o modelo já aparece com rodas de liga leve, ar-condicionado, volante multifuncional, rádio com conexões Bluetooth, USB e auxiliar e até assistente de partida em rampa. O pacote é mais do que suficiente para garantir uma usabilidade tranquila e agradável.

O motor 1.0 traz três cilindros, e entrega 85 cv de potência e 10,7 kgfm de torque. Assim como o Sandero, o foco é priorizar o consumo de combustível, e não desempenho. De acordo com o Inmetro, o Ford Ka SEL 1.0 é capaz de aferir 8,9 km/l na cidade e 10,4 km/l na estrada com etanol. Com gasolina no tanque, o modelo pode marcar ótimos 13 km/l na cidade e 15,1 km/l na cidade. Uma das melhores relações custo-benefício da lista.

5 - Hyundai HB20 1.0 Comfort Plus - entre R$ 32 mil e R$ 39 mil

Hyundai HB20 justifica sua boa compra ao aferir 14,1 km/l em circuíto rodoviário
Divulgação
Hyundai HB20 justifica sua boa compra ao aferir 14,1 km/l em circuíto rodoviário

Se o Ford Ka apareceu, é claro que seria natural colocar o Hyundai HB20 entre as melhores aquisições possíveis para quem está procurando um carro 1.0 seminovo. Desde que foi lançado, o brasileiro já se acostumou com a ideia de levar o compacto da marca coreana pra casa. As 650 mil unidades vendidas em seus primeiros quatro anos de mercado mostram todo esse interesse.

LEIA MAIS: Chevrolet Onix Activ com câmbio automático surpreende pelo consumo

Entre os destaques, o HB20 abusa de materiais de boa qualidade e acabamento refinado. Tem até porta-óculos e uma esteira para cobrir os porta-objetos no console. Ar-condicionado, rádio com conectividades Bluetooth, auxiliar e USB, computador de bordo e volante multifuncional completam o pacote. Entre seus pênaltis, o espaço interno, principalmente para quem vai sentado no banco traseiro.

O motor 1.0 Kappa desenvolve 80 cv de potência e 10,2 kgfm de torque que também prioriza o consumo de combustível. O Inmetro diz que o HB20 é capaz de aferir 8,5 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol. Na gasolina, os números sobem para 12,5 km/l e 14,1 km/l. Os preços variam entre R$ 32 mil e R$ 39 mil, mas dê preferência pelos modelos menos rodados entre os seminovos 1.0 .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.