Edição de 2021 do Salão de Detroit será substituída por um evento chamado Motor Bella, no final de setembro próximo
Divulgação
Edição de 2021 do Salão de Detroit será substituída por um evento chamado Motor Bella, no final de setembro próximo


Pelo segundo ano consecutivo, a pandemia do novo coronavírus provocou o cancelamento do Salão de Detroit (EUA) de 2021, que estava previsto para acontecer entre setembro e outubro. Mas desta vez a organização do North American International Auto Show ( Naias ) — nome oficial da mostra automotiva — decidiu dar aos fãs de carros um evento mais adequado aos novos tempos, que vai se chamar Motor Bella.


No lugar do centro de convenções TCF Center, o "salão" Motor Bella será realizado entre os dias 21 e 26 de setembro no M1 Concourse, um espaço aberto localizado na cidade de Pontiac (distante cerca de 50 km de Detroit) e que é voltado para eventos automotivos.

"A pandemia provocou mudanças em nossa sociedade e no mundo de maneiras que não havíamos imaginado anteriormente e todos nós devemos buscar maneiras novas e criativas de fazer negócios. Este novo evento captura este espírito e irá oferecer novas experiências de mobilidade e abordagens inovativas para beneficiar a indústria e seus produtos", destaca em comunicado diretor executivo do Naias, Rod Alberts .

Você viu?

Como fica claro pelo nome, o Motor Bella original, que estava previsto para acontecer no ano passado e também foi cancelado por conta da covid-19, seria um evento para celebrar os carros esportivos e clássicos de origem britânica e italiana.

Já o evento programado para setembro terá um foco mais abrangente, com foco nas exibição de novas tecnologias e nas experiências dos visitantes no volante, que serão realizadas pista de testes de cerca de 1,5 milha de extensão (cerca de 2,4 quilômetros) existente no M1 Concourse .

Será o fim dos salões?

Salão do Automóvel 2018 pode ter sido o último a ser realizado no Brasil, onde as marcas têm adotado outras ações mais eficazes para vender
Divulgação
Salão do Automóvel 2018 pode ter sido o último a ser realizado no Brasil, onde as marcas têm adotado outras ações mais eficazes para vender


Ainda de acordo com Rod Alberts, o novo evento é parte da estratégia da organização do Salão de Detroit de testar novos modelos de eventos automotivos, nesses novos tempos de caixas vazios nas montadoras. "Não podemos ignorar os efeitos da pandemia e o impacto que ela teve nos nossos orçamentos. Assim, nós iremos oferecer uma experiência incrível para a mídia, a indústria e o público, mas com custos mais baixos", completou.

Aqui no Brasil, antes mesmo da pandemia do novo coronavírus afetar o país, várias montadoras de automóveis já haviam anunciado que não iriam participar do Salão de São Paulo de 2020, previsto originalmente para novembro passado, sob a alegação de que eventos menores e as campanhas de divulgação digitais eram mais efetivos na divulgação da marca e seus produtos.

Em março passado, a organização do Salão do Automóvel  optou pelo cancelamento da edição de 2020, com adiamento para este ano. Procurada, a assessoria de imprensa do Salão de São Paulo destacou que ainda não foi definida uma nova data para o evento. Mas que outros eventos de veículos, como a Fenatran (veículos comerciais) e o Salão Duas Rodas (motos) estão confirmados respectivamente para outubro e novembro deste ano, também na capital paulista.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários