Tamanho do texto

Específica para o fora de estrada, a nova Honda CRF 250F 2019 tem ótima dirigibilidade

Honda CRF 250F tem vocação para a lama. Melhorias e inovações caíram muito bem no modelo off-road
Divulgação
Honda CRF 250F tem vocação para a lama. Melhorias e inovações caíram muito bem no modelo off-road

Antes de enumerar as vantagens, melhorias e inovações da nova Honda CRF 250F em relação à já conhecida Honda CRF 230F, deve-se dizer que a nova motocicleta específica para o off road não veio para substituir a veterana, mas sim acrescentar mais um modelo na família CRF, que tem ainda as importadas CRF 250F, CRF 250RX e a potente CRF 450R. CRF significa Cross Racing Four, esse four indicando ter motor de quatro tempos. Há algum tempo, as motos especiais de competição da Honda eram as CR e ainda tinham motores dois tempos,

LEIA MAIS: Confira todas as motos da Honda em modelo 2019

O segmento no qual se encontra a CRF é bastante específico, uma vez que os modelos dessa família não têm os equipamentos necessários para sua homologação como moto de rua, como espelhos retrovisores, lanterna traseira e piscas, por isso ela não pode ser emplacada. A Honda CRF 250F também não tem painel de instrumentos nem chave.

A apresentação da nova Honda CRF 250F foi muito especial, exigindo um dia inteiro de apresentações e avaliações em uma pista de motocross de Itajaí, no Estado de Santa Catarina. No dia seguinte o fabricante apresentou, nesse mesmo evento, todas as novidades mostradas aqui na semana passada.

A proposta da Honda CRF 250F, assim como sempre foi a da CRF 230F, é de oferecer muita diversão aos praticantes do fora de estrada, sejam novatos ou mais experientes, com baixo investimento. Por esse motivo foi possível avaliá-la intensamente nesse dia de teste, que incluiu trechos de estrada de terra, trilhas bastante fechadas e, o mais divertido, uma pista de motocross encharcada devido à chuva e cheia de lama.

LEIA MAIS: Harley-Davidson antecipa sua linha 2019

Mesmo para quem não tem muita afinidade com qualquer tipo de piso que não seja um bom asfalto, a nova Honda CRF 250F permite que se aproveite bastante de seus bons atributos, sendo que os principais são a leveza (pesa 114 kg), a agilidade e a rápida resposta do acelerador, este último fundamental para vencer trechos difíceis.

Honda CRF 250F é divertida na lama

A Honda CRF 250F é perfeita para os consumidores que curtem sujas as solas dos sapatos de terra
Divulgação
A Honda CRF 250F é perfeita para os consumidores que curtem sujas as solas dos sapatos de terra

Pude comprovar essa afirmação me divertindo muito no meio da lama, torcendo o cabo prá valer pra não ficar atolado. Quando a lama começava a acumular entre o pneu e a balança traseira, tornando a aceleração pesada, a saída era acelerar ainda mais para “limpar”. O maior obstáculo nesse tipo de pilotagem/diversão é a capacidade limitada de energia do piloto, que, certamente, deve estar em muito boa forma para se dar bem nesse extremo exercício.

LEIA MAIS: Já andamos na Yamaha MT-07 na linha 2019

Apesar de a Honda afirmar que a nova CRF 250F vai conviver com a CRF 230F, tudo indica que será o fim da motocicleta que chegou em 2006 e estava muito bem no mercado. É que a 250 é muito mais moderna e também fabricada em Manaus com componentes nacionais, como é o caso o motor da CB 250 Twister (não é flex na CRF). A CRF 230F é montada com componentes importados, tem ainda um motor cujo projeto remonta dos anos 90, usa carburador e, logicamente, perde de longe na comparação direta de suas características. Um exemplo é a suspensão dianteira, cujos garfos têm 37 mm de diâmetro na 230 e 41 mm de diâmetro na 250. Ou o freio traseiro, a tambor na 230 e a disco na 250.

O maior motivo para se prever o fim da CRF 230F, no entanto, está na diferença muito pequena de seus valores de venda: a Honda CRF 250F custa R$ 14.990 e a CRF 230F custa R$ 13,450. Por apenas R$ 1.540 tem-se uma motocicleta muitíssimo superior.

A nova Honda CRF 250F estará disponível na rede de concessionários da marca a partir de novembro e apenas na cor vermelha.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.