Tamanho do texto

Dono da 12ª unidade, entre as 375 produzidas, foi para a divisão especial de preparações da marca, onde sua GTR ganhou o número 12 do carro de Senna

McLaren P1 GTR com pintura do Fórmula 1 1988 de Senna pertence a um felizardo fã do piloto
Divulgação
McLaren P1 GTR com pintura do Fórmula 1 1988 de Senna pertence a um felizardo fã do piloto

No ano em que se comemoram os 30 anos do primeiro título de Ayrton Senna, da temporada de 1988 na Fórmula 1, a McLaren criou um exemplar único do supercarro P1 GTR, que traz o visual da máquina McLaren MP4/4 vencedora. Além disso, o superesportivo traz elementos aerodinâmicos exclusivos, com o objetivo de poder realizar curvas em velocidades mais elevadas. No total, foram passadas 800 horas em tarefas de pintura e, entre outros detalhes, está ainda o número 12, numeração do chassi desta unidade, e que é o mesmo do Fórmula 1 de Senna, em 1988. Outra inscrição é a coroa de louros do título inaugural do piloto.

LEIA MAIS: McLaren Senna: duas unidades vendidas no Brasil, por mais de R$ 8 milhões cada

Projetado pela McLaren Special Operations — divisão responsável pela personalização dos veículos da marca britânica — este P1 GTR especial foi criado sob encomenda para um colecionador fã de Ayrton Senna , que fez questão de acompanhar de perto o trabalho de desenvolvimento. Entre os detalhes únicos, está o revestimento térmico do motor em ouro 24 quilates e um kit aerodinâmico exclusivo, pensado para melhorar a força aerodinâmica e deixar o supercarro com um visual mais próximo do Fórmula 1.

LEIA MAIS: Designer faz protótipo de corrida em homenagem a Ayrton Senna

Mais itens das McLaren de corrida

Todas as McLaren P1 GTR são arrasadoras no design, mas certamente este exemplar leva o título
Divulgação
Todas as McLaren P1 GTR são arrasadoras no design, mas certamente este exemplar leva o título

O cuidado com os detalhes se estendeu também ao interior, com um volante forrado em Alcântara, que imita o acabamento da peça usada no MP4/4, sem falar dos bancos esportivos vindos do McLaren Senna, outra homenagem da marca para o piloto brasileiro. O kit GTR é um pacote de modificações aerodinâmicas e mecânicas oferecidas pela McLaren para os donos das 375 unidades do P1 original, buscando preparar o supercarro para uso em pista.

LEIA MAIS: McLaren F1 - sem uso há 20 anos - vai a leilão e poderá bater o recorde de preço

O exemplar modificado foi o de chassi número 12, que entre as novidades, passou a contar com um motor híbrido de 1.000 cv e 91,8 kgfm, no modo de condução em que a potência é combinada. Com peso de 1.440 kg é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 2,8 segundos e atingir uma velocidade máxima de 320 km/h.

LEIA MAIS: Saiba quais são os 10 supercarros mais velozes do mundo em 2017

Ansar Ali, diretor especial da divisão McLaren Special Operations (MSO), afirma: “com uma gama de personalização MSO quase sem limites, os nossos clientes se restringem apenas pela imaginação, e nós podemos, claro, ajudar com isso também”. O fato é que, não só pelo tributo em si, mas o modelo escolhido é bastante representativo, uma vez que, tal como é a McLaren Senna , seu desempenho e emoção ao dirigir encheriam o “chefe” Ayrton de orgulho.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.