Chevrolet Orlando foi apresentado na China em 2019, antecipando o novo crossover  que deverá ser vendido na América Latina
Divulgação
Chevrolet Orlando foi apresentado na China em 2019, antecipando o novo crossover que deverá ser vendido na América Latina

Após o baque sofrido por toda a indústria mundial por conta do novo coronavírus, a Chevrolet anuncia que irá retomar o investimento de R$ 10 bilhões nas fábricas do Estado de São Paulo para a produção de novos veículos sobre a plataforma GEM. A família de mercados emergentes da marca já conta com Onix , Onix Plus e Tracker , mas outros dois modelos devem ser lançados nos próximos anos, com produção dividida entre Brasil e Argentina.

De olho no sucesso da Fiat Toro , a Chevrolet terá uma  picape inédita entre Montana e S10 . Ao lado da futura Volkswagen Tarok, antecipada pela marca alemã no Salão do Automóvel de 2018, o modelo promete colocar fogo em um segmento que só cresce no Brasil.Com a chegada da nova picape da GM, a Montana deverá se despedir do mercado.

Projeção antecipa possível visual da nova picape da GM, que será feita na mesma plataforma do Tracker
Kleber Pinho da Silva
Projeção antecipa possível visual da nova picape da GM, que será feita na mesma plataforma do Tracker

Entre os crossovers, a Chevrolet tem plano de renovar a Spin , mudando seu posicionamento de mercado. A minivan se tornará um crossover , baseado no utilitário Orlando que foi apresentado na China em 2019, com espaço para sete ocupantes. Quando for lançada no Mercosul, a nova Spin será posicionada entre Tracker e Equinox.

Com base nos outros lançamentos feitos sobre a plataforma GEM, pode-se assumir que ambos os modelos terão seis airbags de série, carregador de celular por indução e conectividade Wi-Fi no sistema MyLink. Abaixo do capô, os utilitários terão motores turbo.

Você viu?

Onde serão feitos?

Os dois novos lançamentos da marca terão suas produções divididas entre Brasil e Argentina
Divulgação
Os dois novos lançamentos da marca terão suas produções divididas entre Brasil e Argentina

Apesar da adequação para produzir novos modelos, a Chevrolet ainda não revelou qual deles será feito no Brasil e qual irá para a Argentina . Em fevereiro do ano passado, a marca paralisou a fábrica de Santa Fe, no país vizinho, para adaptar sua linha de montagem à plataforma GEM. Logo, pode-se assumir que o modelo argentino chegará primeiro às concessionárias.

O outro utilitário será alocado em uma das duas fábricas da Chevrolet no Estado de São Paulo, que recebem o aporte bilionário. Dessa forma, o modelo pode ser feito em São Caetano do Sul – ao lado dos irmãos Onix Joy, Montana e Spin –  ou em São José dos Campos – com os utilitários S10 e Trailblazer.

Futuro incerto do Cruze

Descontinuado em todo o mundo, Chevrolet Cruze logo deverá deixar de ser fabricado na Argentina para dar lugar ao novo modelo
Divulgação
Descontinuado em todo o mundo, Chevrolet Cruze logo deverá deixar de ser fabricado na Argentina para dar lugar ao novo modelo

Descontinuado nos Estados Unidos e na China, o Chevrolet Cruze continua sendo produzido na Argentina em suas versões hatch e sedã. A marca ainda não lançou o modelo 2021, revelando que não há pressa em renová-lo.

Com as categorias dos sedãs e hatches médios em baixa e o crescimento do interesse em SUVs por toda a América Latina, tudo indica que o Chevrolet Cruze está próximo do fim. Segundo o site Argentina Autoblog, a marca cogita lançar o chinês Monza para substituir o Cruze em alguns mercados globais. A informação não foi confirmada pela fabricante. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários