Traseira da nova geração da picape terá lanternas full LED e nome do utilitário em alto relevo
Divulgação
Traseira da nova geração da picape terá lanternas full LED e nome do utilitário em alto relevo

Perto da apresentação oficial, que deve ocorrer no dia 7 de julho, a Volkswagen está aos poucos revelando o mistério que envolve a segunda geração da sua picape de médio porte, a Amarok, que será montada na fábrica da Ford, na África do Sul.


Vale lembrar que a nova Amarok compartilhará a mesma plataforma, mecânica e até linha de produção com a também nova picape Ford Ranger , que deverá estrear no mercado brasileiro somente no ano que vem.

No entanto, o utilitário da VW aos poucos está sendo mostrado e nessa semana, a marca soltou um teaser que mostra a parte traseira por completo com destaque para o par de lanternas em LED e na tampa traseira o novo símbolo da marca alemã, acima da inscrição 'Amarok' em baixo relevo.


Ainda na tampa, no canto inferior esquerdo, o emblema V6 dá a pista da motorização que virá à nova picape , no caso o previsto e novo V6 turbodiesel.  No entanto, no comunicado à imprensa, a empresa não revelou mais detalhes técnicos.

Uma parte do anúncio cita que haverá versões Double Cab e que 'alguns mercados' vão receber a Single Cab . Terá capacidade de carga de 'até 1.200 kg' e 'até 3.500 kg' de reboque e destaca que sucessivas vezes Amarok repetidamente como uma 'picape premium'.

"Dependendo do modelo e especificação, grandes cargas de até 1,2 tonelada  podem ser acomodadas atrás da porta traseira na caixa de carga do novo Amarok.

Uma capacidade máxima de reboque máxima de 3,5 toneladas agora também pode ser produzida através de mais variantes de motor/caixa de câmbio. Em algumas variantes do modelo, aliás, o nome Amarok também aparece na frente do veículo".

O presidente da Volkswagen América Latina , o executivo argentino Pablo Di Si anunciou no mês passado um investimento de US$ 350 milhões  na Argentina  para produzir, entre outros produtos, uma reestilização do atual Amarok I , que continuará sendo vendido por mais dez anos naquele mercado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários