Tamanho do texto

Veja neste vídeo todos os detalhes do carro automático mais barato do Brasil, tabelado em R$ 55.090 na linha 2019

O Toyota Etios X 1.3 AT 2019 tem muitos pontos negativos, mas mesmo assim o hatch é uma excelente opção de compra. Como pode isso? Você vai entender logo que der o play no vídeo desta semana e conferir todos os detalhes do carro automático mais barato do Brasil.

LEIA MAIS: Como pode a picape leve Fiat Strada custar mais de R$ 73 mil?

Com preço sugerido de R$ 55.090, o traz motor 1.3 flex de até 98 cv e 13,1 kgfm, combinado com um câmbio automático de quatro marchas. A transmissão do Toyota Etios X é a mesma da antiga geração do Toyota Corolla , que, apesar de não ser um equipamento atual, casou bem com o propulsor do compacto, garantindo trocas suaves e agilidade em acelerações e retomadas de velocidade.

Impressões sobre o Toyota Etios X 1.3 AT 2019

Toyota Etios X 1.3 com câmbio automático surpreende, apesar dos pontos negativos constatados no dia a dia
Cauê Lira/iG Carros
Toyota Etios X 1.3 com câmbio automático surpreende, apesar dos pontos negativos constatados no dia a dia

O comportamento dinâmico não faz parte mesmo dos aspectos que desagradam neste modelo. Além do desempenho satisfatório, o Etios empolga o motorista com boas médias de consumo de combustível. Abastecido com etanol, ele faz 8,2 km/l na cidade e 9,2 km/l na estrada. Com gasolina, registra 11,8 km/l e 13,3 km/l, respectivamente. Os dados são do Inmetro.

LEIA MAIS: Aceleramos o novo Chevrolet Camaro 2019 em pista fechada. Veja vídeo

Durante a semana em que avaliei a versão X 1.3 automática, a média combinada entre trecho urbano e rodoviário foi de 8,2 km/l no etanol, sempre fazendo uso do ar-condicionado, respeitando os limites de velocidade, mas dando umas pisadas mais fortes no pedal do acelerador quando possível. É, portanto, um carro bastante econômico.

No quesito conforto, outra alegria para quem comprar este Toyota, que faz jus à marca com um ótimo acerto de suspensões. O Etios absorve bem as imperfeições do piso sem maltratar os ocupantes e sua carroceria demonstra firmeza satisfatória em curvas. A segurança é reforçada pelos controles de tração e estabilidade, itens de série desde a configuração de entrada. Graças a esses dois recursos, há também o assistente de partida em rampa, que mantém o carro parado por alguns segundos após o condutor tirar o pé do freio em uma subida, por exemplo.

LEIA MAIS: Toyota Corolla GLi: 5 motivos para amar e 11 para odiar

O espaço interno do Etios é generoso. Com 2,46 metros de entre-eixos, ele acomoda bem três adultos no banco de trás, sem deixar as pernas ou a cabeça espremidas. O duto central quase plano favorece quem viaja no meio e há cinto de segurança de três pontos e encosto de cabeça para todos. O porta-malas, contudo, poderia ser um pouco maior; tem volume de apenas 270 litros.

Mas e os pontos negativos do Etios? Tá curioso, né? Eles estão relacionados a nível de acabamento e detalhes de design. Este hatch, mesmo com várias melhorias de aparência desde o seu lançamento em 2012, ainda não convence muito no estilo. Por dentro, outro ponto de discórdia é o quadro de instrumentos digital posicionado no centro do painel, uma solução até interessante no início dos anos 2000, mas pouco atrativa nos dias atuais. Vale lembrar que outro carro da marca, o híbrido Toyota Prius , também segue esse padrão.

LEIA MAIS: Viagem, hotel e test-drive: como é um lançamento internacional?

E como pode um carro de mais de R$ 50 mil não vir equipado com sistema de som e, tampouco, oferecê-lo como opcional? Pois é, trata-se de mais um item para a lista de dislikes do Toyota Etios X .

Escreva para coluna De Carona com Leandro no Youtube ou no Instagram.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.