Tamanho do texto

Cupê esportivo desembarca no Brasil com desempenho de tirar o fôlego e motor de 450 cv. Saiba como o carro de R$ 556.990 se saiu na pista

undefined
Divulgação
Audi RS5 vem com motor 2.9 biturbo, que leva o cupê esportivo de 0 a 100 km/h em apenas 3,9 segundos, diz a marca

Ainda me recuperava da sapatada que havia sido a minha volta na RS4 Avant. Deixando os confortáveis bancos concha com apoios para os ombros, dei uma última olhada para a perua enquanto removia o capacete e a balaclava. De fato, um modelo que deixaria saudades por seu equilíbrio absurdo na pista, mesmo com a forte chuva que castigava a pista do Autódromo Velo Città, no interior de São Paulo. Ainda tinha direito a mais duas voltas, dessa vez com o Audi RS5 Coupé que leva o mesmo conjunto mecânico.

LEIA MAIS: Audi RS4 Avant: foguete para a família. Veja as primeiras impressões

O pé d’água aperta e a equipe da Audi é obrigada a interromper a pista momentaneamente. Como de costume, a névoa acima da famosa “curva da mata” desce para o asfalto, dificultando ainda mais a visão. Isso mostrou que a volta à bordo do Audi RS5 Coupé seria desafiadora, não apenas pela baixa aderência do piso molhado, mas também pela visibilidade limitada.

Como você já deve ter visto no YouTube, o traçado do Velo Città é muito técnico, com poucas retas e diversos pontos de aclive e descidas. Mesmo assim, é uma das pistas mais seguras da América Latina, ostentando a homologação oficial da Federação Internacional de Automobilismo. Nada melhor que um carro com tração integral para enfrentar este desafio aquático.

A RS4 Avant havia se mostrado muito equilibrada com o motor 2.9 V6 de 450 cv de potência e 60 kgfm de torque, mas o grande destaque foi a tração Quattro que corrigiu a maior parte dos meus erros. Com entre-eixos mais curto que a longa perua, tinha grandes expectativas no RS5 Coupé, o primeiro modelo renovado da família que também contará com o modelo Sportback no futuro.

LEIA MAIS: Audi TT RS:  laranja mecânica. Como o pequeno cupê se sai no dia a dia

Na dupla A5 e S5, este motor é divulgado com 3 litros, mas a Audi decidiu reduzir o ciclo para melhorar a mistura de combustível dentro do pistão. Isso acontece com o auxílio de dois turbos que elevam a potência para níveis acima do 4.2 V8 da geração passada. A grande vantagem entre os dois é que o V8 precisava girar até 8 mil rpm para entregar toda sua potência, enquanto o V6 desenvolve a força máxima entre 5.700 rpm e 6.700 rpm.

 Dançando na chuva com o Audi RS5

undefined
Divulgação
Audi RS5 vem com volante de base achatada, revestido de Alcantara e sofisticação de sobra no interior

A chuva finalmente dá uma trégua e a pista é liberada, ainda que o asfalto continue encharcado. Na saída dos boxes, uma exclamação sopra das quatro saídas de escape, mostrando que este RS5 é bem mais barulhento que a RS4. Faz sentido, uma vez que a perua ainda mantém uma proposta familiar. Por alguns segundos, me senti no antigo 4.2 V8.

A força é transmitida às quatro rodas através de um câmbio automático ZF de oito velocidades. O sistema Quattro entrega 60% do torque para as rodas traseiras, mas pode transferir 85% de sua força para as rodas dianteiras se o RS5 escorregar.

O diferencial traseiro com acerto esportivo também pode variar a entrega de torque entre as rodas para garantir tracionamento máximo. Da mesma forma, todas as rodas podem ser freadas para melhorar a agilidade em curvas.

LEIA MAIS: Primeiro SUV elétrico da Audi está pronto para ganhar as ruas

Apesar dos freios em carbono-cerâmica que surgem como opcional, dei preferência por reduções nas aletas atrás do volante para conter o indomável esportivo das quatro argolas. Vale lembrar que outros colegas já haviam dirigido este RS5 antes de mim, e a preocupação com o resfriamento dos freios era constante.

Todo respeito à bela RS4 Avant, mas este cupê realmente conquistou meu coração. O equilíbrio assegurado pelo curto entre-eixos de 2,7 metros faz o RS5 contornar as curvas sem muita transferência de peso. A cada retomada, o V6 rosna com violência; nas freadas bruscas para contornar as curvas fechadas, estalos graves no escape. É como se uma banda de metal progressivo estivesse tocando no cofre do motor.

LEIA MAIS: Audi terá 18 lançamentos em 2019, incluindo a nova geração do A3

Antes de iniciar a volta de resfriamento, pude “sentar o chinelo” na reta principal do Velo Città logo na saída da última curva. A marca divulga que o cupê acelera de 0 a 100 km/h em míseros 3,9 segundos, com velocidade máxima na casa dos 280 km/h. O Audi RS5 Coupé provou que é um verdadeiro foguete, não tão familiar quanto a RS4 Avant. Até lá a chegada do modelo Sportback, este RS5 Coupé ficará na memória.

Ficha técnica  
Preço: R$ 556.990 
Motor: 2.9, turbo, gasolina  
Potência: 450 cv a 5.700 rpm  
Torque: 61,2 kgfm a 1.900  
Transmissão: automática, oito marchas 
Suspensão: Double Wishbone (dianteira), multibraço (traseira)  
Freios: discos ventilados (dianteira), sólidos (traseira)  
Porta-malas: 465 litros  
Tanque: 58 litros  
Consumo: 7 km/l (cidade), 9,2 km/l (estrada)  
0 a 100 km/h: 3,9 segundos  
Vel. Máx: 280 km/h