Tamanho do texto

Sedã com uma série de novos recursos será uma das novidades do Salão de Genebra (Suíça), entre os dias 7 e 17 de março

VW Passat 2020 é a novidade alemã do Salão de Genebra 2019 que estreia novos sistemas de inteligência artificial
Divulgação
VW Passat 2020 é a novidade alemã do Salão de Genebra 2019 que estreia novos sistemas de inteligência artificial

Depois de mostrar o Jetta GLI para os Estados Unidos — a versão esportiva do sedã — agora foi a vez de a marca alemã revelar o Passat europeu reestilizado. O modelo será apresentado no Salão de Genebra 2019 (Suíça), entre 7 e 17 de março, com pré-venda programada para maio, estreando novos para-choques e grade frontal, lanternas com novo arranjo de luzes, faróis LED Matrix (opcionais) que se adaptam à via e o sistema de direção semi-autônomo, que opera em velocidades de até 210 km/h.

LEIA MAIS: Nova geração do VW Passat americano é apresentada no Salão de Detroit 2019

Outras novidades do VW Passat do Salão de Genebra 2019 são o “Emergency Steering Assist”, que aciona os freios automaticamente em manobras evasivas, e a terceira geração do sistema multimídia “Modular Infotainment Matrix”, que agora permite a integração sem fio do iPhone e pode se conectar com a internet, com o uso de um chip de celular. Além disso, traz funções configuráveis no painel digital, com Apple CarPlay com conexão sem fio, comandos por voz e internet.

Para executivos da VW, a implantação da tecnologia precisa ser "cuidadosa e gradual" para garantir o funcionamento seguro e para que motoristas de diferentes tipos se acostumem. O Passat pode ser classificado como "Nível 2", na escala da condução autônoma que vai até 5. "É um degrau importante para a condução totalmente autônoma", afirmou Martin Hube, porta-voz para produtos médios e grandes da Volkswagen.

LEIA MAIS: Volkswagen Passat: Sedã luxuoso que não deixa de lado o bom desempenho

Mesmo sem divulgar preços e a ficha técnica, a marca alemã destaca que a gama de motores sofreu modificações para se adequar ao padrão de emissões Euro 6d-TEMP, que entra em vigor em setembro deste ano. Na Europa, a pré-venda começa em maio, com vendas em loja e entregas só a partir de setembro.

Novidade nos EUA, fora do Salão de Genebra 2019

Fora do Salão de Genebra 2019, e mesmo sem previsão de chegar ao Brasil, o Jetta GLI pode adiantar uma versão 2.0T
Divulgação
Fora do Salão de Genebra 2019, e mesmo sem previsão de chegar ao Brasil, o Jetta GLI pode adiantar uma versão 2.0T

Sucessor do antigo Jetta 2.0 TSI, conhecido pelo bom desempenho, a nova versão GLI foi revelada no Salão de Chicago (EUA) para o mercado norte-americano e argentino. Para o Brasil, o sedã equipado com o mesmo motor do Golf GTI ainda está confirmado, seja na versão esportiva, ou em uma nova 2.0 TSi.

LEIA MAIS: VW mostra novo teaser de bugue elétrico que estará no Salão de Genebra

Por fora, o Volkswagen Jetta GLI utiliza bastante preto e vermelho no acabamento, da mesma forma que o VW Golf GTI , com os pára-choques que foram redesenhados. Tem um pequeno spoiler no porta-malas e saídas duplas de escapamento redondas, ao invés de usar peças trapezoidais. A “cara” invocada do GLI traz uma grade colmeia preta, faróis de LED de série, rodas de 18 polegadas com design exclusivo e freios do Golf R.

Quando o assunto é desempenho, o GLI traz diferencial blocante nas rodas dianteiras, que ajuda nas curvas, enquanto a traseira recebeu suspensão independente multilink no lugar do eixo de torção usado no modelo 1.4 TSI. Isso ajudará o GLI a apresentar um desempenho mais esportivo. O grande destaque fica por conta do motor 2.0 turbo, de quatro cilindros, o mesmo usado no Golf GTI, com 230 cv e 35,7 kgfm.

Para controlar esta potência, a Volkswagen oferece duas alternativas. Ele pode vir do jeito que os puristas gostam, com câmbio manual de 6 marchas, ou com o DSG de dupla embreagem e 7 marchas (o mesmo da novidade do Salão de Genebra 2019 ), que também adiciona o sistema start-stop para melhorar a economia de combustível.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.