Tamanho do texto

Apenas 350 unidades serão produzidas, com apenas 35 destinadas aos EUA. Entre as novidades, estão detalhes estéticos e distintivos na edição limitada

BMW M5
Divulgação
BMW M5 de edição comemorativa enaltece o espírito esportivo do sedã que já traz mais exclusividade

O BMW M5 acaba de chegar ao mercado europeu em edição comemorativa dos seus 35 anos. Segundo a marca, trata-se do primeiro carro que uniu esportividade com o conforto e praticidade de um sedã. As vendas começarão em julho, e entre os maiores diferenciais dessa versão, estão a pintura exclusiva cinza metálico escurecido e rodas de liga leve de 20 polegadas com acabamento em cinza grafite.  Apenas 350 unidades serão produzidas.

LEIA MAIS: Mini Cooper S chegará ao Brasil em versão comemorativa de 60 anos

Piquet
Divulgação
Piquet foi o único piloto a dar à BMW um campeonato de F1. E na mesma época, foi o garoto-propaganda do M5 E28

Quando surgiu, em 1984, o BMW M5 vinha equipado com o motor de seis cilindros em linha do M1, na carroceria do Série 5. Ou seja: M1 + Série 5 = M5. Com 286 cv e 34 kgfm, atingia os 100 km/h em 7,2 segundos e a máxima de 230 km/h, tornando-se o mais veloz do segmento. Na época, a marca já dizia que “a suspensão deve ser sempre mais rápida do que o motor”. Além do conjunto devidamente equilibrado, o primeiro M5 tinha ainda freios reforçados, câmbio de cinco marchas com engrenagens robustas e diferencial com bloqueio parcial de até 25%.

Para se ter uma noção, o M5 trazia números e tecnologias à altura dos Porsche 911 da época. Nunca antes se tinha testemunhado tamanha ousadia por parte de um sedã. Após cerca de uma década a Audi viria com as linhas S e RS, e a Mercedes com a subdivisão AMG, para formar a rivalidade definitiva dentro do "trio de ferro alemão".  

O que vem na edição comemorativa

BMW M5
Divulgação
BMW M5 traz distintivos de cada uma das 350 unidades, além de soleiras e acabamentos diferenciados

Décadas se vão, mas a preocupação com o alto desempenho permanece. Atualmente vem com um 4.4 V8 e dois turbocompressores, que desenvolve um total de nada menos que 634 cv e 76,2 kgfm. Toda essa força é transmitida por um câmbio automático de 8 marchas às 4 rodas. Assim, ele vai de 0 a 100 km/h em 3,3 segundos e de 0 a 200 km/h em apenas 10,8 segundos, com máxima de 305 km/h.

LEIA MAIS: BMW M1 recordista de velocidade, e abandonado, é leiloado por R$ 700 mil

Entre os equipamentos, a série especial traz freios de carbono-cerâmica com pinças em preto brilhante, e como opção, oferece uma tonalidade dourada. Por dentro, as soleiras de alumínio e o console vem com a inscrição “ BMW M5 Edition 35 Jahre”, que também indicam a numeração da unidade em questão.

O piloto pode escolher o modo de direção que mais convém. Comfort, Sport e Sport Plus, este para quem quer o possante se comportando como um insano e indomável. Qualquer customização pode ser salva na central do sedã, para facilitar o acesso. Vale lembrar que o modelo trará a possibilidade de enviar toda a força às rodas traseiras. Uma caixa de gerenciamento de transferência permitirá que o motorista configure a distribuição de potência em cada eixo do sedã esportivo .

LEIA MAIS: Comparamos 5 compras racionais e irracionais

O BMW traz, ainda, chave com display integrado, em que é possível verificar informações sobre o veículo; o novo painel de instrumentos totalmente digital; sistema de som Bower & Wilkins; sistema de escapamento M Sport; assistente de direção Driving Assistant Plus com Head Up Display; e dispositivo que puxa as portas automaticamente, fechando-as por completo caso fiquem bem fechadas.