Porsche 911 de Diego Maradona
Divulgação
Porsche 911 de Diego Maradona

Um Porsche 911 conversível que pertenceu ao ídolo argentino Diego Maradona foi leiloado em Paris (França) por 483 mil euros, valor equivalente a R$ 3,2 milhões. O esportivo era utilizado pelo jogador na época em que atuava pelo Sevilla da Espanha, em meados de 1992.

Maradona utilizou seu Porsche 911 por apenas um ano, pois deixou o Sevilla para retornar à Argentina e atuar no Newell's Old Boys. O modelo foi vendido para um colecionador espanhol, e em meados de 2013, foi adquirido por um entusiasta francês que o levou a Paris.

Segundo a casa de leilões Bonhams, responsável pela venda do esportivo, Maradona chegou a ser detido após dirigir a 180 km/h em uma avenida no centro de Sevilha. “Ele demonstrou que seu pé direito era tão potente no acelerador como seu pé esquerdo com a bola”, brincou a empresa.

Ao longo de sua vida, Maradona também teve um Porsche 924 nos tempos de Boca Juniors, um Rolls-Royce Ghost quando foi técnico da seleção argentina e BMW M4 Coupé com sirenes de polícia quando treinou a equipe do Esgrima La Plata.

Um de seus veículos mais emblemáticos foi uma Ferrari Testarossa que adquiriu após ser campeão da Copa do Mundo de 1986 e conquistar o campeonato italiano com o Napoli. No melhor momento de sua carreira, Maradona solicitou que a fabricante de Maranello (Itália) alterasse a cor do esportivo para o preto. Originalmente, o modelo era vendido apenas na cor vermelha.

Sendo Maradona um cliente ilustre, a Ferrari atendeu o pedido. Depois dele, Sylvester Stallone, Michael Jackson e Michael Jordan também solicitaram a mudança.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários