Tamanho do texto

Sedã compacto da fabricante obteve 46% dos votos em votação que reuniu 56 jornalistas especializados de 12 países

Volkswagen Virtus: eleito o melhor carro da América Latina em 2018 com 46% dos votos dos jornalistas
Divulgação
Volkswagen Virtus: eleito o melhor carro da América Latina em 2018 com 46% dos votos dos jornalistas

Como um Julio César dos carros, o Virtus veio, viu e venceu. Lançado pela Volkswagen para ser uma opção às versões de entrada dos sedãs médios, o Virtus agradou o consumidor e conseguiu roubar vendas até do Toyota Corolla. Por causa desse desempenho e de suas qualidades construtivas e dinâmicas, o VW Virtus foi eleito o melhor carro da América Latina por um júri formado por 56 jornalistas especializados de 12 países.

LEIA MAIS: Polo e Virtus GTS abrem caminho para a volta do VW Gol GTS

O Prêmio Americar (Associação América Latina da Imprensa de Carros) reúne especialistas do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Panamá, Paraguai, Peru, México e Uruguai. O Virtus obteve 46% dos votos, coroando um ano de sucesso.

O carro começou a ser emplacado em janeiro, com 86 unidades. Sua estreia no mercado aconteceu em fevereiro, quando obteve 1.455 licenciamentos. O primeiro mês cheio de vendas do Virtus foi em março, quando já mostrou seu verdadeiro potencial, ao emplacar 3.058 unidades.

A partir daí o Virtus só cresceu e passou a liderar a categoria de sedãs compactos. Seu melhor mês foi agosto, com 4.649 emplacamentos. No final da terceira semana de novembro, o Virtus acumulava 35.428 vendas.

LEIA MAIS: Volkswagen Virtus: 5 coisas que não te contaram sobre o modelo

Presidente da Volkswagen e CEO na região da América do Sul e Brasil, Pablo Di Si, recebe o prêmio do VW Virtus
Divulgação
Presidente da Volkswagen e CEO na região da América do Sul e Brasil, Pablo Di Si, recebe o prêmio do VW Virtus

Recentemente, a Volkswagen lançou a quarta versão do carro, dotando-o de câmbio automático de seis marchas com motor 1.6 MSI (aspirado) por R$ 66.525. A configuração com câmbio manual de cinco marchas é a mais barata e custa R$ 61.390. O Virtus tem ainda duas versões 200 TSI (1.0 turbo), ambas com transmissão automática: Comfortline (R$ 74.680) e Highline (R$ 79.990). Para 2019, a Volks já confirmou a chegada da versão esportiva GTS, com motor 1.4 turbo.

Para conquistar o título de melhor carro da América Latina, o Virtus passou por três fases de votação. Este é o segundo título consecutivo da Volkswagen, pois em 2018 o campeão foi o Polo (irmão do Virtus, que usa a mesma plataforma modular MQB, porém é hatch e tem entre-eixos um pouco menor). Em 2017, o campeão foi o sedã Ford Focus. O prêmio referente à conquista do Virtus foi entregue durante o Salão de São Paulo para o presidente da Volkswagen, Pablo Di Si.

Outros campeões além do VW Virtus

Nova versão: agora também com câmbio automático na motorização 1.6, o Virtus passa a ter quatro configurações
Sergio Quintanilha
Nova versão: agora também com câmbio automático na motorização 1.6, o Virtus passa a ter quatro configurações

Além do Virtus, a Americar premiou também os destaques em algumas categorias. Os vencedores foram os seguintes: Ford Mustang (melhor importado, com 62% dos votos), Jeep Compass (melhor SUV com 60%), Volkswagen Amarok (melhor picape com 45%) e Citroën C4 Cactus (melhor design com 46%).

LEIA MAIS: Volkswagen Virtus 1.6 MSI surge como opção mais em conta do sedã. Veja vídeo

O artista plástico Dejair Salvador foi o criador do Troféu Americar que premiou o VW Virtus . Segundo o Comitê Organizador do Prêmio Americar, formado pelos jornalistas Cezar Bresolin (Brasil), Paulo Cruz (Brasil) e Sérgio Oliveira (México), o que diferencia essa premiação é que ela representa uma região com mais de 500 milhões de habitantes e que tem um mercado anual de quase 6 milhões de veículos. Outro detalhe importante: o Prêmio Americar não aceita qualquer tipo de ajuda financeira ou patrocínio por parte das montadoras. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.