Tamanho do texto

Todo novo desde a plataforma, o cupê de quatro portas combina luxo e tecnologias como o sistema híbrido leve e a direção semiautônoma

Motor Show

Audi A7 cinza arrow-options
Divulgação
Audi A7 da nova geração chega com nova plataforma e uma dose extra de sofisticação entre as mudanças

O design sempre foi um dos pontos altos do Audi A7 Sportback . Esse DNA, inspirado pelo conceito Audi Sportback Concept do Salão de Detroit de 2009, agora subiu um degrau na beleza, no conforto e na tecnologia. Belo aos olhos, o visual renovado segue exibindo o caimento abrupto do teto e é reforçado pela grade frontal Single Frame, os faróis afilados e as lanternas unificadas por um filete de LED. As caixas de rodas cresceram 15 mm para acomodar as belíssimas rodas de 20”.

LEIA MAIS: Audi revela a nova geração do A7, com alta tecnologia e mais esportividade

Frente ao antecessor, a nova geração adotou a plataforma MLBEvo (a mesma do SUV-cupê Q8 e do sedã executivo A6 ) e reduziu 5 mm no comprimento, 21 mm na largura (medida com os retrovisores), enquanto cresceu 2 mm na altura e 12 mm no entre-eixos. O porta-malas de 585 litros expande para 1.390 litros com o rebatimento do banco traseiro – a tampa tem acionamento elétrico e abertura de quase 90°.

A sensação de requinte surge logo ao abrir as portas sem molduras, com a cabine transmitindo todo o luxo dos modelos da Audi. Igual ao Q8 , o A7 Sportback oferece o quadro de instrumentos totalmente digital Virtual Cockpit Plus com tela de 12,3”, o multimídia MMI Touch de 10,1” e logo abaixo uma segunda tela de 8,6” dedicada que, entre as funções, controla a temperatura da cabine.

De série, o coupé de quatro portas oferece ar-condicionado de quatro zonas, bancos dianteiros esportivos, teto solar panorâmico, luzes internas configuráveis com 30 opções de cores e áudio da Bang&Olufsen com 16 alto-falantes e 705W de potência. O pacote de segurança recheado é composto pelo Traffic Jam Assist, que funciona de 0 a 250 km/h e controla a aceleração, a frenagem e o carro dentro da faixa ou nos congestionamentos.

LEIA MAIS: Audi terá 18 lançamentos em 2019, incluindo a nova geração do A3

Há, também, o Audi Pre Sense Front, capaz de identificar pedestres e ciclistas em velocidades de até 85 km/h ou outros veículos até 250 km/h. Outro recurso é o Side Assist/Pre Sense Rear, opcional no Q8 e de série no A7 Sportback, que reúne o monitor de pontos cegos, assistente de tráfego reverso e o Exit Warning Assist (alerta sobre perigo ao desembarcar do veículo).

BELEZA PÕE À MESA
Audi A7 prata arrow-options
Divulgação
Audi A7 Sportback é um cupê de quatro portas, com forte apelo esportivo contra Porsche Panamera e companhia

O poderio é entregue pelo motor V6 3.0 TFSI associado ao câmbio de dupla embreagem S Tronic de sete marchas. É o mesmo conjunto mecânico do Q8 e também do sedã A6. Nem tanto pelos 340 cv de potência, mas sim pelos 51 kgfm de torque disponíveis logo a partir de baixíssimos giros.

Ao contrário do modelo antigo, que utilizava compressor mecânico, o A7 Sportback adotou o turbocompressor para despejar 7 cv e 6,1 kgfm a mais (eram 333 cv e 44,9 kgfm). A diferença de peso para o A6 é de poucos 55 kg e, segundo o fabricante, eles compartilham apenas 15% das peças, entre elas, maçanetas, retrovisores, antena e algumas partes do interior, só para citar.

O Audi Drive Select oferece os modos Comfort, Efficiency, Dynamic, Individual e Auto, que alteram alguns parâmetros do veículo, como respostas do motor e da transmissão. No test-drive realizado pelas ruas do Rio de Janeiro, rodamos grande parte do tempo no programa Efficiency.

Dirigindo-o tranquilamente entre 55 e 160 km/h é acionada a função Roda Livre para beneficiar o consumo e as baixas emissões – em prol do meio ambiente, ajuda também o start-stop, que começa a atuar a partir de 22 km/h. O A7 Sportback é um híbrido leve por ter um sistema elétrico de 48V. Ele auxilia no desempenho, mas não consegue movimentar sozinho o carro.

interior do Audi A7 arrow-options
Divulgação
O interior sofisticado e bem caprichado fazem parte das características do novo Audi A7 Sportback


É um comportamento empolgante com arrancadas vigorosas e mínimo turbolag (aquele atraso antes de o turbocompressor encher). O turbo trabalha com 2.2 bar de pressão absoluta (a mesma do Q8), enquanto a transmissão trabalha de forma precisa nas mudanças/reduções. A tração Quattro funciona sob demanda mantendo o carro grudado no chão.

Apesar das rodas de 20” vestirem pneus de perfil baixo, as suspensões filtram e absorvem bem as irregularidades do piso. A direção progressiva impressiona pela precisão ao esterço. Já a asa retrátil sobre a tampa do porta-malas está 3 cm mais alta para cooperar na aerodinâmica e abre automaticamente a 120 km/h.

Como tudo o que é bom pode melhorar, de acordo com a Audi, está em estudo a vinda ao Brasil da variante RS 7. Esta possui 608 cv de potência, sendo capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em ínfimos 3,6 segundos e atingir 305 km/h de velocidade máxima.

LEIA MAIS: Com lançamento previsto para o fim do ano, Audi SQ8 é apresentado com 435 cv

OPCIONAIS

Com preço de R$ 456.990, entre os opcionais, por exemplo, estão disponíveis o Head-Up Display (R$ 10.000), os faróis Matrix LED HD (R$ 13.000), as rodas com design diferente (R$ 4.000) e o Night Vision (R$ 16.000) – assistente de visão noturna com câmera infravermelha. Com esses três equipamentos cobrados à parte, o Audi A7 Sportback vai R$ 499.990.


FICHA TÉCNICA

AUDI A7 SPORTBACK PERFORMANCE
Preço básico: R$ 456.990
Carro avaliado: R$ 456.990
Motor: seis cilindros em V 3.0, 24V, injeção direta, turbo, intercooler
Cilindrada: 2995 cm 3
Combustível: gasolina
Potência: 340 cv entre 5.000 e 6.400 rpm
Torque: 51 kgfm de 1.370 a 4.500 rpm
Câmbio: dupla embreagem, sete marchas
Direção: eletro-mecânica progressiva
Suspensão: Five-link (d/t)
Freios: Discos ventilados (d/t)
Tração: Integral
Dimensões: 4,969 m (c) , 2,118 m (l), 1,422 m (a)
Entre-eixos: 2,926 m
Pneus: 255/40 R20
Porta-malas: 535 litros (1.390 litros com o rebatimento do banco traseiro)
Tanque: 63 litros
Peso: 1.790 kg
0-100 km/h: 5s3
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada eletronicamente)
Consumo cidade: 7,7 km/l
Consumo estrada: 10,6 km/l
Emissão de CO 2 : 159 g/km
Nota do Inmetro: D
Classificação na categoria: D