Novo Chery Tiggo 7 Pro é uma evolução da espécie e aposta tanto na oferta de equipamentos, quanto em preço
Guilherme Menezes/ iG Carros
Novo Chery Tiggo 7 Pro é uma evolução da espécie e aposta tanto na oferta de equipamentos, quanto em preço

O novo Chery Tiggo 7 Pro é lançado hoje (16) para substituir o antecessor Tiggo 7 convencional. Com visual renovado, a novidade traz, também, novo conjunto de motor e câmbio, suspensão, equipamentos internos de acabamento e conectividade.

Além disso, o Caoa Chery Tiggo 7 Pro ganhou maiores dimensões de carroceria, para melhor acomodar bagagens e ocupantes. Segundo a fabricante no evento de lançamento, seu preço de estreia será de R$ 179.990, e deverá sofrer alterações na virada do ano.

Seu visual foi outra novidade que chega com a versão Pro. Sua grade dianteira conta com desenhos tridimensionais, faróis full LED , rodas de 18 polegadas, lanternas integradas e duas saídas de escapamento funcionais.

O Chery Tiggo 7 PRO também cresceu e passa a contar com mais conforto e espaço interno. São 4.500 mm de comprimento, 1.842 mm de largura e 1.705 mm de altura, além de um entre-eixos de 2.670 mm.

O porta-malas também ganhou mais espaço e passa a ter capacidade para 475 litros. Além disso, vem com abertura por sensor de presença, sistema antiesmagamento e regulagem de altura de acordo com a preferência do usuário.

O interior conta com luz ambiente em LED com sete opções de cores. O console central elevado é integrado ao comando sensível ao toque do ar condicionado, que é dual zone, além de oferecer saídas de ar traseiras.

Entre os itens de conforto e conveniência disponibilizados de série, destacam-se ainda: o teto solar panorâmico basculante com opção de abertura da parte frontal; o banco do passageiro elétrico com quatro opções de ajuste, além das seis possibilidades de ajuste do banco do motorista, inclusive da região lombar; e o Comando de Climatização à Distância (CCD).

Há ainda carregador de celular wireless de carregamento rápido 15W, com função de alerta em caso de esquecimento do objeto dento do veículo, chave presencial com botão de partida, volante multifuncional, além de retrovisores com ajuste elétrico, rebatimento automático e desembaçador.

Impressões

Chery Tiggo 7 Pro vem com interior moderno e com central multimídia cuja interface está no mesmo nível nos principais rivais
Divulgação
Chery Tiggo 7 Pro vem com interior moderno e com central multimídia cuja interface está no mesmo nível nos principais rivais

Para quem já teve a oportunidade de guiar o modelo anterior, como nós do iG Carros, destacamos melhorias bem significativas em relação ao Tiggo 7 anterior. O câmbio continua relativamente conservador nas trocas de marchas e na velocidade com que ajusta as rotações do motor, mas já é possível observar que o time de engenharia deu uma boa refinada nesse aspecto.

Leia Também

Leia Também

Sobretudo, as maiores evoluções do novo SUV são evidentes na calibração da suspensão, na definição de imagem da central multimídia, na chegada do cluster digital multifuncional e no motor, que trocou o 1.5t de 150 cv e 21,4 kgfm para o 1.6t de 187 cv e 28 kgfm.

Comentando um pouco mais sobre esses quesitos, a suspensão se mantém mais macia, mas agora notamos muito mais estabilidade da carroceria, principalmente nas estradas.

As interfaces do SUV da marca chinesa agora estão à altura dos rivais que se destacam pelos recursos digitais, tanto no quesito quantidade de recursos, quanto usabilidade e qualidade de imagem. Além disso, agora podemos dizer que o motor é instigante tal como todos os carros turbo devem ser. A linearidade durante as acelerações comprova o seu funcionamento eficiente.

O porém o motor do Caoa Chery Tiggo 7 Pro  mostrou funcionamento ligeiramente ruidoso, e por deixar passar vibração para a carroceria, especialmente acima dos 3.500 rpm. Poderia ser que um outro tipo de coxim resolvesse isso, ou eixos balanceadores. Outro aspecto é o fato de só aceitar gasolina no tanque.

Ainda assim, nota-se um bom estudo de engenharia e diversão ao volante, com seus 8,09 segundos de 0 a 100 km/h. A CAOA Chery não revelou os seus números de consumo oficiais, mas em nossos testes, o computador de bordo indicava cerca de 10,5 km/l na cidade e 12 km/l na estrada. O Tiggo 8, que tem o mesmo trem de força, faz 9,8 km/l (cidade) e 12 km/l (estrada), segundo o Inmetro.

Tem injeção direta, quatro cilindros, duplo comando de válvulas, com duplo variador de fase (DVVT), tanto na admissão, quanto no escape, além de ser equipado com intercooler . Ele atua em conjunto com uma transmissão de dupla embreagem com 7 marchas. A manopla é do tipo joystick, com opção de trocas manuais.

Os engenheiros brasileiros também levaram em conta a segurança ao enquadrar o SUV para o mercado nacional. Conta com controle de tração digital, seis airbags, frenagem de emergência, alerta de colisão frontal e traseiro, controle de estabilidade, freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, freio de estacionamento eletrônico, Auto Hold e assistência de saída em ladeiras.

O Caoa Chery Tiggo 7 Pro estreia a cor Midnight Blue (metalizada). Ele também será comercializado nos tons Branco Perolizado, Preto Metálico, Prata Metálico e Cinza Metálico. A garantia é de três anos para o veículo completo e cinco anos para motor e câmbio.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários