Tamanho do texto

Trata-se do primeiro modelo do gênero da marca, que antecipa outras em seu segmento. Fabricante também acaba de iniciar a pré-venda da novidade

Harley-Davidson LiveWire: a primeira moto elétrica da marca, que inicia pré-venda no CES 2019
Gabriel Marazzi
Harley-Davidson LiveWire: a primeira moto elétrica da marca, que inicia pré-venda no CES 2019

A Harley-Davidson apresenta durante a Consumer Electronics Show (CES 2019), em Las Vegas (EUA), a sua próxima geração de motocicletas. Entre os conceitos revelados na feira, marca americana mostrou a nova LiveWire , a primeira moto elétrica da fabricante que começa a ser vendida por lá em agosto, ao custo equivalente a R$ 108 mil. Mas quem quiser já pode adquirir a sua na pré-venda pelo site oficial da marca.

LEIA MAIS: Harley-Davidson antecipa a sua linha 2019

Será que a motocicleta elétrica do CES 2019 poderá vir ao Brasil? O certo é que chamará bastante atenção no evento
Divulgação
Será que a motocicleta elétrica do CES 2019 poderá vir ao Brasil? O certo é que chamará bastante atenção no evento

O novo modelo com design futurista no CES 2019 não é só parte da estratégia da Harley-Davidson de renovar seus negócios nos EUA até 2027, mas também de estabelecer a marca como líder na eletrificação do transporte em duas rodas. Pelo que o Gabriel Marazzi, nosso colunista da Cultura da Motocicleta, pode apurar em sua  viagem dos 115 anos da marca , em Milwaukee, outras motocicletas elétricas deverão chegar logo em seguida.

Segundo a Harley, entre as suas características estão uma aceleração de 0 a 100 km/h em menos de 3,5 segundos com torque instantâneo fornecido pelo motor elétrico H-D Revelation. O propulsor elétrico não faz uso de embreagem, nem troca de marchas. Simplificando a condução para novos pilotos.

LEIA MAIS: Uma Harley-Davidson Fat Boy renovada

Equipamentos da novidade da Harley no CES 2019

A LiveWire traz equipamentos das Harley-Davidson de nova geração, como quadro do chassi exposto e design futurista
Divulgação
A LiveWire traz equipamentos das Harley-Davidson de nova geração, como quadro do chassi exposto e design futurista

Outra novidade são as frenagens regenerativas de energia, que adicionam carga à bateria. Função eficiente para trafegar em perímetro urbano. A autonomia é de cerca de 180 quilômetros na cidade. Além disso, a LiveWire também traz de fábrica o recurso H-D Connect, que conecta motociclistas com suas motos por meio de celulares e uma unidade telemática, além de serviços na nuvem pelo software da fabricante. O sistema informa ao piloto dados coletados e transferidos para o aplicativo, tais como: status da carga de bateria, autonomia disponível, locais onde há estações de recarga para a bateria, alerta de violação e localização do veículo, notificações de atendimento e lembretes de revisões.

LEIA MAIS: Era uma vez no México. Com a linha Touring de 2019 da Harley-Davidson

Já o seu motor está localizado na parte inferior da motocicleta para baixar o centro de gravidade, ajudando na agilidade da moto em todas as velocidades e tornando mais fácil o controle quando parada. A LiveWire conta ainda com controle eletrônico de chassi, freios ABS e controle de tração, equipamentos para auxiliar na segurança.

LEIA MAIS: Confira um pouco sobre o lado negro da Harley-Davidson Road King Special

Para não deixar a desejar no quesito ronco, o motor promete, segundo a fabricante “um novo som característico da Harley-Davidson ao acelerar e ganhar velocidade. Este novo som futurístico representa o poder elétrico da moto Livewire.” Ainda não se sabe como é esse som da novidade do CES 2019 , mas espera-se que logo menos lancem mais informações a respeito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas