Produção do Audi A3 Sedan foi interrompida em dezembro de 2020; marca aguarda melhores condições para investir no Brasil
Divulgação
Produção do Audi A3 Sedan foi interrompida em dezembro de 2020; marca aguarda melhores condições para investir no Brasil

Durante o lançamento dos novos A4 e A5 na linha 2021, o presidente e CEO da Audi do Brasil , Johannes Roscheck, afirmou que apesar da produção dos veículos da marca ter sido interrompida em São José dos Pinhais (PR), a fabricante não desistiu do Brasil. 

No final de 2020, o Audi A3 Sedan deixou de ser produzido no complexo paranaense. E ao menos pelos próximos anos, o local será totalmente incorporado pela Volkswagen para a fabricação do T-Cross . Mas Roscheck afirma que a Audi não está tomando a mesma decisão da Mercedes-Benz , que abandonou completamente a produção de carros no Brasil .

Produzido no Brasil entre 2015 e 2019, Audi Q3 voltou a ser importado da Hungria em sua nova geração
Cauê Lira/iG Carros
Produzido no Brasil entre 2015 e 2019, Audi Q3 voltou a ser importado da Hungria em sua nova geração

O antigo regime automotivo Inovar-Auto , estabelecido pelo governo Dilma Rousseff (PT) em 2012, prevê que montadoras que investiram em fábricas e centros de pesquisas no Brasil até 31 de dezembro de 2017 teriam direito a receber de volta o Super IPI. Como a Audi passou a produzir veículos no Brasil em 2015 – encerrando hiato de nove anos – a fabricante alemã quer recolher o crédito acumulado. 

A Audi estima que o governo brasileiro deve cerca de R$ 289 milhões em créditos para as fabricantes alemãs, incluindo BMW – que construiu uma fábrica em Araquari (SC) em 2014 – e Mercedes-Benz – que iniciou produção em Iracemápolis (SP) em 2016. Segundo o CEO da Audi do Brasil, receber os créditos previstos no Inovar-Auto será fundamental para um novo investimento na produção de veículos no Brasil .

Você viu?

O candidato

A Audi não confirma quais modelos podem ser produzidos no Brasil nos próximos anos, mas julgando pelo comportamento do mercado e as movimentações recentes da fabricante por aqui, o SUV médio Q3 tem as melhores chances.

Lançado no Brasil em fevereiro de 2020, o SUV importado da Hungria teve suas vendas afetadas pela pandemia de Covid-19. A Audi emplacou 2.160 unidades do Q3 em 2020, sendo este o seu veículo mais vendido no Brasil.

Além do sucesso comercial, o Audi Q3 compartilha plataforma e mecânica com o Volkswagen T-Cross , que já é fabricado em São José dos Pinhais. Dessa forma, a Audi poderia cortar custos de produção e aumentar a margem de lucro com a nacionalização.

Julgando pela queda da categoria dos sedãs médios no Brasil, muito impulsionada pela ascensão dos SUVs como os modelos de maior sucesso, produzir a nova geração do A3 Sedan no Paraná é um caminho difícil de imaginar. A retomada da produção nacional da Audi dependerá do andamento das conversas com o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários