Tamanho do texto

Líder mundial entre os cupês esportivos, a nova geração do modelo teve lançamentos marcantes

Lançamento do Ford Mustang aconteceu na 42St East com a Time Square, em NY (EUA), com cobertura ao vivo da mídia
Divulgação
Lançamento do Ford Mustang aconteceu na 42St East com a Time Square, em NY (EUA), com cobertura ao vivo da mídia

Como foi com o Ford Mustang este ano, a apresentação de um novo carro é sempre cercada de expectativa e muito planejamento. Historicamente, as publicações buscam antecipar novidades do setor. Isso ainda é uma realidade, inclusive, aqui no iG. O foco maior é numa informação exclusiva ou numa foto de teste que revele detalhes de uma nova versão. Esse é o desafio, já que as apresentações oficiais se tornaram menos grandiosas e mais democráticas, uma vez que os carros hoje surgem para o mundo nas redes sociais das montadoras.

LEIA MAIS: Conheça a trajetória e os novos rumos do Fiesta

Mas sempre achei incrível as iniciativas para surpreender o público. Elas ainda existem, mas é duro exercitar essa criatividade e usar uma palavra da moda: “engajamento”. Alguns modelos históricos e que atraem o desejo do consumidor costumam ainda envolver essas estratégias. Duas delas acho interessante relembrar. O palco das ações foi Nova York, e elas foram marcantes para anunciar a chegada da nova geração do Ford Mustang .

Ford Mustang no topo do simbólico Empire State Bulding, de 102 andares, com grande repercussão novamente
Divulgação
Ford Mustang no topo do simbólico Empire State Bulding, de 102 andares, com grande repercussão novamente

Em novembro de 2013, o novo Mustang surgiu em plena Times Square, no coração turístico de Manhattan, com transmissão ao vivo pelo Good Morning America, da rede ABC. O famoso telejornal escalou a pop-star âncora Robin Roberts para essa cobertura. Detalhe: o carro estava estacionado na porta da emissora que fica na 44th Street. Moradores e turistas se aglomeraram para ver de perto o Mustang ou tirar fotos. Por mais que alguém não admire um carro, esse é o tipo de ação que atrai curiosidade e, certamente, ganha destaque na mídia e redes sociais.

LEIA MAIS: Saiba detalhes sobre o lançamento do Ford Ecosport, primeiro SUV de sucesso

Alguns meses depois, em 2014, o lançamento do novo Mustang continuou. A Ford colocou um carro original no topo do Empire State Bulding, um arranha-céu de 102 andares, mais visitado da cidade de Nova York. Essa exibição no terraço do prédio envolveu uma trabalhosa operação de montagem e desmontagem peça por peça para subir por elevador o veículo em partes. Mais uma vez deu enorme resultado e repercussão.

O Mustang teve uma das maiores audiências em todo o mundo. Sinal de que estratégias bem feitas ainda geram bons resultados. Vale lembrar que estamos falando de um clássico que não é barato. Todo esse investimento não foi feito simplesmente para atrair potenciais compradores, mas para ajudar a construir ou deixar mais forte a imagem da marca.

Vendas do Ford Mustang no Brasil

Ford Mustang é o esportivos de alto desempenho líder mundial de vendas e se prepara para a nova era dos eletrificados
Divulgação
Ford Mustang é o esportivos de alto desempenho líder mundial de vendas e se prepara para a nova era dos eletrificados

Agora em 2018, o Mustang começou a ser vendido no Brasil e desperta a paixão de um grupo de privilegiados que podem pagar R$ 300 mil. É vendido em versão única, a GT 5.0 V8, teto rígido, com 466 cv, transmissão automática de 10 velocidades, tela digital e embalado em muita tecnologia, sem deixar de lado a diversão e a adrenalina de dirigir um esportivo. Em relação ao carro mostrado em Nova York, ele teve uma leve reestilização em 2016 e ficou ainda mais agradável.

LEIA MAIS: Vendas de conversíveis não deslancham, mesmo admirados no País

No mercado brasileiro, o “ muscle car ” da Ford assumiu a dianteira logo em seu primeiro mês de vendas. Desde abril, o Mustang já soma 628 unidades vendidas, número 6,6 vezes maior que o segundo esportivo mais vendido, o Porsche 911, que teve 95 exemplares comercializados de janeiro a junho. Enquanto isso, o Camaro, seu principal rival, vendeu apenas 17 unidades em 2018.

Em 2017, ainda sem o Mustang, o ranking dos dez carros esportivos mais vendidos no País foi o Subaru WRX: 164 unidades; Porsche 911: 158,; Camaro: 135; Mercedes-Benz SLC 300: 128; Porsche Boxter: 118; BMW M3: 110; Audi TT: 99; BMW M2: 54; Porsche Cayman: 47; Audi RS5: 33.

De fato, este é um nicho de mercado, mas mostra que o Mustang era um carro esperado neste segmento de esportivos. O fator novidade e a repercussão na mídia e redes sociais podem ter ajudado este desempenho do carro da Ford.

No mundo, o cupê esportivo da Ford ainda conseguiu a façanha de ser o mais vendido por 3 anos seguidos num mercado concorrido. No ano passado, suas vendas mundiais foram de cerca de 126 mil unidades, um resultado 30% maior do que em 2016.

O Ford Mustang é o carro mais icônico da montadora. Inclusive, ela já anunciou seu plano de modificar toda a oferta de sua linha de veículos, priorizando os utilitários esportivos e picapes, deixou claro que o esportivo continuará na próxima década, incluindo opções híbridas e elétricas. Um novo universo para um carro que faz sucesso há mais de 50 anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.