Tamanho do texto

Além de ser baseado na nova geração do Jeep - que chegará ao Brasil no Salão do Automóvel - traz equipamentos que contribuem para o off-road

Jeep Wrangler Moab: aprimorado, em detalhes, para mais habilidade ao enfrentar percursos acidentados
Divulgação
Jeep Wrangler Moab: aprimorado, em detalhes, para mais habilidade ao enfrentar percursos acidentados

O Jeep Wrangler chega, nos EUA, com a nova versão Moab. Pensada para ser ainda mais aventureira, traz mais equipamentos e acessórios que reforçam esses ares. Entre eles, destacam-se rodas de 17 polegadas pintadas de cinza fosco, com pneus off-road de 32 polegadas, além de pára-choques de ferro, proteção extra na parte inferior da carroceria contra pedras, luzes de LED, mais pontos de guincho, logotipos da versão e opcionais como mudança de estepe para a lateral, bem como dois tipos diferentes de teto solar: duplo ou panorâmico.

LEIA MAIS: Jeep Renegade flex: por que comprar e por que não comprar o SUV?

Jeep Wrangler Moab procura investir nos toques a mais de esportividade e jovialidade, evidente pelas rodas escurecidas
Divulgação
Jeep Wrangler Moab procura investir nos toques a mais de esportividade e jovialidade, evidente pelas rodas escurecidas

Entre as tecnologias embarcadas no interior de toda a linha 2018 do Jeep Wrangler , merece destaque o sistema multimídia, com telas de 5,7 polegadas e opção de 8,4, que incluem Apple CarPlay, Android Auto e ponto para WiFi, com duas entradas USB e duas tomadas 12V.  A direção é uma evolução do modelo anterior e o console central agora tem uma tela multimídia maior, bem como o reposicionamento das saídas de ar, que antes eram posicionadas abaixo da tela do sistema de som.

LEIA MAIS: Jeep avança na trilha dos SUVs no Brasil. Saiba o que virá por aí

Os amortecedores são monotubo da linha Wrangler são ajustáveis. Incorporam um sistema de válvulas de baixa velocidade pensados para serem mais firmes nas pedras e mais flexível em velocidades maiores. Segundo a fabricante, o sistema de desconexão da barra estabilizadora do eixo dianteiro permite melhor articulação para o uso off-road .

Jeep Wrangler no mundo e por aqui

O Jeep Wrangler chegou com sua proposta aventureira para as trilhas em 1986, como uma das atrações do Salão de Chicago (Estados Unidos). Na época, o carro era produzido pela marca americana AMC, e fez muito sucesso por conta do conjunto mecânico robusto para enfrentar qualquer desafio.

LEIA MAIS: Jeep Renegade Trailhawk 2019 já aparece em primeiras imagens oficiais

Desde o lançamento, o modelo passou por duas reestilizações - em 1996 e 2006 - com um pequeno retoque visual em 2010. O Wrangler se tornou um símbolo tão emblemático por conta de seu carisma que até emprestou sua dianteira para a identidade visual da Jeep. Os faróis redondos separados pela grade de sete flancos aparecem como easter-eggs , escondidos em todos os modelos da marca.

LEIA MAIS: Veja 5 motivos para comprar o Kia Sportage e não o Jeep Compass

Entretanto, o Jeep Wrangler nunca se destacou no Brasil. Com a nova geração prevista para ser apresentada no Salão do Automóvel em novembro, atualmente o modelo ainda é vendido no modelo antigo. Parte de R$ 194.490 e pode chegar aos R$ 204.990 em sua versão quatro portas. Em todas as versões, vem equipado com motor 3.6 V6 Pentastar, de 285 cv e 35,4 kgfm de torque. A Jeep declara que, futuramente, vai disponibilizar a nova motorização para a linha, composta por um motor diesel, com 3 litros de cilindrada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.