Tamanho do texto

Além de mais potente, também é a mais cara de sua categoria. Para levar seus 215 cv para casa, os europeus precisam de o equivalente a R$ 192.420

Ducato vermelha arrow-options
Divulgação
MV Agusta Brutale 1000 Serie Oro é a Naked Streetfighter mais potente e cara do mundo

A MV Agusta acaba de revelar a Brutale 1000 Serie Oro, edição especial limitada a 300 unidades. Recém saída da linha de produção, não só é a streetfighter mais poderosa do mercado, como também foi eleita a moto mais bonita do Salão de Milão de 2018, sem falar dos inúmeros equipamentos de últma geração e aerodinâmica refinada. Por € 42.990 cobrados na Europa, seu preço seria mais que os R$ 192.420 da conversão direta, caso uma ou outra unidade venham ao Brasil.

LEIA MAIS: Segredo! Nova Ducati que vai concorrer com a Honda CB 1000R já está em testes

Com peso seco de apenas 184 kg, a nova MV Agusta é equipada com um motor quatro cilindros de 998 cc, que desenvolve 215 cv e 11,7 kgfm. Com isso e com o câmbio de seis marchas com a transmissão bidirecional quickshifter (que permite trocas de marcha rápidas e com pouco movimento), é capaz de acelerar até 100 km/h em 3 segundos e ultrapassar os 300 km/h.

Para gerenciar toda essa agressividade, traz um acelerador eletrônico que varia a resposta entre os modos de condução, além de controle de tração, controle de largada, sensores de pressão dos pneus e sistema anti empinamento. Os parâmetros podem ser visualizados em um painel TFT de 5 polegadas.

LEIA MAIS: MV Agusta Brutale 800, a moto do tipo naked que faz jus ao nome

Entre outros equipamentos que asseguram o seu manejo com performance e segurança, estão os freios ABS Brembo Stylema com discos de 320 mm e suspensões Öhlins controladas eletronicamente. Além disso, assim como a rival Ducati Streetfighter V4 que competiu a disputa de Pikes Peak, a Brutale 1000 Serie Oro conta com elementos aerodinâmicos na dianteira, próximos ao radiador, para gerar mais downforce em altas velocidades e gerar mais estabilidade nas frenagens.

Cultura da exclusividade

Vale lembrar que a Brutale Serie Oro é apenas uma entre as diversas MV Agusta de edição limitada. A última, também de 2019, foram as 200 unidades da Brutale 800 RR Dragster America. Com as cores da bandeira dos Estados Unidos, a inspiração vem da histórica MV S America 750, esportiva de quatro cilindros e comando duplo no cabeçote, que produzia 75 cv nos anos 70. Todas foram vendidas por US$ 18.000 (cerca de R$ 72 mil).

LEIA MAIS: Honda CB 1000R Neo Sports Café: aceleramos o modelo com mais de 140 cavalos

A MV Agusta “America” traz o motor tricilíndrico de 798 cc, 12 válvulas, com 140 cv e 9 kgfm. Desse modo, é capaz de superar os 244 km/h. Além disso, estreia atualizações no chassi e novas tecnologias. Entre elas, quatro modos de pilotagem, controle de tração com oito níveis e mudanças de marcha sem apertar a embreagem. Quanto à suspensão, traz amortecedor da Marzocchi com garfo invertido na frente e progressiva atrás. O sistema freios tem discos duplos flutuantes de 320 mm na frente e simples de 220 mm atrás.