O Versa ganhou muito destaque nos últimos anos, principalmente pela preferência entre os motoristas de aplicativo. Graças ao sucesso, a Nissan dará “sobrevida” ao modelo, que continuará em linha mesmo após a chegada da nova geração, importada do México, a partir de junho próximo. Mas enquanto ele não chega, qual é o melhor negócio: um Versa novinho em folha (R$ 67.290), ou o Sentra seminovo de 2018 (R$ 65.990), ambos em suas versões SV CVT?

LEIA MAIS: City zero quilômetro ou Civic seminovo: qual compensa mais?

Conforto e segurança

Nissan Sentra arrow-options
Divulgação
Nissan Sentra é mais equipado que o Versa, ainda que não tenha atributos de segurança como airbags laterais e assistente de partida em rampa

O Versa sempre se destacou por ser um carro compacto com tamanho de médio. Isso também explica seu sucesso entre os pais de família que curtem viajar, pois há espaço suficiente para que quatro pessoas se acomodem sem aperto, contando ainda com um verdadeiro latifúndio no porta-malas. São 4,49 metros de comprimento, 1,69 m de largura e 2,60 m de distância entre-eixos, com porta-malas de 460 litros.

No caso do Sentra , são 4,63 metros de comprimento, 1,76 m de largura e 2,7 m de entre-eixos, com 503 litros de capacidade no porta-malas, ganhando do Versa em todas as suas proporções. Claro, é o esperado, vindo de um veículo médio.

Na parte de segurança, o Sentra seminovo volta a se destacar. Ele conta com controle de estabilidade e tração, cinto de três pontos e encosto de cabeça para todos os ocupantes, faróis de neblina e câmera traseira - equipamentos ausentes no Versa. O compacto, ao menos, também tem sistema Isofix para ancoragem de cadeirinhas de bebê.

Ambos contam apenas com os airbags frontais obrigatórios, algo que pesa mais a favor do Versa, que é um veículo compacto, do que para o Sentra, de categoria superior.

Equipamentos

Versa arrow-options
Divulgação
O painel do Versa é simples, mas a central multimídia conta com funções de espelhamento da tela do celular pare reprodução de apps

Os sedãs trazem ar-condicionado (automático de duas zonas no Sentra), direção assistida, rodas de liga leve e ajustes elétricos dos retrovisores. Entretanto, o Sentra continua se destacando com controle automático de velocidade, bancos revestidos de couro, faróis com acendimento automático e chave presencial.

LEIA MAIS: Yaris novo ou Corolla usado: qual compra compensa mais?

A central multimídia que equipa os dois sedãs tem 6,7 polegadas, mas só o Versa tem compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto. Dessa forma, o motorista poderá reproduzir as interfaces de apps como Waze, Google Maps e Spotify. Em acréscimo, o Sentra ainda tem GPS nativo em seu sistema.

Dirigibilidade

Nissan Versa arrow-options
Divulgação
Com motor 1.6, o Nissan Versa é consideravelmente mais econômico que o Sentra 2.0; desempenho do modelo médio é melhor

Os motores são da mesma família, sendo 1.6 para o Versa e 2.0 no Sentra. O Versa tem os mesmos 111 cv de potência a 5.600 rpm e 15,1 kgfm de torque do March, sempre com o câmbio do tipo continuamente variável. De acordo com a marca, o Versa pode atingir 100 km/h em 11,6 segundos. O 2.0 do Sentra, por sua vez, entrega bons 140 cv de potência a 5.100 rpm e 20 kgfm a 4.800 rpm, também com câmbio CVT . Ele pode atingir 100 km/h em 10,1 segundos.

Os números de consumo do Versa são melhores. De acordo com o Inmetro, o modelo pode marcar 7,8 km/l na cidade e 10 km/l na estrada com etanol, além de 11,6 km/l na cidade e 14,1 km/l na estrada com gasolina. No caso do Sentra, são 6,7 km/l e 9,1 km/l, respectivamente, com etanol, além de 9,9 km/l na cidade e 12,7 km/l na estrada, com gasolina.

IPVA

Considerando o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores de 4% para Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo (os mais caros do Brasil), o proprietário terá que pagar R$ 2.660 pelo Versa e R$ 2.623 pelo Sentra, sendo este último apenas 1,3% mais em conta.

Seguro e depreciação

De acordo com um levantamento da corretora Meu Seguro Auto, a cotação para o Nissan Versa é de R$ 1.995 para um paulistano na faixa dos 30 anos, casado e com filhos pequenos. Pelo perfil de compra, o seguro do Sentra sempre foi bem mais baixo na comparação com os outros sedãs da categoria. Conforme a corretora, o proprietário terá que desembolsar R$ 2.781 pela cobertura completa.

O Versa SV 1.6 CVT tem depreciação na casa de 8,89 % no primeiro ano. Com boa procura no mercado de usados, o Sentra SV 2018 perde 11,6% de seu valor após um ano.

Conclusão

Nissan Sentra arrow-options
Divulgação
Apesar dos pecados ante os rivais, o Nissan Sentra se mostra uma compra mais assertiva que o compacto Versa

LEIA MAIS: Voyage zero quilômetro ou Jetta seminovo: qual modelo compensa mais?

Este comparativo páreo-duro pode ser definido nos detalhes. O Sentra é bem mais equipado que o Versa , mas não enche os olhos na comparação com modelos da mesma categoria. Sendo um veículo médio, poderia ter ao menos airbags extras laterais e assistente de partida em rampa. Mas isso não pesa tanto diante de um sedã compacto e básico como o Versa.

    Veja Também

      Mostrar mais