Tamanho do texto

Modelos Fortwo, Fortwo Cabrio e Forfour têm novo visual, interior mais inteligente, praticidade e, ainda, dão adeus aos combustíveis fósseis

Smart arrow-options
Divulgação
A nova linha Smart EQ Pure electric estreia elementos de design e interior inteligente

Carro pioneiro da mobilidade urbana, o Smart, da Daimler, marca da Mercedes-Benz, entra numa nova etapa ao ter toda sua gama de veículos convertida para elétrica. Identificada pela sigla EQ e abandonando definitivamente o motor à combustão, essa nova geração introduz um conceito inovador de compartilhamento de serviços digitais e surge também com visual atualizado.

LEIA MAIS: Mercedes-Benz apresenta a EQV, sua primeira minivan totalmente elétrica

A mudança dá início a um novo capítulo na história do veículo. “Somos o primeiro fabricante a mudar completa e sistematicamente de motores de combustão para os exclusivamente elétricos”, diz Daniel Lescow, executivo-chefe da Smart .

Os modelos EQ Fortwo (duas portas), EQ Forfour (quatro portas) e EQ Fortwo Cabrio (conversível) serão os primeiros da nova linha. “Para transitar na dia-a-dia ou dar uma escapada no fim-de-semana, os três apresentam um interior de alta tecnologia, estilo personalizável e um impressionante desempenho elétrico”, afirma o executivo.

Smart arrow-options
Divulgação
O Smart EQ fortwo recebeu nova grade de malha, faróis de LED e novo para-choque com aberturas verticais

Eles são alimentados por uma bateria de 17,6 kWh, que garante uma potência de 82 cv e uma autonomia de 140 a 159 km com uma carga conforme o modelo. Faz de 0 a 100 km em 12,7 segundos. Os carros têm carregador inteligente opcional de 22 kW com função rápida que permite a carga de 80 por cento da bateria em 40 minutos.

Design e tecnologias

Smart arrow-options
Divulgação
O novo interior é conectado com um sistema de mídia inteligente e compatível com smartphones de novas gerações

Externamente, a linha de cupês é equipada com uma roda de liga leve de 15 polegadas e 5 raios duplos, pintada de preto com um acabamento de alto brilho e novas cores chamativas. Começando pela frente, os carros apresentam uma nova grade de malha, ladeada por novos faróis de LED. O para-choque foi modificado e contam com aberturas verticais. Na traseira, a mudança fica por conta das novas lanternas com filetes de LED.

LEIA MAIS: Clássicos que viram carros elétricos é a nova tendência

A cabine é ampla de acordo com a proposta do Smart mas há mudanças notáveis. Apresenta três acabamento distintos — laranja e preto, branco e preto e apenas preto.

Existe um sistema de informação e entretenimento com tela de 8 polegadas sensível ao toque que promete uma “integração perfeita” com smartphones. O sistema é interativo e fácil de usar. A navegação aparece em 3D e há compartilhamento de vários serviços ao vivo (por enquanto, disponível somente na Europa).

Smart arrow-options
Divulgação
Em fase de testes, o Smart autônomo está nos planos da Mercedes-Benz no projeto-case da montadora alemã

Fator importante para um carro de pequena dimensão e totalmente elétrico, a segurança é padrão Mercedes-Benz. A bateria elétrica tem uma estrutura robusta que oferece proteção contra deformações e, em caso de colisão, seus elementos de alta tensão são desativados.

Nos planos da empresa há ainda um veículo mais avançado, o Smart Vision EQ Fortwo. Trata-se do projeto-case da Mercedes-Benz, que “promete ultrapassar os limites da mobilidade conectada, autônoma, compartilhada e serviços e elétrica”. Um veículo conceitual totalmente autônomo já está em teste na Alemanha.

Uma curiosidade é que, desde 2017, a Prefeitura de São Paulo utiliza dois Smart elétrico no serviço de patrulhamento do Parque do Ibirapuera, principal área de lazer da cidade. Cedido em comodato pela Mercedes-Benz à Guarda Civil Metropolitana, visa ser uma demonstração prévia — a primeira da América Latina — da possibilidade urbana de um modelo totalmente elétrico.

LEIA MAIS: Conheça a Polestar, marca de híbridos e elétricos com o DNA da Volvo

Depois de uma primeira etapa sem grande sucesso no Brasil, a Smart promete agora retornar ao mercado nacional com os modelos elétricos Smart EQ Fortwo e Forfour. Com apenas 3,5 metros, pode ajudar no transporte individual, no trânsito congestionado e no estacionamento em áreas urbanas. A questão é o preço: a partir de 20 mil dólares no exterior.