Tamanho do texto

Novo SUV será apresentado em transmissão simultânea entre Brasil, China e Alemanha. Confira o que já sabemos sobre o novo rival do HR-V

VW T-Cross 2019: a traseira revela uma curiosa conexão entre as lanternas fumê; detalhe inédito nos SUVs da categoria
Divulgação
VW T-Cross 2019: a traseira revela uma curiosa conexão entre as lanternas fumê; detalhe inédito nos SUVs da categoria

O VW T-Cross volta a revelar alguns detalhes de sua carroceria na semana de estreia. O novo SUV global da marca será apresentado na próxima quinta-feira (25), em uma transmissão simultânea entre Brasil, Alemanha e China. Será a primeira investida da Volkswagen na categoria dos SUVs compactos, abaixo de Tiguan e Touareg, tendo como principal alvo o Honda HR-V .

LEIA MAIS: Jeep Renegade 2019: versão Longitude com motor 1.8 flex vale a pena?

Dessa vez, foram revelados detalhes dos faróis dianteiros e luzes traseiras. Começando pela parte da frente, o VW T-Cross terá conjunto óptico retangular, contrastando com uma grande grade frontal e faróis de neblina abaulados. Na traseira,se diferencia do Tiguan com as lanternas fumê que se conectam por um filete. As rodas pintadas na cor do veículo dificilmente estarão no modelo brasileiro, ficando restritas ao mercado europeu.

Por dentro, destacamos o volante exclusivo e o cockpit virtual que também aparece na dupla Polo e Virtus. Pelo pouco que foi revelado do painel, é possível reparar que seu design também bebe muito da fonte de inspiração dos compactos. As saídas de ar ficam abaixo do kit multimídia, centralizadas no painel. Ao menos, há uma textura especial no revestimento do painel, acrescentando traços de refinamento ao modelo.

LEIA MAIS: VW T-Cross 2019: andamos no protótipo do novo SUV compacto

Na lista de equipamentos, o VW T-Cross pode vir com teto solar panorâmico, luz ambiente no painel, som de alta-fidelidade da Beats, com 300 watts e 6 alto- falantes, entre outros itens. Há também duas saídas USB para quem vai sentado atrás e outras duas na frente. A central multimídia tem tela de 10 polegadas e o cluster digital, de 8 .

Apesar de ser um modelo global, o VW T-Cross terá diferenças em cada um dos mercados em que estará inserido. O modelo brasileiro, por exemplo, é mais alto que o europeu. Isso não terá implicação na estabilidade, como pudemos comprovar durante o nosso teste em pista de uma unidade camuflada. Nossa versão contará com motores 1.0 e 1.4 turbinados, ambos utilizados no Golf. O primeiro entrega 128 cv de potência, enquanto o 1.4 das versões mais caras chega em 150 cv.

Mais sobre o VW T-Cross brasileiro

O VW T-Cross aposta em dois motores turbinados para surpreender os clientes de Jeep Renegade, Honda HR-V e Nissan Kicks
Divulgação
O VW T-Cross aposta em dois motores turbinados para surpreender os clientes de Jeep Renegade, Honda HR-V e Nissan Kicks

O entre-eixos de 2,65 metros (o mesmo do Virtus) contribui para o espaço interno. Em comparação com o Hyundai Creta , o SUV da Volkswagen chega a ser 10 cm maior. Seu porta-malas varia entre 373 e 420 litros, conforme a posição do banco traseiro deslizante. Isso também possibilita que passageiros mais altos tenham mais conforto.

LEIA MAIS: VW Jetta: nova geração parte de R$ 109.990. Vale a compra?

Todas as versões contarão com seis airbags e controle e estabilidade e tração. O VW T- Cross também terá disponível detector de fadiga, mudança do perfil de modo de condução e sistema que faz o carro estacionar sozinho de última geração, que funciona em vagas paralelas e perpendiculares. Previsto para chegar às lojas apenas no começo de 2019, o público poderá acabar com a ansiedade durante o Salão do Automóvel de São Paulo, entre os dias 8 e 18 de novembro. O modelo será a atração principal do estande da marca, que também contará com modelos híbridos e elétricos do Golf e o Novo Touareg.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.