Lamborghini Miura
Divulgação
Lamborghini Miura teve pouquíssimas unidades produzidas. E dado a raridade deste exemplar, é muito valioso

Um exemplar do Lamborghini Miura P400 S, de 1969, foi achado em uma pequena garagem com pouquíssimos detalhes para arrumar. Considerado o primeiro supercarro da história — uma vez que une o motor de alto desempenho ao posicionamento centralizado e um design aerodinâmico — é esperado US$ 1 milhão (R$ 4,1 milhões, em conversão direta) de valor final pelos especialistas do leilão de carros clássicos da RM Sotheby's (Londres), onde será vendido em outubro.

LEIA MAIS: Raro VW Fusca de 1964, quase sem uso, está à venda por US$ 1 milhão nos EUA

O que as fotos tiradas indicam é que este Lamborghini Miura nunca foi restaurado. O supercarro conta apenas com algumas rachaduras e manchas na pintura, mas nada que um polimento não vá deixá-lo quase novo, de novo. É impressionante que todas as lanternas, grades e itens de acabamento estejam inteiros e alinhados. Talvez o mesmo não se diga aos componentes mecânicos, mas não há detalhes revelados sobre isso.

LEIA MAIS: 13 Ferrari são achadas ao relento após 10 anos. Veja a história por trás disso

Como foi parar no celeiro

Lamborghini Miura
Divulgação
Ao contrário da maioria dos achados, o "touro" conseguiu se manter em um bom estado de conservação

Entretanto, o mais interessante é a sua história (como todos esses carros achados quase perdidos). Apesar de ser um modelo de 1969, ele foi vendido pela primeira vez em 1971 ao executivo de publicidade alemão Walter Becker. O próximo dono foi o piloto amador Hans-Peter Weber — dono da pequena garagem — que teve até sua morte em 2015. Ao final, o carro clássico acumulou apenas 30.000 km no hodômetro.

LEIA MAIS: Alfa Romeo Giulietta SZ abandonado por 35 anos é leiloado por R$ 2,4 milhões

Mesmo que a versão P400 S seja posicionada acima da de entrada, ela foi a mais produzida. Ainda assim, somando todas as unidades produzidas nas versões de entrada, intermediária e a de topo SV, apenas 764 unidades saíram da fábrica. Todos os Lamborghini Miura eram movidos por um motor 3.9 V12 de 345 cv, 365 cv (potência do P400 S) e 380 cv (SV). Como diferenciais ante a versão de base, o exemplar do achado traz acabamento externo cromado, vidros elétricos e um pouco mais de volume no porta-malas.

    Veja Também

      Mostrar mais