Tamanho do texto

Chegada ao Brasil é dada como certa, embora não confirmada. Versão tem motor turbodiesel, de 213 cv, preparado pela divisão Performance

Ford Ranger Raptor: versão esportiva da picape, feita apenas na Tailândia, com motor de 213 cv e câmbio de 10 marchas
Divulgação
Ford Ranger Raptor: versão esportiva da picape, feita apenas na Tailândia, com motor de 213 cv e câmbio de 10 marchas

Depois de algum mistério, eis que a Ford confirma a chegada da Ranger Raptor ao mercado argentino em meados de 2019. E isso aumenta ainda mais as chances do utilitário ser vendido no Brasil. Ao contrário do que se possa pensar, a nova versão da picape não será feita no país vizinho, mas na Tailândia, único país do mundo que a fabrica nessa configuração.

LEIA MAIS: Aceleramos o Ford Raptor, veloz como o Mustang e bruto como um fuzileiro

Com a versão Raptor, a Ranger volta a ficar em evidência no terreno das picapes médias. Portanto, a novidade também acaba sendo uma jogada de marketing. De qualquer forma, o carro é interessante. Recebeu uma série de aperfeiçoamentos tanto na parte estrutural quanto na mecânica, exclusiva da Ford Ranger Raptor.

Toda suspensão recebeu novos componentes, bem como freios, direção e até pneus. O motor é um 2.0, turbodiesel, sobrealimentado por duas turbinas, preparado pela Ford Performance, que rende 213 cv e brutais 51 kgfm de torque. Se chegar ao Brasil, vai rivalizar com a VW Amarok V6 (224 cv) e com a Mercedes X350d (258 cv).

LEIA MAIS: VW Amarok V6 satisfaz no desempenho e no conforto.Veja vídeo

Entre outras mudanças, as dimensões da Ranger Raptor também são diferentes das demais versões. São 5,40 metros de comprimento  (+4 cm), 2,18 de largura (+17cm) e 1,87 m de altura (+6cm) e 28,3 cm de distância do solo (+5,1 cm). Além disso, o sistema de tração também é novo, o que inclui o "Baja Mode", próprio para direção off-road.

Da F-150 Raptor americana, a Ranger feita na Tailândia herdou apenas a caixa de câmbio automático, de dez marchas e com opção de trocas sequenciais. Ainda não informaram o preço, o que será divulgado numa data mais próxima do lançamento.

Mais que a Ranger Raptor

A gigantesca F-150 Raptor tem apenas o câmbio da Ford Ranger Raptor, versão mais potente da picape média
Guilherme Menezes/iG
A gigantesca F-150 Raptor tem apenas o câmbio da Ford Ranger Raptor, versão mais potente da picape média

A Ford Ranger Raptor é uma versão mais simples da F-150 Raptor , vendida nos EUA, entre outros mercados. No caso da picape americna as proporções da carroceria são gigantescas e visual que desbanca qualquer  rival. São 2.582 kg, quase seis metros de comprimento, tem dois metros de altura, 2,2 metros de largura, seu câmbio automático tem 10 marchas e o motor V6 biturbo, entrega 456 cv e brutais 70,5 kgfm.

A Special Vehicle Team (SVT), divisão esportiva da Ford, se inspirou nos Baja usados em competição para criar sua versão. É por isso que, em vez de ser rebaixada e usar pneus de perfil menor, a F-150 Raptor utiliza enormes BFGoodrich All Terrain que fazem as rodas de 17 polegadas parecerem 14 (que por sinal é o diâmetro dos discos dianteiros). Além disso, seus amortecedores de competição da Fox Racing, duplos na traseira, garantem 33 cm de curso na frente e 35 cm atrás.

LEIA MAIS: Mercedes-Benz Classe X também chegará ao Brasil na versão Brabus

Nesta segunda geração da Raptor, o V8 6.2 de 411 cv deu lugar ao 3.5 V6 biturbo do supercarro Ford GT, que neste chega a entregar 655 cv e 76 kgfm. Já o câmbio automático de dez marchas é compartilhado com o Mustang e é todo feito de alumínio, assim como a sua carroceria . Isso representou uma redução de 220 kg no peso, que para se ter uma ideia, apesar dos 2.582 kg, aproxima-se muito dos 2.261 kg de um Ranger Limited, mesmo medindo 53 centímetros a mais. De acordo com a Ford, acelera de 0 a 100 km/h em 5 segundos. Assista ao vídeo abaixo com a Ford Ranger Raptor .



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.