Tamanho do texto

Acertos dinâmicos da Husqvarna são a maior novidade. A estrutura de fibra de carbono agora é mais rígida, a suspensão foi recalibrada e o peso aliviado

Husqvarna FS 450: Repleta de vitórias em sua história motociclística, marca sueca aplicou engenharia fina à novidade
Divulgação
Husqvarna FS 450: Repleta de vitórias em sua história motociclística, marca sueca aplicou engenharia fina à novidade

A Husqvarna revela a variante de corridas da FS 450, motocicleta projetada para “dominar os circuitos, com design ergonômico e distinto”, como afirma a fabricante sueca. Baseada na versão convencional da 450, sua estrutura em fibra de carbono agora é mais rígida, a suspensão foi recalibrada e o peso aliviado, para suportar maiores estresses durante a condução e se aprimorar dinamicamente.

LEIA MAIS: Mais adrenalina na segunda geração da extravagante KTM 390 Duke

Além disso, o motor monocilíndrico, de 4 tempos, dessa variante da Husqvarna recebeu uma alteração no pistão, para desenvolver as rotações mais suavemente. Mesmo que ainda tenha 63cv, espera-se a melhor relação peso-potência e a entrega mais eficiente da força do motor são o suficientes para que a sua agilidade seja consideravelmente superior à convencional. Existe também o controle de tração desenvolvido para as pistas de supermotard, bem como embreagem deslizante da marca Magura.

LEIA MAIS: Yamaha Factor 150, um pouco mais de potência. Confira a avaliação

Sua dirigibilidade consiste em bastante movimentação com o corpo, estratégia que mais se alinha com a dinâmica da moto
Divulgação
Sua dirigibilidade consiste em bastante movimentação com o corpo, estratégia que mais se alinha com a dinâmica da moto

Por último, mas não menos importante, suas rodas são novas, desenvolvidas pela italiana Alpina Raggi. Entretanto, apesar do visual aprimorado, os engenheiros pensaram exclusivamente no desempenho, em conjunto com as melhorias estruturais e da suspensão. Enquanto a roda dianteira tem 16,5 polegadas, a traseira conta com 17 polegadas.

LEIA MAIS: Na lama, mas feliz com a aventureira Yamaha TT-R 230

Isso é reflexo de um acerto chamado “Rake”, que é quando a dianteira é levemente mais baixa que a traseira. A finalidade? Juntamente aos pneus do tipo Slick, aumentar a capacidade de entrada em curvas e a velocidade de contorno em curvas de alta velocidade. Os preços ainda não foram revelados, mas ela está confirmada para ser lançada em setembro.

LEIA MAIS: A BMW G 310 GS está pronta para a aventura, repleta de off-road e pancada

"Prima" austríaca das trilhas

Mesmo com a rica história da Husqvarna nas competições, há quem não abra mão das
Divulgação
Mesmo com a rica história da Husqvarna nas competições, há quem não abra mão das "laranjonas" da KTM

A KTM, famosa marca austríaca de motos e carros protótipos, apresenta suas novidades, como suas street e off-road. O seu modelo mais vendido, a Duke, é uma street de estilo urbano que é apresentada em duas versões: a 200 Duke e a 390 Duke ABS. Entretanto, as principais rivais de competição são as KTM de competição de enduro, representadas pelas 300 EXC, de 2 tempos, até as 350 EXC-F e 250 EXC-F, de quatro tempos.

LEIA MAIS: De mala e cuia com a Kawasaki Versys-X 300 Tourer, versatil na terra e fora dela

Enquanto a sueca abre vantagem com a boa aderência, a austríaca se foca mais no deslisar, nas saídas de curvas
Divulgação
Enquanto a sueca abre vantagem com a boa aderência, a austríaca se foca mais no deslisar, nas saídas de curvas

Entre os maiores aprimoramentos das novas KTM EXC-F, destacam-se: um novo amortecedor traseiro WP PDS, com novo pistão interno, e um banco modificado, com capa em material anti-deslizante e gomos transversais. Isso porque, tal como a Husqvarna , a marca procura facilitar a vida do condutor e o desempenho das motocicletas, enquanto homem e máquina dão o melhor de si.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.