JAC iEV 1200T
Divulgação
JAC iEV 1200T

Para os empresários, reduzir custos e manter a qualidade de seus produtos é um dos maiores desafios.  Assim como a preocupação das empresas em se tornarem ecológicamente corretas, a locação de veículos comerciais elétricos vem crescendo no Brasil, e esses veículos além de não poluírem o ambiente, possuem custo por km rodado menor que os à combustão.

Alguns varejistas firmam parcerias com fabricantes para o fornecimento de veículos elétricos para integrar suas frotas de logística urbana, enquanto empresas menores interessadas nesse segmento recorrem às locadoras para eletrificar suas frotas.

A frota de veículos elétricos ainda é pequena. De acordo com a Associação Brasileira de Veículos elétricos, existem 86,9 mil veículos desse tipo no Brasil e devem chegar as 100 mil unidades no final do semestre.

A locação de caminhões leves e veículos utilitários elétricos é uma alternativa para comerciantes que não podem pagar o valor do veículo elétrico, mas se interessam pelos custos reduzidos e por ações de crescimento sustentável.

Além da não emissão de poluentes e do custo menor por km rodado, um dos benefícios dos comerciais leves elétricos é que a motorização desses automóveis possui menos peças móveis quando comparada à motorização tradicional à Diesel ou bi-combustível.

Leia Também

Além disso, os elétricos também possuem um sistema de transmissão muito mais simples. Essa simplicidade significa que os custos de manutenção se tornam menores e, consequentemente, mais atrativos ao comerciante.  

Um recente estudo na Europa concluiu que Vans elétricas, apesar de serem 40% mais caras que uma à combustão em custo de aquisição, se tornam 25% mais em conta em relação à custos de manutenção.

O maior fator de preocupação quando se fala em mobilidade elétrica é a questão da estrutura de carregamento. Os pontos de recarga pela cidade são escassos e a autonomia pequena, porém, suficiente para percursos completamente urbanos.

Com o avanço de tecnologias para o aumento de autonomia das baterias e da infraestrutura disponível, será cada vez comum vermos veículos elétricos trabalhando para o comércio pelas cidades, sejam eles de frotas particulares ou alugados.

Incentivos governamentais como isenção fiscal, ou taxa de juros reduzida para financiamento de energia elétrica limpa, além de carregadores e veículos elétricos, irão acelerar ainda mais essa mudança.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários