Tamanho do texto

Motor 4100 ganha sistema de injeção eletrônica e upgrade mecânico. Veja mais detalhes sobre o intrépido esportivo no vídeo abaixo;

O Opala, se dúvida nenhuma, assim como o Fusca, é um dos carros mais populares já fabricados no Brasil. Não necessariamente em termos de valores, claro, já que o Fusca era um modelo barato e o modelo da Chevrolet atendia a outro nicho social com versões específicas.

LEIA MAIS: Ford Corcel GT: esportivo no estilo nacional

Mas me refiro no sentido de ambos estarem muito enfronhados na cultura popular, seja quando falamos de preparação ou simplesmente algumas versões que fizeram história. No caso do Opala tais versões fizeram muita gente sonhar, entre elas a Diplomata e a SS.

Mas hoje vou falar de Comodoro . Essa versão com acabamento caprichado chegou ao mercado em 1975, logo após a reestilização do modelo. No ano seguinte o meio teto de vinil deu o ar da graça e um toque de charme bastante singular.

LEIA MAIS: Maverick LDO: toque de luxo com motor V8

O Opala sempre foi bastante querido também pelos preparadores, em especial as versões equipadas com motores de seis cilindros em linha, incialmente com 3800 cm³ e depois com 4.100 cm³ de cilindrada. Isso sem falar no lendário 250-S, uma versão mais apimentada de fábrica.

Um Opala mais que especial

Opala Comodoro
Renato Bellote/iG
O Opala sempre foi queridinho dos preparadores, em especial as versões com motor de seis em linha

O exemplar da matéria é um 4100. O motor recebeu um upgrade mecânico que tem sido a preferência de muita gente para se livrar das agruras do carburador. Sem dúvida que é algo contrário ao estilo old school, mas o gerenciamento eletrônico acaba facilitando o acerto da usina de força.

LEIA MAIS: Puma AMV: o último esportivo com motor 4.1

O motor recebeu um sistema de injeção eletrônica da Fueltech com destaque para os ITBs, sigla que abrevia Individual Throttle Bodies, ou em português claro os corpos de borboleta individuais. São seis para alimentar todas as “bocas” do Opala com precisão e entregar aproximadamente 250 cv.

Guiar o modelo da Chevrolet se tornou ainda mais divertido, com destaque também para os amortecedores da Bilstein e freios a disco nas quatro rodas. Dá para dizer que o veterano Opala garante assim força de sobra com tecnologia atual, mas sem perder a essência do ronco único do escapamento 6x2. Até a semana que vem!