Tamanho do texto

Design do conceito conserva a tradição e a robustez, mas traz ares futuristas e novas tecnologias. O modelo de produção usará a plataforma do Duster

Lada Niva conceitual antecipa detalhes que encontraremos na renovação do jipe em 2021
Divulgação
Lada Niva conceitual antecipa detalhes que encontraremos na renovação do jipe em 2021

O jipe russo Lada Niva, em produção desde 1977 na mesma geração, pode ganhar enfim um sucessor. Com isso, a marca apresenta no Salão de Moscou o 4×4 Vision, conceito que preserva as formas robustas originais ao utilitário nascido na União Soviética. Um dos destaques é o recorte das portas, que segue a forma dos para-lamas e disfarça a existência das portas traseiras. Já o teto tem ampla área envidraçada, e as rodas são de 21 polegadas.

LEIA MAIS: Veja 10 fabricantes que desistiram do Brasil

Por dentro, o Lada Niva do futuro conta com grandes telas no painel, bem como um tom laranja e comando giratório, para o seletor de modos de terreno. Já em relação a algumas especificações técnicas, o conceito tem caixa automática com reduzida e mede 4,2 metros de comprimento. Entretanto, a Lada ainda não informou sobre mecânica, nem se o novo modelo, que entrará em produção em 2021, conservará os atributos futuristas e extravagantes do off-road .

Até hoje, onde é vendido, o carro se parece bastante com os que vieram ao Brasil nos anos 90, mas o novo projeto se baseia na plataforma do Renault Duster. Com isso, o jipe ficará mais moderno, mas ainda de baixo custo, o que vai manter seu apelo aventureiro por um preço acessível.

Lada Niva no Brasil

Lada Niva no modelo atual da marca, que pouco mudou da época em que era vendido no Brasil
Divulgação
Lada Niva no modelo atual da marca, que pouco mudou da época em que era vendido no Brasil

Após a abertura das importações, no Governo Collor, em 1990, várias marcas desembarcaram no Brasil. Referências mundiais em tecnologia, modernidade e qualidade, como a BMW, Daihatsu, Daewoo, Mazda, Alfa Romeo, bem como várias outras fabricantes vieram com novidades que fizeram os carros nacionais se tornarem ultrapassados. Dentro desse contexto, a Lada cativou os brasileiros por seus carros com preços em conta, robustos e confiáveis, mesmo não sendo modernos. Cerca de 70.000 unidades foram vendidas, muitas delas para taxistas.

LEIA MAIS: Jeep Wrangler Moab é lançado nos EUA, com proposta mais aventureira

Bem característico de um jipe off-road, o interior do Lada Niva está longe de qualquer tecnologia moderna
Divulgação
Bem característico de um jipe off-road, o interior do Lada Niva está longe de qualquer tecnologia moderna

Os golpes fatais para a marca russa vieram em 1995, quando os impostos sobre carros importados subiu e, mais do que em 1990, os brasileiros já não aceitavam mais o design antiquado dos carros de projeto soviético. Esses fatos foram agravados pela má fama dos carburadores dos soviéticos, que não se davam muito bem com a gasolina brasileira (na época, com 22% de etanol) e pelo péssimo atendimento nas concessionárias que deixava a desejar.

LEIA MAIS: Land Rover Defender da nova geração terá versões elétricas em 2018

Apesar da marca já contar com modelos completamente modernizados, a essência soviética do Lada Niva fala mais alto
Divulgação
Apesar da marca já contar com modelos completamente modernizados, a essência soviética do Lada Niva fala mais alto

Apesar da modernização do Lada Niva em 2021, os planos da montadora são de, ainda, preservar a essência do jipe que pouco mudou desde o seu primeiro desenvolvimento, em 1977. Entretanto, enquanto a estrutura será da Renault, o motor será o 1.6 moderno que a Nissan já usa em seus carros, reflexo do acordo da marca russa com o grupo Renault-Nissan.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.