Audi arrow-options
Divulgação
Entre os principais atrativos do Audi e-tron estão seus sistemas conseguem recuperar até 30% da capacidade da bateria

O Audi e-tron, primeiro SUV elétrico da marca, é confirmado para iniciar as vendas em abril. Em pré-venda desde novembro por R$ 459.990. Ele será vendido em 14 concessionárias da marca, estruturadas às necessidades da novidade, com técnicos especializados em venda e manutenção. As lojas estão localizadas nas cidades de Barueri (SP), Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Londrina (PR), Florianópolis, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Vitória, além de 3 em São Paulo. Todas inclusive com os carregadores rápidos.

LEIA MAIS: Audi e-Tron GT e Porsche Taycan elétricos chegam em 2020 e são astros de filmes

Junto da chegada do Audi e-tron , a marca alemã anunciou uma expansão de sua linha de recarga em parceria com a Engie. Serão investidos R$ 10 milhões até 2022 para colocar 200 carregadores espalhados pelo Brasil, a maioria na cidade de São Paulo, para além dos mais de 300 já presentes em estabelecimentos públicos em todo o Brasil. Estes pontos poderão ser usados por qualquer carro elétrico , de qualquer marca, desde que tenha compatibilidade. Três anos depois de colocar esse plano em prática, em 2025, a Audi terá lançado mais de 30 modelos híbridos e elétricos.

O Audi e-tron

Audi arrow-options
Divulgação
Seu interior carrega a nova linguagem visual da marca, com os equipamentos de última geração

O Audi e-tron tem dois motores elétricos, um em cada eixo. Juntos, entregam 362 cv e 57,2 kgfm. Entretanto, no modo Sport, a função de overboost é acionada, elevando os seus picos para 408 cv e 67,7 kgfm por até oito segundos. Com esse conjunto, o e-tron acelera de 0 a 100 km/h em 6,6 segundos e atinge a velocidade máxima de 200 km/h. Segundo a Audi, é capaz de uma autonomia máxima de 437 km de autonomia total com uma carga.

LEIA MAIS: Mercedes revela quatro lançamentos para o primeiro semestre

De série, traz uma entrada de recarga rápida (22 kW) que carrega a bateria em 4,5 horas. Como opcional, o SUV elétrico vem com a entrada de recarga ultrarrápida, que atinge 80% da carga em 30 minutos e 100% em 45 minutos. Mesmo que ainda tenha capacidade de recarga em tomadas convencionais, essa seria uma opção mais demorada, uma vez que levaria cerca de 8,5 horas para a recarga completa.

Desde o sistema de navegação com o planejador de rotas e-tron, que mostra os caminhos apropriados com postos de carregamento, cobrança automática nas estações de recarga e controle remoto via celular– o e-tron é extremamente conectado. O carro é equipado com o media center MMI navigation plus, que inclui a tecnologia LTE Advanced e um hotspot de Wi-Fi de série.

LEIA MAIS: Volkswagen terá 12 SUVs inéditos e 8 carros elétricos em 2020

Diversos sistemas de assistência auxiliam o motorista. Por exemplo, o assistente de eficiência promove um estilo de condução econômica exibindo informações preditivas e realizando a recuperação automática de energia. Se o cliente selecionar o assistente de cruzeiro adaptativo, o sistema pode também frear e acelerar o Audi e-tron automaticamente.

    Veja Também

      Mostrar mais