Os carros elétricos apostam no baixo custo para a recarga, quando comparado ao gasto durante o reabastecimento
Divulgação
Os carros elétricos apostam no baixo custo para a recarga, quando comparado ao gasto durante o reabastecimento

O ritmo de crescimento dos carros elétricos no Brasil segue acelerado. A Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) constata que os veículos leves eletrificados podem responder por algo entre 12% e 22% do mix de vendas em 2030 no país e de 32% a 62% em 2035. Nesse momento, os modelos eletrificados respondem só por 3% do mix de vendas de veículos leves, ou 2.860 emplacamentos.

Diante de tal ascensão, como anda a vida das locadoras quando o assunto são os carros elétricos ? Desde 2019, mas ainda mais depois da pandemia, vimos empresas buscarem expandir a frota de EVs , bem como testemunhamos o surgimento de locadoras com foco em aplicativos e que buscam promover soluções de mobilidade. Muitas delas dispõem apenas de carros elétricos (exemplo é a Beepbeep e o Renault Zoe ).

Para exemplificar as locadoras mais tradicionais , vimos recentemente que a Unidas anunciou parceria com fabricantes para expandir o fronte dos eletrificados (levando em conta também os carros híbridos). Ela fechou contratos com montadoras como Renault , BMW e a Stellantis , grupo que abriga as marcas Fiat, Peugeot e Citroën.

Para aprofundarmos ainda mais nesse assunto que tanto promete, entrevistamos Paulo Miguel Junior , que é o antigo presidente, agora atual conselheiro gestor da ABLA (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis) . Interessante como, na visão das locadoras, a realidade que se projeta ainda não está totalmente consolidada, segundo Paulo. Veja a entrevista na íntegra a seguir:

“A ABLA vem acompanhando todas as mudanças no setor, o que inclui a chegada dos carros elétricos . Já é possível afirmar que eles vem para ficar. Ainda há um problema de infraestrutura no Brasil, principalmente quanto aos pontos de recarga, mas são muitos lançamentos de vários modelos ocorrendo”, complementa o conselheiro.

Leia Também

“Apesar de toda a movimentação, os carros elétricos custam muito caro, tanto para comprar quanto para alugar. E mesmo com os altos preços dos combustíveis, não justifica a compra desses carros quando o cliente é alguém que roda pouco. De todo o modo, vemos que as áreas de logística e até transporte público já se beneficiam bastante dos carros elétricos”, ainda segundo o nosso entrevistado.

“ Vemos o crescimento ocorrer, mas os carros a combustão ainda são totalmente dominantes. Vemos a locação dos carros elétricos ainda bastante associada à terceirização de frotas, empresas de logística e/ou que têm planos internos para a redução das emissões de carbono, bem como àqueles clientes que querem conhecer o elétrico; que querem ter a(s) primeira(s) experiência(s) com eles”, ressalta.

Do Golf GTE ao Tesla

Tesla Model 3 é um dos elétricos mais sofisticados que podem ser alugados hoje em dia no Brasil
Divulgação
Tesla Model 3 é um dos elétricos mais sofisticados que podem ser alugados hoje em dia no Brasil


Hoje em dia já é possível alugar alguns híbridos e elétricos no Brasil, com preços variados. Começa no  VW Golf GTE da sétima geração, que a Unidas oferece com diárias a partir de R$ 235 e vai até R$ 720 pelo híbrido Lexus ES300h da Mobility, passando pelos R$ 190 a R$ 590 cobrados pela loja Super Carros, do Rio Grande do Sul, para rodar 8,7 km em estradas no arredores de Gramado (RS). Entre os modelos disponíveis está o elétrico Tesla Model 3 .

Aliás, a loja Super Carros, que também aluga Ferrari , Porsche , Lamborghini , entre outros, já tem planos de comprar mais um Tesla para ser integrado à frota , segundo um dos sócios, Gustavo Mandelli. "Além do Model 3 atual, devemos comprar um Model S no final do ano, já que o público tem mostrado mais interesse pelos elétricos", disse o executivo.

A loja foi inaugurada em 2009 e em 2021 passou a oferecer o aluguel do Model 3 , depois de ter feito uma pesquisa de mercado mostrando que a seara dos elétricos tende a render bons frutos a partir de agora. "As pessoas que andam no Tesla têm gostado da aceleração instantânea e da alta tecnologia que o carro tem", comentou Mandelli.

Leia Também

Confira a seguir alguns exemplos de híbridos e elétricos disponíveis para alugar no Brasil e seus preços.

Unidas
Golf GTE: diárias a partir de R$ 235
BMW i3: diárias a partir de R$ 240 ou R$ 4.999/mês
Toyota Corolla Altys Hybrid: a partir de R$ 2.959/mês

Osten Fleet
Mini Cooper S elétrico: R$ 5.950/mês
BMW I3: R$ 5.999/mês
Jaguar I-Pace SE: R$ 10.999/mês
Tesla Model Y Standard Range: R$ 12.950/mês
Tesla Model 3 Performance: R$ 15.960/mês

Mobility
Nissan Leaf: diárias a partir de R$ 265
Toyota Corolla Altis Hybrid: diárias a partir de R$ 295
Toyota Prius: diárias a partir de R$ 295
Toyota RAV4 Hybrid: diárias a partir de R$ 385
Lexus ES300h: diárias a partir de R$ 720

Beepbeep
Planos por tempo de locação
Até 3 horas: R$ 0,79, por minuto
A partir de 3 horas: R$ 0,65, por minuto
A partir de 6 horas: R$ 0,35, por minuto
A partir de 12 horas: R$ 0,25, por minuto
A partir de 24 horas: R$ 0,16, por minuto
A partir de 48 horas: R$ 0,15, por minuto


VW Golf GTE é o híbrido da sétima geração que ainda está disponível em algumas locadoras
Guilherme Menezes/iG
VW Golf GTE é o híbrido da sétima geração que ainda está disponível em algumas locadoras






    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários