Tamanho do texto

Assista ao vídeo do cupê esportivo ao lado da nova geração do utilitário esportivo, ambos importados.

Avaliamos dois modelos topo de linha importados pela Honda do Brasil. O esportivo Honda Civic Si, que é fabricado no Canadá e o SUV CR-V, produzido nos Estados Unidos. O teste foi em rodovias do Rio Grande do Sul.

LEIA MAIS: Honda Civic Si: cupê esportivo de verdade. Veja a avaliação completa

Estes dois modelos já estão sendo vendidos pela rede de concessionárias há algum tempo. O Honda Civic Si é oferecido apenas na versão cupê de duas portas, equipado com o motor 1.5 turbo, com injeção direta, duplo comando de válvulas variáveis no cabeçote e quatro cinlindros.

Combinado com câmbio manual, de seis marchas - e engates curtos - esse conjunto proporciona uma nova experiência de direção, com torque abundante durante toda a faixa de rotação do motor. A potência máxima do cupê é de 208 cv surge aos 1.300 rpm e o torque de 26,5 kgfm aparece aos 2.300 rpm, e é mantido em 70% da faixa de rotação do motor.

Honda Civic Si vem com motor 1.5, turbo, de 208 cv e câmbio manual de seis marchas
Divulgação
Honda Civic Si vem com motor 1.5, turbo, de 208 cv e câmbio manual de seis marchas

 Permitindo uma utilização plena da motorização, o Civic Si é significativamente mais leve que a antiga geração e traz carroceria mais rígida, incluindo componentes de chassi e de direção aprimorados. Essas melhorias incluem a direção elétrica de duplo pinhão adaptativa com relação variável, suspensão com acerto esportivo, amortecedores adaptativos e diferencial com deslizamento limitado.

 Para ampliar o quociente esportivo do Civic, os modelos Si trazem uma dianteira agressiva com friso frontal preto e largas tomadas de ar. Rodas de liga leve de 18 polegadas, com dez raios e acabamento exclusivo em dois tons, usam pneus de 235 mm, largos, de perfil baixo, além de escapamento central com formato poligonal e acabamento cromado. Na traseira, o cupê mantém a assinatura de design do modelo, com barra de LED horizontal e elevado aerofólio traseiro.

LEIA MAIS: Honda Civic 2019 recebe uma série de mudanças nos EUA

 O interior do Civic Si traz exclusivos e envolventes bancos dianteiros esportivos, com costuras vermelhas e logotipos da versão. A costura vermelha dos bancos é replicada nas portas, volante e na coifa do câmbio, com alavanca em alumínio. Outros detalhes do interior são a iluminação vermelha do painel em TFT e dos comandos internos, os pedais em alumínio e o friso do painel de instrumentos com acabamento Dry Metal Carbon.

Depois do Honda Civic Si 

Honda CR-V é um dos modelos importados pela marca japonesa, assim como o Honda Civic Si, vindo do Canadá
Divulgação
Honda CR-V é um dos modelos importados pela marca japonesa, assim como o Honda Civic Si, vindo do Canadá

A Honda já está vendendo no Brasil o novo CR-V. Completamente renovado em sua quinta geração global, o utilitário esportivo mais vendido nos Estados Unidos nos últimos 20 anos apresenta um novo estilo, mais ousado e sofisticado, interior mais espaçoso, versátil e com qualidade premium, além do primeiro motor turbo na história do veículo. Juntam-se às novidades um conjunto de itens inéditos e tecnologias para melhor conectividade, conforto e conveniência.

Chegou ao mercado em abril, importado dos Estados Unidos, em versão única Touring, que agrega o máximo de sofisticação e traz equipamentos inéditos ao SUV. O design inédito do Honda CR-V mostra um novo caminho com atitude agressiva, graças a elementos mais salientes e afilados, faróis estilizados agressivamente cercados por um conjunto de luzes de rodagem diurna em LED em forma de asa em todos os modelos e para- lamas largos e musculosos. O longo capô, maior distância entre eixos, curto balanço traseiro e as novas saídas duplas do escapamento dão ao novo CR-V uma aparência ainda mais sofisticada e atlética.

LEIA MAIS: Honda CR-V fica mais sofisticado na nova geração. Veja as primeiras impressões

A tampa do porta malas é daquelas que abrem e fecham com um simples movimento do pé para ativar um sensor sob a traseira do veículo. O novo CR-V eleva os padrões da categoria em refinamento do interior, praticidade e itens premium. A cabine mais espaçosa apresenta materiais de alta qualidade, incluindo um novo painel de instrumentos de toque macio e bancos com costuras mais intrincadas. Uma nova tela centralizada de interface TFT colorida para o motorista contribui para a elegante construção do novo design.

O CR-V também disponibiliza o que há de mais recente em conectividade veicular e desempenho acústico, com uma nova geração de avançadas tecnologias. O sistema Display Audio do CR-V é compatível com as plataformas Apple CarPlay e Android Auto. O sistema conta ainda com GPS nativo, com busca de pontos de interesse e fácil operação.

Com uma tela sensível ao toque, de alta resolução é possível acessar as funções do sistema de áudio, bem como ajustes do veículo e do sistema de climatização. A qualidade de áudio é assegurada pela adoção de oito alto falantes distribuídos pelo interior do utilitário esportivo .

Por dentro, o novo CR-V tem acabamento caprichado, assim como no cupê esportivo Honda Civic Si
Divulgação/Honda
Por dentro, o novo CR-V tem acabamento caprichado, assim como no cupê esportivo Honda Civic Si

Alguns dos itens mais importantes de conforto e praticidade disponíveis no novo Honda CR-V incluem a partida elétrica remota do motor, ar-condicionado digital com duas zonas, com saídas de ar traseiras, freio de estacionamento elétrico, tomadas USB para recarga na traseira, banco do passageiro com regulagem elétrica de 4 funções e banco do motorista com 8 ajustes elétricos e memória, além do teto solar elétrico.

A partida remota do motor permite que o motorista ligue o CR-V à distância através do controle da chave, acionando assim o sistema de climatização para uma temperatura desejada de 22ºC.

O novo CR-V será oferecido no Brasil com o primeiro motor turbo na história do modelo: o 1,5 litro com injeção direta e quatro cilindros em linha com duplo controle de tempo de abertura das válvulas VTC, que proporciona um refinado e ágil desempenho ao longo de toda a sua faixa de operação.

LEIA MAIS: Honda CR-V mostra que evoluiu bastante na nova geração. Assista ao vídeo

Trata-se da motorização mais potente já oferecido num CR-V. Ele traz potência máxima de 190 cv, apesar de ter o mesmo motor do Honda Civic Si.  O sistema de tração nas quatro rodas Real Time AWD foi aperfeiçoado. Melhorias na programação e no sistema resultaram num aumento do torque do motor (de até 40%) que pode ser direcionado às rodas traseiras, com base nas condições de rodagem. O resultado é melhor desempenho em condições de baixa aderência, quando a tração integral entra em ação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.