Tamanho do texto

Skoda Kamiq antecipa o visual do SUV que vai brigar com Honda HR-V, Jeep Renegade, Nissan Kicks e companhia. Veja mais detalhes sobre a novidade

Skoda Kamiq antecipa o visual do VW T-Cross brasileiro. Novo SUV derivado do Polo chegará no início de 2019 às lojas
Reprodução/315Che
Skoda Kamiq antecipa o visual do VW T-Cross brasileiro. Novo SUV derivado do Polo chegará no início de 2019 às lojas

A Volkswagen tem uma carta na manga para reconquistar a liderança de mercado no Brasil, e ela atende pelo nome T-Cross. Trata-se do novo SUV da marca, que chega ao mercado no começo de 2019. Feito no Paraná, o VW T-Cross virá para concorrer no mesmo segmento dos campeões de venda, entre os quais Honda HR-V, Nissan Kicks e Hyundai Creta.

LEIA MAIS: Flagra! Nova geração da Mitsubishi L200 é vista em testes

Entretanto, ainda pouco se sabe sobre a forma final do SUV. A marca revelou apenas um sketch da silhueta do VW T-Cross . Pelo menos até agora, pois o Grupo se prepara para apresentar o novo Skoda Kamiq no Salão de Pequim, na China. E o carro foi visto antes da estreia, como mostram as imagens do site chinês 315 Che. Com isso, agora é possível saber como será a lateral do novo SUV pela primeira vez.

A Volkswagen compartilha a base primordial de seus carros entre as outras marcas de seu Grupo (Audi e Seat, por exemplo). No caso, a Skoda é a marca da República Tcheca que atende o Leste Europeu, Portugal, Espanha e até mesmo o Chile. O novo SUV que será mostrado na China no próximo dia 25 é feito sob a mesma estrutura do T-Cross, e já podemos entender mais sobre como será o modelo fabricado em São José dos Pinhais (PR).

LEIA MAIS: Flagra! Chevrolet Spin disfarçada é vista antes da estreia

Em suas dimensões, o Skoda Kamiq tem 4,39 m de comprimento, 1,78 m de largura e 2,61 m de entre-eixos. Comparando com o Hyundai Creta, que tem dimensões semelhantes, o novo SUV é 10 cm maior. A largura, entretanto, é a mesma. A mídia chinesa tem reportado que a versão básica, com câmbio manual, será vendida com novo motor 1.5, de 110 cv de potência, que não vai estar disponível no Brasil. 

Antes de sua apresentação oficial, o painel do Skoda Kamiq já foi fotografado. Muitos elementos podem surgir no T-Cross
Reprodução/315 Che
Antes de sua apresentação oficial, o painel do Skoda Kamiq já foi fotografado. Muitos elementos podem surgir no T-Cross

Julgando pelos motores que a Volkswagen utiliza na dupla Polo e Golf, há grandes chances do T-Cross aparecer por aqui com motor 1.0 turbo de 128 cv de potência e 20,4 kgfm de torque na versão básica, e 1.4 turbo de 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque.

Investimento bilionário

O presidente da VW, Pablo Di Si ,revela a silhueta do novo SUV T-Cross, na fábrica da marca, em São José dos Pinhais (PR)
Carlos Guimarães/iG Carros
O presidente da VW, Pablo Di Si ,revela a silhueta do novo SUV T-Cross, na fábrica da marca, em São José dos Pinhais (PR)

A Volkswagen anunciou o investimento de R$ 2 bilhões na fábrica de São José dos Pinhais (PR), onde também é feito o Golf. O montante faz parte dos R$ 7 bilhões que a marca investirá no Brasil até 2020. Além do novo SUV, a marca confirma 20 novos lançamentos até 2020, sendo que 13 serão feitos no Brasil, 2 na Argentina e outros 5 importados. Entre eles, 5 serão SUVs.

O investimento em utilitários esportivos faz parte da estratégia da marca de retomar a liderança no mercado brasileiro. A exemplo disso, o Volkswagen Tiguan Allspace começará a chegar nas concessionárias até o fim do mês. No segundo semestre será a vez do Touareg, enquanto aguardamos pelo Tarek, novo rival do Jeep Compass, que chegará ao Brasil em 2020.

De olho no mercado

A marca revela números otimistas para alavancar 2018. Conforme o pronunciamento feito pelo presidente Pablo Di Si, a Volkswagen cresceu 31,7% em um mercado que evoluiu 14,7% no primeiro trimestre. A título de comparação, a Chevrolet se mantém líder de vendas do Brasil, garantindo 15,6% de participação.

LEIA MAIS: Pegamos o novo JAC T80 sem qualquer disfarce. Chega no fim do ano

Antes do lançamento do VW T-Cross, a marca já se aproxima rapidamente da GM, em segundo lugar, com 14,8% do mercado, enquanto a Fiat fica com o terceiro lugar, com 12,8%, de acordo com o balanço do mês de março. Ainda conforme Di Si, a Volkswagen disputa por 70% da parcela de mercado com produtos atuais. Com os 20 lançamentos até 2020, a marca brigará por 90% .

Fonte: 315 Che

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.