Honda
Divulgação
Futuros modelos da união vão partilhar motores a combustão, elétricos, sistemas híbridos e plataformas

A Honda e GM anunciam uma nova aliança automotiva para o mercado norte-americano. As empresas assinaram um memorando não vinculativo que prevê compartilhamento de plataformas motores para diversos segmentos, além de trabalho conjunto em pesquisa e desenvolvimento de futuros modelos.

Entretanto, ainda é cedo para saber como a aliança afetará também as operações das montadoras em outras partes do mundo, mas as empresas deixaram claro que o acordo vale para os mercados da América do Norte. Em comunicado, a Honda e GM disseram que irão colaborar em uma variedade de segmentos na América do Norte.

"Esta aliança ajudará as duas empresas a acelerar o investimento em futuras inovações em mobilidade, disponibilizando recursos adicionais. Dado nosso forte histórico de colaboração, as empresas perceberam sinergias significativas no desenvolvimento do portfólio atual de veículos", diz Mark Reuss, presidente da GM.

Segundo os executivos, as discussões sobre o planejamento de desenvolvimento conjunto começarão "imediatamente", e o trabalho de engenharia está previsto para começar no início de 2021.

E sobre os futuros modelos da parceria automotiva , mesmo que comecem a compartilhar componentes, vão continuar comercializados de forma distinta. Todos os detalhes serão deliberados por um comitê conjunto, composto por executivos de ambas as empresas.

"Por meio dessa nova aliança automotiva com da Honda e GM , podemos alcançar eficiências de custo substanciais na América do Norte, o que nos permitirá investir em tecnologia de mobilidade futura, enquanto mantemos nossas próprias ofertas de produtos distintos e competitivos", diz Seiji Kuraishi, vice-presidente executivo da Honda.

    Veja Também

      Mostrar mais