Ainda não pilotei, mas gostei do visual e da ergonomia do Honda ADV 150, que começa a ser vendido a partir do mês que vem
Divulgação
Ainda não pilotei, mas gostei do visual e da ergonomia do Honda ADV 150, que começa a ser vendido a partir do mês que vem


O Honda X-ADV chegou no ano passado cutucando o desejo de todos aqueles que curtem tanto um scooter de grande porte quanto um veículo aventureiro para o fora de estrada. Mesmo sem se encaixar com exatidão na definição de um scooter, que tem motor embaixo do banco e transmissão diretamente na roda traseira – fazendo as vezes da balança da suspensão –, o X-ADV conquistou pra valer o seu público.


O que é fácil de se constatar pela rápida venda de todas as unidades importadas da Itália, que custa para o consumidor a bagatela de R$ 69.900. Desembolsando apenas um quarto desse valor, aqueles que se apaixonaram pelo visual do X-ADV poderão ter uma versão menor desse aventureiro, pois o scooter Honda ADV 150 acaba de chegar, compartilhando a mecânica do scooter Honda PCX 150 .

Lançado oficialmente na última quinta-feira (26), ainda não posso dizer sobre a sua dirigibilidade, uma vez que a apresentação à imprensa especializada foi estática, mas pude sentar no novo scooter e ter uma ideia de como será a vida a bordo. O banco do ADV é 30 mm mais alto do que o do PCX.


Dono de um visual indiscutivelmente atraente, o novo scooter Honda ADV 150 deverá conquistar uma boa parcela do público que busca em um scooter mais que a versatilidade que esse tipo de veículo oferece, mas que deseja também um estilo marcante. E isso o Honda ADV 150 tem.

O quadro de aço tubular, de duplo berço, é quase igual ao do PCX, com sutis diferenças para se adequar a algumas novas atribuições, como as suspensões reforçadas de maior curso.A dianteira Showa tem curso de 130 mm, 30 mm a mais do que no PCX, e a traseira tem curso de 120 mm, 20 mm a mais do que no PCX. E os amortecedores traseiros têm assistência a gás.

Você viu?

Esses acréscimos têm o objetivo de suportar mais firmemente os trancos provenientes de pisos irregulares, uma vez que uma das propostas do novo scooter é ter melhor desempenho fora do asfalto. Não chega a ser um veículo para trilhas, mas deverá atender bem o uso em estradas de terra.

Os pneus de largos gomos também não foram feitos para trilhas, mas certamente se sairão melhor na terra do que os pneus do PCX . Os novos pneus também fazem seu papel no visual do ADV, pois além do belo desenho dos gomos, são mais largos do que os do PCX, 110/80x14 na dianteira e 130/70x13 na traseira, contra 100/80x14 e 120/70x14, respectivamente. O freio dianteiro, com assistência ABS, tem disco de 240 mm, contra 220 mm no PCX. O traseiro, sem ABS, é igual ao do PCX, de 220 mm.

O motor de 149,3 cm3 é o mesmo nos dois modelos, monocilíndrico refrigerado a água, com potência de 13,2 cv e torque de 1.38 kgfm, mas algumas alterações no duto de admissão e no escapamento fazem com que o pico de torque aconteça 1.500 rpm acima. O resultado prático dessa alteração só vou constatar quando puder experimentar o Honda ADV.

O painel de instrumentos de LCD tem visual bastante esportivo, como no X-ADV
Divulgação
O painel de instrumentos de LCD tem visual bastante esportivo, como no X-ADV


O melhor do novo scooter Honda ADV 150, no entanto, é o visual. O para-brisa recortado tem regulagem de altura em duas posições, o espaço embaixo do banco tem capacidade para 27 litros e no porta-objetos no anteparo frontal há um ponto de energia de 12 volts.

A chave é do tipo presencial, que aciona o sistema elétrico por aproximação, e o sistema start/stop pode ser desligado por um botão no punho. O Honda ADV tem ainda luzes de posição diurnas DRL e todo sistema de iluminação com leds. O painel de instrumentos segue o visual do painel do X-ADV , todo de LCD e com muitas informações de fácil leitura.

O Honda ADV 150 estará disponível na rede a partir do próximo mês, nas cores branca e vermelha, com o preço de R$ 17.490. Como comparação, o Honda PCX tem preço a partir de R$ 12.710, na versão com freios CBS, R$ 13.990, com freio dianteiro ABS, e R$ 14.410, nas versões DLX ou Sport. Isso significa que o novo ADV está R$ 3.080 acima das versões top do PCX.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários