Tamanho do texto

Linha 2020 quer causar polêmica. Tem versão com motor elétrico, 1.6 turbo e outro 2.0 aspirado. Ainda não há previsão de chegar ao Brasil

Kia Soul 2020 é considerado uma inovação em design e proposta urbana pela marca. Veremos quando desembarca no Brasil
Divulgação
Kia Soul 2020 é considerado uma inovação em design e proposta urbana pela marca. Veremos quando desembarca no Brasil

Cerca de cinco anos após seu lançamento, a segunda geração do Kia Soul está pronta para se aposentar e abrir espaço para o que a fabricante descreve como um novo modelo. Mantendo características que fizeram sucesso nos modelos anteriores, o Soul 2020 adota um design peculiar para a dianteira, com luzes finas na parte superior e outras duas grandes peças montadas mais abaixo. A grade dianteira é maior que a anterior e dá ao crossover um visual mais imponente.

LEIA MAIS: Kia Rio aparece em tabela de consumo do Inmetro, mas ainda é dúvida no Brasil

Além disso, o Kia Soul adota um teto flutuante, com a parte superior em preto e a pequena seção da coluna traseira com a inscrição "Soul" estampada. A marca sul-coreana menciona que isso foi feito para remeter às asas de um avião, enquanto o carro se mantém fiel ao seu antecessor ao continuar com as lanternas verticais na traseira. Agora elas têm formato de bumerangue, dando ao Soul um visual mais futurista quando visto por trás.

Quanto às suas dimensões, o novo crossover compacto mantém largura e altura, porém ganhou 5,6 cm em comprimento. Agora são 4,19 m totais e parte disso está no entre-eixos, medindo agora 2,60 m, ou cerca de 3 cm a mais que o anterior. Enquanto isso, o espaço para as pernas na dianteira cresceu 0,5 cm, o que sacrificou 0,7 cm do espaço de trás. Não apenas isso, mas o espaço para cabeça na frente também ficou 0,5 cm menor, enquanto a traseira não mudou.

LEIA MAIS: Kia Sportage: o importado mais vendido do Brasil vale a compra. Mas...

Ao menos o novo Soul será melhor companhia em longas viagens graças ao maior porta-malas, agora com 673 litros (até o teto), ou 141 litros a mais. Além disso, a tampa do porta-malas ficou mais larga e baixa, facilitando o acesso às bagagens em comparação com o antecessor.

Outras mudanças do Kia Soul

Kia Soul de nova geração traz mais conectividade e equipamentos, além de oferecer dimensões diferentes do atual
Divulgação
Kia Soul de nova geração traz mais conectividade e equipamentos, além de oferecer dimensões diferentes do atual


Sob o capô, está o motor 2.0, aspirado, com 149 cv e 18,2 kgfm, ou o 1.6, turbo com 204 cv e 26,9 kgfm. O primeiro pode ter câmbio manual de seis marchas, ou automático CVT, enquanto o turbo utiliza uma caixa de dupla embreagem com sete marchas. A Kia promete que a nova plataforma melhorou a dirigibilidade e o conforto com menor vibração, barulho e aspereza.

LEIA MAIS: Kia Carnival 2019: mais sofisticação e conforto de primeira classe

Nas versões mais caras, o interior tem tela multimídia de 10,25 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay. Há um head-up display de 8 polegadas e sistema de som assinado pela Harman Kardon, com 10 falantes e 640 w de potência, o dobro do atual Soul. Além disso, o interior traz sistema de iluminação configurável.

Apresentado nesta quarta-feira no Salão de Los Angeles, o novo Kia Soul será vendido nos Estados Unidos na primeira metade de 2019, junto com o Soul EV, totalmente elétrico. A chegada ao Brasil ainda é uma incógnita, mas deveremos saber de mais detalhes logo no início de 2019. Quem sabe a própria versão sem motor a combustão não se une aos carros elétricos que estão chegando cada vez mais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.