Tamanho do texto

E-Highway”, apresentada na Alemanha, carrega caminhões elétricos e híbridos enquanto eles rodam. O futuro promete grandes mudanças

Estrada elétrica
Divulgação
Ministério do Meio Ambiente da Alemanha em parceria com a Siemens implantou o primeiro corredor elétrico em Frankfurt

Quando se pensa em autoestradas com qualidade e segurança, a referência é a Alemanha com suas famosas “autobahn”, onde o limite de velocidade é de até 180 km/h. Com os carros elétricos projetando o futuro, agora o país inova ainda mais ao abrir o primeiro trecho da chamada “e-Highway", nas proximidades de Frankfurt, via exclusiva que permite que caminhões híbridos e elétricos carreguem suas baterias enquanto estão em movimento.

LEIA MAIS: Esportivo TT e sedã A8 serão os próximos carros elétricos da Audi

Estrada elétrica
Divulgação
A Scania participa do projeto da "estrada elétrica” e anunciou caminhões de longo curso com a tecnologia híbrida elétrica

Ainda sem contemplar os carros elétricos , o projeto do Ministério do Meio Ambiente alemão está em fase experimental, com parceria da Scania e Siemens, e promete virar tendência na Europa. Gigante mundial da eletrônica, a Siemens também planeja expandir a tecnologia “e-Highway” para outros países do continente como a Suécia e Itália que já iniciaram os testes para a implantação desse sistema. A “ estrada elétrica ” usa cabos aéreos de corrente contínua de 670 volts e será instalada em trechos determinados ao longo da rodovia.

Na estrada, os veículos, sobretudo caminhões pesados, utilizam hastes condutoras estendidas para recarregar suas baterias e devem estar a menos de 90 km/h para que a conexão seja possível. O sistema combina a eficiência das ferrovias eletrificadas com a flexibilidade dos caminhões, melhorando custos operacionais no transporte e reduzindo o uso de combustíveis fósseis e as emissões de CO2.

VUC elétrico no Brasil

Estrada elétrica
Divulgação
A MAN iniciou os testes com caminhão elétrico e-Delivery para entregas urbanas e tem a Ambev como parceira no projeto

Falando em caminhão elétrico , ele surge como um novo nicho de mercado também no Brasil. A MAN Latin America, por exemplo, apresentou em abril o protótipo do Volkswagen e-Delivery. Ele será oferecido nas versões de 9 ou 11 toneladas de peso bruto total, podendo receber diversas configurações de carroceria sobre seu chassi de longarinas.

LEIA MAIS: Aston Martin Rapide totalmente elétrico será o novo carro de James Bond

O foco do VW e-Delivery é o uso na cidade, já que ele é enquadrado na legislação como VUC (Veículo Urbano de Carga). Será ideal para a entrega rápida e central de produtos diversos com o diferencial da emissão zero e nível de ruído extremamente baixo.

E já há empresas interessadas em adotá-lo. Por exemplo, a Ambev, maior fabricante de bebidas, que participa do projeto de desenvolvimento e anunciou a intenção de comprar 1.600 caminhões elétricos para sua frota de distribuição.

Caminhões inteligentes

Tesla
Divulgação
O Tesla Semi: reboque movido a bateria e totalmente elétrico. O 1º protótipo da marca de carros elétricos já foi entregue

Na Europa e nos Estados Unidos, as montadoras já apostam alto em caminhões elétricos e híbridos, conectados e cheios de tecnologia para aumentar a competição com veículos movidos a diesel.

LEIA MAIS: Jeep Renegade e Compass entrarão para lista dos carros híbridos plug-in

No começo do mês, a Tesla divulgou um vídeo mostrando a primeira entrega de um veículo a um cliente usando um protótipo de caminhão elétrico para serviços pesados. O Tesla Semi é tipo reboque movido a bateria e totalmente elétrico.

Daimler
Divulgação
A Daimler começará a vender o caminhão semi-autônomo Freightliner Cascadia, um híbrido inteligente que dirige sozinho

Por sua vez, a Daimler já anunciou que começará a vender em breve o caminhão Freightliner Cascadia híbrido nos EUA - ele é capaz de frear, acelerar e se guiar sozinho em qualquer velocidade. O modelo é classificado como semi-autônomo pois pode contar também com a condução do motorista.

Em poucas linhas: o caminhão inteligente promete ajudar na segurança dos motoristas, no trânsito mais seguro nas diversas vias, aumentar o desempenho logístico das transportadoras e, claro, estabelecer novos padrões de economia de combustível e de redução de emissões de gases. O dia que isso se aplicar também aos carros elétricos ...