Tamanho do texto

Neste vídeo, falamos sobre a nova geração de um dos carros mais vendidos do Brasil, que será lançada neste ano no país

Ei, você, que está pensando em comprar a nova geração do Toyota Corolla: o modelo será lançado neste ano no Brasil, com preços entre… Achou que já íamos contar? Para saber a nossa estimativa de valores e também o mês em que o novo sedã médio deve começar a ser vendido no país, convidamos a assistir ao vídeo da semana.

LEIA MAIS: Toyota Yaris Sedan: ele é melhor que Honda City e VW Virtus?

Totalmente renovado, o novo Toyota Corolla chegará com tecnologias que reforçarão suas credenciais de veículo confortável, econômico e de desempenho exemplar. A opção de motorização híbrida talvez seja a grande novidade da linha. Ele será equipado com o mesmo conjunto do Prius, porém, flex: propulsor 1.8 a combustão de cerca de 105 cv com etanol e outro elétrico de 72 cv.

Nos EUA, as médias de consumo declaradas para essa nova mecânica do Corolla impressionam: 22,3 km/l na cidade e 21,9 km/l na estrada, de acordo com o instituto Fuel Economy, similar ao nosso Conpet, do Inmetro. Vale lembrar que os híbridos são mais econômicos na cidade, pelo maior tempo de atuação do motor elétrico no ciclo urbano.

LEIA MAIS: Toyota Etios X 1.3 AT: por que mesmo com muitos pontos negativos é ótima compra?

As versões de entrada do novo Corolla vão utilizar um inédito motor 2.0 flex. Com injeção direta de combustível, entregará 170 cv e estará pareado com uma nova transmissão CVT de sete marchas virtuais. Para este conjunto, as médias de consumo anunciadas nos EUA foram de 13 km/l na cidade e 16,8 km/l na estrada, com gasolina. Como comparação, o atual 2.0 de 153 cv faz, com gasolina, 10,6 km/l em trecho urbano e 12,6 km/l no rodoviário.

Novo Toyota Corolla, novas tecnologias

Toyota Corolla da nova geração adianta tecnologias para ver se abre mais ainda do Civic nas vendas
Divulgação
Toyota Corolla da nova geração adianta tecnologias para ver se abre mais ainda do Civic nas vendas

Outro grande destaque da nova geração do Corolla é a plataforma modular TNGA, a mesma do Toyota Prius , que permitiu não só a adoção do motor híbrido, mas também de novos itens de tecnologia. O modelo finalmente trará recursos como head-up display (que projeta informações do quadro de instrumentos no parabrisa), suspensão adaptativa com seis programações pré-determinadas, frenagem automática de emergência, controlador de velocidade adaptativo, detector de ponto cego, alerta de saída de faixa e carregador de celular por indução. Resta saber somente se todos esses recursos serão disponibilizados no Brasil.

LEIA MAIS: Toyota Corolla GLi: 5 motivos para amar e 11 para odiar

Na cabine, nem mesmo o reloginho digital à la Ford Del Rey foi preservado. O painel 100% novo agrada pelo visual moderno e também pelo nível de acabamento. A central multimídia com tela flutuante de oito polegadas e sensível ao toque conta com botões físicos e aparenta ser bem mais intuitiva que a atual.

As medidas do novo Toyota Corolla são praticamente idênticas as do modelo ainda vendido no Brasil. Ele tem um centímetro mais no comprimento (são 4,63 metros), 1 cm extra na largura (1,78 m) e os mesmo 2,70 metros de distância entre-eixos. O porta-malas saltou de 470 para 471 litros. Já o design mudou bastante, com um estilo bem mais moderno em relação ao predecessor, mas ainda nem tão futurista quanto as linhas do rival Honda Civic .

Escreva para coluna De Carona com Leandro no  Youtube ou no  Instagram

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.