Tamanho do texto

A Volkswagen confirmou no Salão de São Paulo a produção dos novos esportivos, mas os fãs ainda sonham com o Gol

Com ponteira de escapamento dupla, rodas de 18” e o motor do Golf 1.4, Polo e Virtus GTS levam a áurea do VW Gol GTS
Divulgação
Com ponteira de escapamento dupla, rodas de 18” e o motor do Golf 1.4, Polo e Virtus GTS levam a áurea do VW Gol GTS

Foi uma das melhores notícias do Salão de São Paulo em sua 30ª edição. A Volkswagen confirmou que a linha de esportivos GTS voltará ao mercado em breve com a produção do Polo GTS e do Virtus GTS. Dois carros-conceito estão expostos no São Paulo Expo para confirmar que a Volks está decidida a entrar no nicho de carros esportivos, como fazia com o VW Gol GTS no final dos anos 80. “O público pediu e a Volkswagen fez”, afirmou Pablo Di Si, presidente da VW América Latina, falando como um político à caça de votos.

LEIA MAIS: Volkswagen responde ao Ford EcoSport 16 anos depois

Com o sucesso do VW Gol GTS até nos dias de hoje, a Volkswagen aguarda o momento certo para o lançamento
Divulgação
Com o sucesso do VW Gol GTS até nos dias de hoje, a Volkswagen aguarda o momento certo para o lançamento

Não se trata de um movimento aleatório da Volkswagen. Depois de muitos anos tapeando o público com versões “esportivadas”, as montadoras perceberam que os consumidores não se satisfazem apenas com retoques visuais – é preciso ter também a dirigibilidade, a pegada dos verdadeiros esportivos, como se tinha no VW Gol GTS . Por isso, na trilha da Renault com o Sandero R.S. e da Honda com o Civic Si, a GM mostrou o Chevrolet Cruze SS e a VW apresentou a dupla Polo GTS/Virtus GTS. Segundo o fabricante, as versões GTS serão equipadas com o motor 250 TSI (turbo com injeção direta), 1.4 de 150 cv de potência e 250 Nm de torque (ou 25,5 kgfm). O câmbio será automático de seis marchas com conversor de torque.

VW Gol GTS

VW Gol GTS: Ícone do mercado de esportivos nacionais, que conquistou entusiastas nos anos 80 e 90
Divulgação
VW Gol GTS: Ícone do mercado de esportivos nacionais, que conquistou entusiastas nos anos 80 e 90

Mas como promessa pouca é bobagem, não custa nada sonhar também com a volta do Gol GTS. No próprio Salão, a Volkswagen decidiu expor um exemplar o Gol GTi lançado em 1988. Esse carro foi revolucionário para a época, pois tinha injeção eletrônica de combustível e usava o motor 2.0 do Santana, um modelo muito maior. Hoje não existe a mínima possibilidade de o Gol GTI (a letra “i” passou a ser maiúscula nos anos 1990) voltar ao mercado, pois os parâmetros de GTI para a Volkswagen se elevaram demais. E, num mundo globalizado, já não se permitem concessões para a filial de um determinado país “brincar” com essas letras.

LEIA MAIS: Arrizo 5 mostra que a Caoa Chery quer ser top 10 no Brasil

Espalhafatoso, o Gol GT conceito mostrado em 2016 foi o primeiro passo para os novos lembrarem o VW Gol GTS
Divulgação
Espalhafatoso, o Gol GT conceito mostrado em 2016 foi o primeiro passo para os novos lembrarem o VW Gol GTS

Porém, um Gol GTS é possível e até provável. Para quem não sabe, a história dos esportivos da linha Gol começou com o GTS. E no Salão de São Paulo de 2016 a própria Volks mostrou o conceito de um Gol GT, mas ele era bem espalhafatoso. Como o motor 1.4 é compacto e não tem uma potência exagerada, ele caberia muito bem num futuro Gol GTS. Talvez valha a pena apostar que esse carro surgirá em 2020 ou 2021, na nova geração do Gol.

Polo e Virtus GTS

Grade em colmeia com a sigla “GTS” no lado direito e uma linha vermelha na parte frontal. Lembra o VW Gol GTS
Divulgação
Grade em colmeia com a sigla “GTS” no lado direito e uma linha vermelha na parte frontal. Lembra o VW Gol GTS

Por enquanto, os fãs da marca podem apreciar o Polo e o Virtus GTS. Os carros ficaram muito bonitos, com aquela esportividade discreta, mas representativa, que caracteriza a linha Volkswagen. Os dois conceitos foram pintados de cinza platina, trazem faróis de LED com uma faixa vermelha na grade tipo colmeia e o logotipo “GTS” aplicado do lado direito. Os designers utilizaram tom preto nas soleiras, retrovisores e para-choques.

O Virtus GTS é a variante sedã do
Divulgação
O Virtus GTS é a variante sedã do "novo VW Gol GTS"

As rodas são diamantadas de 18” com pneus 215/40. A parte traseira do Polo GTS traz um defletor preto brilhante na tampa do porta-malas, semelhante ao utilizado no Volkswagen Arteon R. No Virtus GTS o defletor também é preto, mas fica sobre a tampa do porta-malas.

LEIA MAIS: Toyota vence Honda na disputa de longo prazo

No Polo GTS Concept a saída de escapamento é dupla. Em ambos, as luzes são de LED e as lanternas, escurecidas. Por dentro, o teto, os bancos, as laterais de porta e o painel também são escurecidos. O volante é exclusivo, com acabamento em couro e costuras vermelhas, completado pela sigla “GTS” na base. O vermelho se repete nas molduras da saída de ar e da base da alavanca de câmbio, bem como nos tapetes e nos bancos. De fato se trata do  VW Gol GTS dos dias de hoje.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.