Tamanho do texto

Lista inclui modelos que avaliamos ao longo de 2018 dentro da faixa de preço acima, Veja o que achamos deles

Mesmo com a onda de SUVs que já representam 24% do mercado brasileiro, os sedãs ainda resistem com importância no mercado brasileiro. De acordo com o balanço mensal da Fenabrave (Federação dos Distibuidores de Veículos), os pequenos representam 14% das vendas e os médios 6,8%. Dentro desse contexto, escolhemos os 5 melhores sedãs que dirigimos em 2018.

LEIA MAIS: Hyundai HB20S 1.0: sedã mantém receita de sucesso, mas pede mudanças

Há quem prefira um carro mais baixo que um SUV para levar a famíia, com as bagagens no porta-malas claramente separado do habitáculo. Para isso que existem os sedãs. A seguir, você confere os 5 melhores sedãs que avaliamos ao longo do ano, em ordem crescente de valor, numa faixa que vai até R$ 95 mil.

1 - Hyundai HB20S - (a partir de R$ 48.190)

Hyundai HB20S com motor 1.0 agrada pelo motor competente e pela lista de itens de série entre os 5 melhores sedãs
Carlos Guimarães/ iG
Hyundai HB20S com motor 1.0 agrada pelo motor competente e pela lista de itens de série entre os 5 melhores sedãs

 O sedã compacto da marca corena está prestes a mudar, o que vai acontecer em 2019. Porém, entre os modelos 1.0 com câmbio manual é o que mais agrada.  O carro se destaca por oferecer um pacote relativamente caprichado de equipamentos desde a versão mais em conta que inclui repetidores de direção nos retrovisores, chave do tipo caninete, computador de bordo e rodas de aro 15 polegadas, tudo de série.

 O que também conta a favor do HB20S 1.0 é o motor de três cilindros, que rende 80 cv e bons 10,2 kgfm de torque a 4.500 rpm que funciona bem com o câmbio manual de cinco marchas, com relações um pouco curtas para dar agilidade. Falta apenas uma sexta marcha no câmbio manual e assistência elétrica da direção. Em contrapartida, o isolamento acústico é elogiável, bem como o baixo consumo (11,4 km/l na cidade e 13 km/l na estrada, como gasolina, conforme o Inmetro) e o multimídia oferecido como opcional.

2 - Fiat Cronos 1.3 manual (a partir de R$ 57.600)

Fiat Cronos Drive 1.3 é a versão que mais vale  a pena  pela eficiência do conjunto, entre os 5 melhores sedãs
Carlos Guimarães/iG
Fiat Cronos Drive 1.3 é a versão que mais vale a pena pela eficiência do conjunto, entre os 5 melhores sedãs

 A única versão do modelo da marca italiana que pode valer a pena é essa com motor 1.3 e câmbio manual. Além de ter o conjunto mais bem acertado também é interessante pela relação entre custo e benefício. O carro já vem com itens como faróis de neblina, banco traseiro bipartido, rodas de liga-leve de aro 15, multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas, sensores nos para-choques traseiros, repetidor dos piscas nos retrovisores, vidros elétricos traseiros, entre outros itens.

LEIA MAIS: Fiat Cronos Drive 1.3 manual: eis a versão mais equilibrada do sedã

A questão do design também é um ponto positivo, bem como a direção com assistência elétrica, a eficiência do 1.3 FireFly (de 109 cv) e o cavernoso porta-malas de 525 litros. Mas os engates do câmbio nem sempre são precisos, principalmente nas reduções, faltam melhores porta-objetos e um botão para abrir o porta-malas de dentro do carro. Além disso, a distância entre-eixos poderia ser maior, ajudando a aumentar o espaço no banco traseiro.

3 - VW Virtus Comfortline 1.0 TSI (a partir de R$ 74.680)

Entre os 5 melhores sedãs, o VW Virtus se destaca pelo bom espaço interno e por oferecer itens de segmentos superiores
Divulgação
Entre os 5 melhores sedãs, o VW Virtus se destaca pelo bom espaço interno e por oferecer itens de segmentos superiores


 Eis o melhor sedã compacto que avaliamos ao longo de 2018. Tem porte que lembra o de um modelo médio, de tão espaçoso por dentro. Bom também é que o conjunto mecânico é o mais bem acertado do segmento, com motor 1.0, turbo, de 128 cv e que funciona com câmbio automático de seis marchas, o que garante uma combinação de conforto, bom desempenho e economia de combustível (10,2 km/l e 14,6 km/l, com gasolina, conforme o Inmetro).

LEIA MAIS: Honda City renovado encara VW Virtus, ambos nas versões mais equipadas

Apenas o Virtus pode vir com cluster digital configurável como parte de um pacote de itens sofisticados que também inclui indicador de pressão dos pneus, sistema de acionamento automático dos freios pós-acidente, detector de fadiga, câmera de ré, organizador de porta-malas, sensor de chuva, acionamento automático dos faróis e sensor de estacionamento dianteiro.  

 4- Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 (a partir de 81.990)

Toyota Yaris Sedan também está entre os 5 melhores sedãs pela robustez do conjunto e  por ser eficiente no dia a dia
Divulgação
Toyota Yaris Sedan também está entre os 5 melhores sedãs pela robustez do conjunto e por ser eficiente no dia a dia

 A versão topo de linha do sedã compacto da marca japonesa tem entre os principais atrativos o conjunto robusto, capaz de enfrentar o piso mal conservado da maioria das vias no Brasil. Além disso, apesar do preço acima do razoável, vem bem equipado, o que inclui sensores que acionam os limpadores de para-brisa e faróis automaticamente, o retrovisor interno eletrocrômico e os externos rebatíveis. 

LEIA MAIS: Toyota Yaris Sedan encara o rival Honda City. Veja qual dos dois vence

O que também agrada no Yaris é o câmbio automático CVT, vindo do Corolla, que garante bom equilíbrio entre baixo consumo e bom desempenho. Pelo Inmetro, o Yaris Sedan faz 13 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada, com gasolina. O que poderia melhorar inclui o isolamento acústico e o espaço no porta-malas, que leva bons 473 litros, mas fica abaixo do que oferece os principais rivais.

5 - Honda Civic Sport manual (a partir de R$ 91.400)

Honda Civic Sport é o carro mais divertido de dirigir entre os 5 melhores sedãs de até R$ 95 mil que dirigimos em 2018
Carlos Guimarães/iG
Honda Civic Sport é o carro mais divertido de dirigir entre os 5 melhores sedãs de até R$ 95 mil que dirigimos em 2018

 Único sedã médio da lista e o mais agradável de dirigir, principalmente se for numa estrada com algumas curvas. Sim, embora seja interessante, essa versão corre o risco de deixar de ser produzida, uma vez que representa apenas entre 1% e 5% do mix total de vendas do Civic no Brasil. Porém, para quem gosta de dirigir, vale a pena.

LEIA MAIS: Honda Civic Sport: com câmbio manual, modelo é para quem gosta de dirigir

O carro é muito bem acertado não apenas na questão do conjunto mecânico, mas também na parte estrutural, o que inclui suspensão, carroceria e todo o bom isolamento acústico. Pontos também para a lista de itens de série ,para a segurança que o carro transmite em qualquer situação e ao desenho arrojado, que condiz com a proposta ligada à esportividade. Sem dúvida, o carro merece estar entre os 5 melhores sedãs de até R$ 95 mil experimentamos em 2018.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.