Tamanho do texto

Utilitário de R$ 265.990 aposta na modernidade e segurança para conquistar clientes que sujam seus calçados de lama. Veja as primeiras impressões

Mitsubishi Pajero Sport
Cauê Lira/iG Carros
O novo Mitsubishi Pajero Sport mostra que topa qualquer desafio, seja ele na cidade ou no interior

Quando criança, gostava de tirar os carrinhos do meu autorama dos trilhos da pista para colocá-los na terra - o pavor de qualquer pai que desembolsou uma fortuna por um desses nos anos 90. É natural, ainda mais nos dias conectados de hoje, que busquemos refúgio na natureza como uma escapatória da ansiedade e correria da vida urbana no asfalto. Se você, assim como eu, conta os dias para um final de semana no sítio, o Mitsubishi Pajero Sport pode ser o modelo certo.

LEIA MAIS: Entramos na lama com o novo Jeep Wrangler, que chega em breve ao Brasil

Espaçoso e versátil, o SUV importado da Tailândia foi moldado em barro para famílias grandes. No Brasil, terá que bater de frente com dois veteranos de público muito engajado: Toyota SW4 e Chevrolet Trailblazer. Até o momento, o modelo japonês é o destaque nacional, com 3.254 unidades vendidas em três meses. O Trailblazer, por sua vez, vende três vezes menos. Em um segmento de tantos contrastes, onde o Mitsubishi Pajero Sport terá que atuar?

Antes de tudo, seu visual causou muita polêmica durante o Salão do Automóvel 2018. Não por conta da frente, que possui linhas harmoniosas e modernas, mas sim pela traseira com lanternas verticais e um parachoque pouco protuberante. Um amigo chegou a apontar, dizendo que o Pajero Sport parecia um híbrido Toyota Prius.

LEIA MAIS: JAC T80: andamos no primeiro SUV premium da marca chinesa

Exageros à parte, o modelo da Mit foi responsável pelo primeiro passo da categoria nos caminhos da modernização. Neste momento, ela caminha bem à frente das rivais. Ainda que a Pajero não tenha fechamento automático do porta-malas - que aparece na versão Diamond da SW4 - conta com controle de cruzeiro adaptativo para a estrada.

Além disso, a terceira fileira de bancos pode ser perfeitamente escondida abaixo do assoalho para liberar um bom porta-malas de 971 litros. No caso da SW4, os bancos ficam dobrados na lateral, roubando muito do espaço para bagagem.

Em todos os modelos, a terceira fileira de bancos serve apenas para crianças pequenas. Quando, eventualmente, um adulto for de “Zéquinha” por lá, terá os seus meniscos esmagados. De qualquer forma, o conforto estará garantido na Pajero Sport, uma vez que conta com saídas de ar com seletor de intensidade para os ocupantes do banco traseiro.

Os bancos do Pajero Sport são muito confortáveis, com regulagens elétricas de encosto e assento. Entretanto, fica devendo ajuste de lombar para o motorista e regulagens elétricas para o passageiro. Por R$ 265.990, é uma ausência difícil de entender.

Moldado em barro

Mitsubishi Pajero Sport interior
Sergio Chvaicer
Montado com bons materiais, o painel do Mitsubishi Pajero Sport passa mais impressão de requinte que os rivais

Para o nosso trajeto, a Mitsubishi preparou um roteiro de Mogi Guaçu, no interior de SP, até Poços de Caldas (MG). Asfalto? Nada disso. A maior parte do roteiro foi no off-road, onde pudemos comprovar a eficácia do motor 2.5 turbodiesel de 190 cv e 43,9 kgfm de torque.
É o mesmo propulsor da L200 Triton Sport, porém, acoplado ao câmbio automático Invecs, de oito marchas. De acordo com a Mitsubishi, este arranjo foi composto para entregar alto torque em baixas rotações, sem abrir mão da economia de combustível. O bloco é feito de alumínio, mais leve e eficiente.

LEIA MAIS: Troller T4: utilitário vai bem na terra e na água

O Pajero Sport é valente e perseverante, com disposição para enfrentar o desafio no fora de estrada. Há um bom seletor de quatro modos de condução, sendo que os dois últimos disponibilizam até cinco opções de terreno. O modo 4x2 deve ser utilizado em vias públicas para suavizar o desempenho do SUV. De fato, o Pajero Sport se comporta de forma plena no asfalto, evitando batidas secas na suspensão.

O modo 4x4 foi concebido para estradas irregulares, ou até mesmo serras e asfalto molhado. Neste caso, a tração é alternada entre os eixos. Para superfícies de baixa aderência, há o modo 4x4 com bloqueio do diferencial central. Isso desbloqueia outras quatro ramificações que podem ser escolhidas, dependendo do terreno: cascalho, neve, lama e areia. O último modo, 4x4 com marcha reduzida, libera a ramificação para enfrentar pedras e subidas íngremes.

O Mitsubishi Pajero Sport   (R$ 265.990) elevou o que se espera de um utilitário dessa categoria. Sendo um modelo mais moderno que o SW4 Diamond (R$ 270.374), vale a pena apostar no novo SUV da marca do diamante. Ao menos enquanto as rivais não se reinventarem. Confira o vídeo abaixo.


Ficha técnica
Motor: 2.4, turbodiesel
Potência: 190 cv a 3.500 rpm
Torque: 43,9 kgfm a 2.500 rpm
Transmissão: automático, oito velocidades
Suspensão: Independente (dianteira), eixo rígido (traseira)
Freios: discos ventilados (dianteira e traseira)
Pneus: 265/60 R18
Porta-malas: 502 litros (5 lugares),  115 litros (7 lugares)
0 a 100 km/h: 10,5 segundos
Vel. Máx: 190 km/h
Consumo: 9,8 km/l na cidade e 11 km/l na estrada