Durante as décadas de 80 e 90 as séries especiais fizeram bastante sucesso no mercado brasileiro. Elas eram reconhecidas por detalhes de acabamento, motorização e tiragem limitada. E a ideia geral era que a produção menor fazia com que tivessem mais qualidade e, portanto, se tornaram objeto de desejo.

LEIA MAIS: Passat Pointer GTS: um dos grandes esportivos nacionais

A Volkswagen nadou de braçada nesse segmento e criou várias séries especiais e limitadas ao longo dos anos. O Gol , recordista de público e crítica na época, foi um dos modelos que teve mais sucesso nessa proposta de aliar algo diferente com um toque exclusivo.

O Gol Copa é um deles. Lançado em 1982 trazia diferenciais estéticos e de acabamento, além da tiragem de 3.000 exemplares. O primeiro deles é o jogo de rodas de 13 polegadas, que fez sucesso no período, além dos adereços relativos à versão nas laterais e no vidro traseiro. Vale destacar os faróis auxiliares e o pequeno spoiler na dianteira.

Internamente o bom acabamento é algo que chama a atenção. Os bancos são mais confortáveis e o volante do Passat TS - com excelente pegada e que depois equiparia o primeiro GT – se destaca. Vale falar também do painel completo, inclusive trazendo o conta-giros do lado direito.

LEIA MAIS: Ford Pampa: picape que deixou saudades no Brasil

VW Gol Copa arrow-options
Renato Bellote/iG
O conservadíssimo VW Gol Copa traz todo o charme de sua época

Guiar o Copa é divertido. Quando a Volkswagen lançou o Gol com motor boxer refrigerado a ar escolheu a opção com 1.300 cm³ de cilindrada, o que não agradou o público. Em seguida ele deu lugar ao propulsor de 1,6 litro com dupla carburação, uma escolha muito mais acertada para o compacto.

Mas voltando às impressões ao volante o carro é ágil, especialmente no caso desse exemplar com os dois carburadores bem afinados. O hatch ganha velocidade e responde prontamente aos estímulos no acelerador, trazendo o som inconfundível do motor “flat four” boxer.

LEIA MAIS: VW Saveiro GT: andamos no modelo que a fabricante nunca produziu

O Copa voltaria ao mercado nos anos 90, mais precisamente em 1994, e também na década de 2010, mas sem o mesmo brilho dessa primeira versão. Em breve trarei aqui na coluna uma Saveiro a ar com turbo e 210 cv. Até mais.  

    Veja Também

      Mostrar mais