Tamanho do texto

Levantamento de portal de análises revela a depreciação conforme tamanho do motor. Confira a relação completa na matéria abaixo;

Chevrolet Prisma arrow-options
Roberto Assunção
O antigo Chevrolet Prisma contava com motor 1.4 em suas versões mais caras, LT e LTZ

O KBB Brasil, portal de análises do mercado automotivo, divulga um levantamento baseado no estudo da depreciação de mais de 300 veículos até ano e modelo 2019, comprovando que o tamanho do motor pode influenciar na perda de valor na hora da revenda. De acordo com a pesquisa, veículos equipados com motores 1.4 ( Chevrolet Onix /Cobalt, VW T-Cross) perdem -11,55% do valor.

LEIA MAIS: Veja os 5 carros mais difíceis de consertar, segundo o Car Group

Entre os carros mais populares, modelos com motor 1.2 (Peugeot 208 e Citroën C3, ambos da linha Puretech) são os que menos desvalorizam , com taxa de 6,45%. Em seguida, surgem os carros com motor 1.3 (Fiat Argo/Cronos, Toyota Yaris) com perda de -8,26% no valor.

LEIA MAIS: Carros ficarão mais seguros no Brasil em 2020. Veja a evolução ao longo dos anos

Fiat Argo Trekking arrow-options
Cauê Lira/iG Carros
O Fiat Argo Trekking é um dos poucos modelos equipados com motor 1.3 no mercado brasileiro

Na sequência, o estudo da KBB constatou que modelos 1.5 (Honda City/Fit, Toyota Yaris) perdem -8,65% do valor, enquanto os 1.0 que dominam o mercado desvalorizam -10,20%. Enfim, os tão desejados 2.0 (Honda Civic, Hyundai Creta e Toyota Corolla) perderam -10,48% do valor, ficando atrás dos modelos 1.6 (Renault Sandero, Hyundai HB20 e VW Polo) com -10,93% de desvalorização. Finalizando a lista, carros 1.8 (Jeep Renegade, Fiat Argo) perdem -10,99% do valor.

LEIA MAIS: Veja 5 motivos para levar o Chevrolet Cruze e não Toyota Corolla

Modelos premium desvalorizam menos

Honda Accord arrow-options
Renato Maia/Falando de Carro
Ao trocar antigo motor V6 por 2.0 turbo, o Honda Accord passa a desvalorizar menos

O estudo também constatou que os motores 3.8 (Hyundai Vera Cruz, Kia Sorento) são os que menos desvalorizam entre os carros premium, com -3,43%. Em seguida, surgem os 4.4 (BMW X4, X5) com -4,41%. Modelos premium com motor 2.0 (Audi A3, VW Jetta e Honda Accord) perdem -5,02%, seguidos pelos 2.5 (Audi RS3, VW Jetta Variant) com -6,63%.