Tamanho do texto

Icônico modelo deixará de ser produzido a partir do ano que vem. Série limitada é mostrada com itens exclusivos. É o final de uma era para a VW

VW Fusca tem série limitada para marcar o fim da produção no México, o único país que produz o modelo no mundo
Divulgação
VW Fusca tem série limitada para marcar o fim da produção no México, o único país que produz o modelo no mundo

Depois de três gerações e mais de sete décadas, eis que é anunciado oficialmente o fim do Beetle, conhecido como VW Fusca no Brasil. A Volkswagen confirma que a atual geração do modelo deixará de ser fabricada no México a partir do ano que vem. É o encerramento de uma era na história da fabricante alemã.

LEIA MAIS: Que tal um Fusca Roadster? Veja video e fotos do curioso esportivo

Junto com a confirmação de que o Beetle sairá de linha, a Volkswagen mostra a série limitada que marca o encerramento da produção do carismático modelo, que estará disponível tanto na configuração cupê como na cabriolet.  O VW Fusca será vendido nos EUA apenas em duas cores: Azul Stonewashed e Bege Safari e com um logo especial na traseira.

VW Fusca da última leva tem bancos especiais revestidos de couro de dois tons
Divulgação
VW Fusca da última leva tem bancos especiais revestidos de couro de dois tons

Todas as unidades da série limitada terão faróis com lâmpadas de xenônio, LED nas lanternas traseiras e rodas de aro 18 entre os itens de série. Haverá também bancos revestidos de couro especial, com desenhos no formato de diamante, além de sistema multimídia Discovery Media com GPS embutido e som de alta-fidelidade da Fender.

No conjunto mecânico, o carro terá motor 2.0, turbo, de 176 cv e 25 kgfm de torque que funciona apenas com câmbio automático de seis marchas.


LEIA MAIS: VW Fusca:  o clássico 1970 frente a frente com o moderno TSI. Assista ao vídeo

Nos Estados Unidos, a edição limitada do Beetle será oferecida por US$ 23.045 na versão cupê e US$ 27.295 na conversível. De acordo com o o CEO da Volkswagen americana, Hinrich Woebcken, “ a perda do Beetle depois de três gerações e mais de sete décadas irá provocar emoção em vários fãs do modelo. Mas, não temos planos, pelo menos por enquanto, para substituir o Beetle ”. Entretanto, acrescentou: “nunca diga nunca”.

Um pouco da história do VW Fusca

VW Fusca: acelerava o País e desbrava as estradas difíceis no período militar e ficou marcado na história do Brasil
Divulgação
VW Fusca: acelerava o País e desbrava as estradas difíceis no período militar e ficou marcado na história do Brasil

 O Fusca da primeira geração nasceu dos rascunhos de Ferdinand Porsche na década de 30. A partir de 1950, ele passou a ser importado para o Brasil e se tornou um grande sucesso de vendas, à época custando em torno de 60 mil cruzeiros. A nacionalização completa veio nove anos depois, encerrando seu primeiro ciclo, em 1986.

A pedido do presidente Itamar Franco, a Volkswagen do Brasil voltou a produzir o Fusca em 1993, finalizando definitivamente sua fabricação nacional três anos depois. O modelo clássico, entretanto, persistiu até 2003, quando foi encerrada a sua produção no México.

VW Fusca teve uma releitura com a chegada do New Beetle, no final dos anos 90
Divulgação
VW Fusca teve uma releitura com a chegada do New Beetle, no final dos anos 90

Nascido em outubro de 1997, o New Beetle foi idealizado pelo designer Jay Mays, que chegou a trabalhar por vários anos na Ford e se aposentou no final de 2013. O carro é uma releitura do modelo original do chamado “Carro do Povo”. Feito com a base do Golf IV, o New Beetle foi vendido no Brasil com motor 2.0, a gasolina, com câmbio automático, de quatro marchas.

Foi apenas em 2011 que apareceu a atual geração, com maior apelo esportivo e desempenho bem melhor que a anterior por causa do conjunto mecânico que inclui motor 2.0, turbo, de 211 cv, acoplado ao câmbio automatizado, de dupla embreagem DSG. De acordo com os números da fabricante, o Fusca atual é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 6,9 segundos e atingir 224 km/h.

LEIA MAIS: Novo Fusca reúne diversão e nostalgia. Confira a avaliação detalhada

As vendas da atual geração do VW Fusca começaram no Brasil em setembro de 2012, com lançamento em um espaço nobre de São Paulo e com a presença de celebridades como a apresentadora Adriane Galisteu e de Neymar Jr, um dos atuais ídolos da torcida do time do Barcelona. Entretanto, as vendas do cupê de estilo retrô foram modestas. A média de 2015 foi de apenas 39 por mês, com um total de 470 unidades, volume que caiu para 261 no ano passado, o que dá uma média de apenas 21 unidades mensais. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.