undefined
Divulgação
A RAM 1500, exibida no Salão de Detroit, promete reforçar a liderança da FCA em picapes

A FCA bateu o martelo e vai vender a quinta geração da RAM 1500 no Brasil a partir do segundo semestre de 2019, importada dos Estados Unidos. Até o motor está definido: será o V6 3.0 turbo diesel — já conhecido de outros modelos da FCA, incluindo o Jeep Grand Cherokee e a própria RAM 1500 geração 4 — acoplado sempre ao câmbio automático de oito marchas. Preços da picapona devem começar em cerca de R$ 200.000 — na configuração “crew cab” com caçamba menor — mas a FCA ainda não definiu quais versões da 1500 serão oferecidas, o que influencia inclusive o desenho da grade. Seu lançamento deve ocorrer nos próximos meses nos EUA, junto com toda a linha 2020 da picape.

LEIA MAIS: Ram 2500 Laramie volta a ser vendida no Brasil de cara nova e mais equipada

Maior do que Toyota Hilux , Chevrolet S10 e outros, a RAM 1500 é grandalhona para os padrões brasileiros: 5,91 metros de comprimento, 2,08 m de largura, 1,97 m de altura e 3,67 m de entre-eixos. Com isso, ficará isolada no segmento de picapes médias-grandes. Ainda assim, a 1500 tem uma grande  vantagem sobre a prima 2500, já oferecida em nosso país: é um “comercial leve”, portanto, pode ser dirigida por quem tem CNH tipo B e não tem restrições de circulação em ambientes urbanos. A 2500 exige carteira da categoria C.

Já é a nova geração da RAM 1500

undefined
Divulgação
RAM 1500 traz nova mecânica e tecnologias de última geração, com o objetivo de viabilizar o uso urbano

O motor recebeu atualizações para ficar um pouco mais forte, desenvolvendo 240 cv e 58 kgfm. Ela será a única picape à altura da VW Amarok V6 (245 cv) nesse quesito. Entre as tecnologias que devem ser aplicadas ao V6 turbo diesel, está o sistema híbrido leve conhecido como “eTorque” (e não E.torQ, da própria FCA), que inclui start-stop e um pequeno motor elétrico, alimentado por uma bateria de 48 volts, a fim de economizar combustível nas arrancadas. Capacidades de carga ainda são desconhecidas nessa configuração, mas a RAM 1500 certamente terá tração 4×4 e poderá carregar mais de 1 tonelada na caçamba.

LEIA MAIS: Ram 1500 é atração da marca para o Salão de Detroit (EUA)

undefined
Divulgação
Interior do RAM 1500 promete mais espaço que as picapes vendidas atualmente no Brasil

Nessa nova geração, o utilitário estreia um chassi com entre-eixos 10 centímetros maior. A estrutura é praticamente toda feita de aço de altíssima resistência, o que deixa a picape mais rígida e leve. A utilização de alumínio em alguns componentes da carroceria, como no capô e na tampa da caçamba, contribuiu para a redução do peso: cerca de 100 kg a menos no peso total em relação ao da geração anterior.

O desenho também mudou. Agora, a picape tem formas mais fluidas. A frente perdeu o semblante "rude" característico das RAM, o que, inclusive, proporciona mais eficiência em termos de aerodinâmica, com redução do consumo de combustível e do ruído com a picape em movimento, principalmente em velocidades mais altas.

LEIA MAIS: Jeep Cherokee é revelado em Detroit com passaporte carimbado para o Brasil

Na traseira, a tampa da caçamba pode ser aberta por meio de comandos na chave. As rodas têm 22 polegadas e os estribos são retráteis. Destaque também para o sistema multimídia, que pode ser de 5, 8,4 ou 12 polegadas (dependendo da versão), mas todas com conectividade Apple CarPlay e Android Auto. O sistema de som premium da RAM 1500 fica por conta da Harman Kardon, que também desenvolve os aparelhos de BMW e Mini. Outros equipamentos incluem ar-condicionado automático de duas zonas, bancos com ventilação e aquecimento, teto solar panorâmico, além de carregador de celular por indução. O interior é luxuoso e abusa de materiais de boa qualidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários